Categories:

IPVA atrasado em SP: como parcelar sem complicações?

Todo começo de ano é a mesma coisa: os impostos começam a chegar na casa de todos os paulistas e, muitas vezes, por falta de um bom planejamento financeiro, as contas atrasam e os problemas acabam se acumulando.

O Imposto sobre Propriedade do Veículo (IPVA) é apenas mais um deles. Se você está acostumado a pagá-lo, mas não sabe exatamente do que se trata, o IPVA é o valor anual cobrado aos proprietários de veículos automotores, que garante que o seu automóvel tenha permissão de circular livremente pelas vias públicas brasileiras. 

Como consultar se tenho IPVA atrasado?

A forma mais comum de consultar o IPVA atrasado é através do site do Detran e da Secretaria da Fazenda de São Paulo. Com o Renavam e a placa do veículo, você pode conferir a sua situação e emitir a Guia de Regularização de Débitos (GRD).

Por conta da dívida, caso o seu CPF tenha sido inscrito na Dívida Ativa, é possível consultar e solicitar o pagamento pelo pelo site da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Só que nós temos um jeito ainda mais simples. Aqui na Zapay você não apenas consulta a situação e os valores do seu IPVA atrasado em SP, como de outros débitos do veículo, como multas e Licenciamento. Você pode ainda optar pelo parcelamento, o que facilita muito a vida, porque sabemos que, às vezes, todo mundo precisa de um fôlego. A Zapay tem seu sistema autorizado e integrado aos Detrans de 25 estados, incluindo São Paulo.

Qual o valor do IPVA em SP?

Os valores do IPVA estão diretamente ligados ao valor de mercado do veículo, e da alíquota aplicada em cada estado. Como cada Detran é independente, as alíquotas podem ser diferentes. Em 2021, a alíquota aplicada é de 4%.

Dito isso, basta você consultar a Tabela Fipe para saber o valor venal do seu carro, e multiplicá-lo por 0,04 (4%). Nesse caso, para um veículo de R$ 40.000,00, o valor do IPVA 2021 é de R$ 1.600,00. 

Claro que essa é apenas uma base simples de cálculo, caso queira entender como é determinado o valor do seu IPVA, porque o custo do imposto já vem definido quando chega até você.

Vale lembrar que o IPVA tem desconto para pagamento em parcela única, já no primeiro mês do calendário oficial. No caso de São Paulo, trata-se do mês de janeiro. Caso decida fazê-lo em parcelas, o valor é dividido em 3 partes, nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Quem é isento do pagamento?

Como dissemos anteriormente, cada estado pode definir suas regras com relação a datas, valores e demais características do IPVA, incluindo sua isenção. No entanto, São Paulo utiliza as mesmas condições para a maioria dos demais estados brasileiros. Sendo assim, ficam isentos de pagamento do IPVA:

– Táxi e mototáxi;
– Ônibus e micro-ônibus de transporte urbano ou escolar;
– Entidades com direito a tratamento diplomático;
– Pessoas com deficiências físicas, visuais, mentais ou autismo.

Existem ainda os veículos que possuem imunidade ao IPVA, como carros de órgãos públicos, partidos políticos, sindicatos e templos religiosos.

Vale lembrar que salvo essas exceções, o IPVA é um imposto obrigatório. Não quitá-lo não faz com que você tenha seu carro multado em uma fiscalização, mas a dívida impede que você conclua o licenciamento anual. Por sua vez, circular sem o licenciamento é uma infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e 7 pontos na CNH.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *