Categories:

O que é carro sinistrado?

Se você é dono de um veículo, seja ele segurado ou não por uma empresa seguradora, já deve ter ouvido falar em sinistro. Um sinistro é caracterizado como um dano físico causado em veículo após um acidente. Seja por conta de uma batida, um acidente envolvendo outros veículos ou ações naturais como um incêndio ou uma inundação. Se o veículo foi roubado, isso também é considerado um sinistro.

De toda a forma, se o foi preciso acionar a cobertura do seu seguro, você terá um carro sinistrado. Claro que isso não significa o fim da utilização do veículo, até porque existem dois tipos principais de sinistros: parcial, quando os danos são menores do que 75% do valor de mercado do veículo, e total, quando ele é maior que o valor do carro.

Mesmo que o carro seja recuperado e você o continue utilizando, ou ainda quando ele é tem perda total.

Quais são os tipos de sinistros?

Ainda dentro de sinistros totais e parciais, existem alguns subtipos que ajudam a determinar a gravidade do sinistro. Ao todos, 48 componentes serão avaliados pelo perito, e cada componente tem uma pontuação. A soma desses pontos classifica seu veículo em:

Grande monta: quando a somatória ultrapassa 30 pontos e o veículo é considerado irrecuperável, ou perda total, como é popularmente conhecido.

Média monta: nesse caso é possível a tentativa de reparo do veículo, mas existe a obrigação de uma nova vistoria antes que ele retorne às ruas. Danos entre 21 e 30 pontos

Pequena monta: quando a soma não ultrapasse 20 pontos, o sinistro de pequena monta não é informado no documento, e pode circular depois de alterada apenas a parte danificada.

O que significa “sinistro recuperado” no documento?

Veículos sinistrados, invariavelmente acabam sendo colocados à venda em lojas, oficinas ou leilões, o que pode ser um bom negócio para pessoas que trabalham com recuperação de veículos, ou que precisam de um carro, mas não tem condições de comprarem um zero km, ou usado.

Sinistro recuperado é quando um veículo esteve envolvido em um acidente, mas teve sua estrutura física recuperada. A informação de que a integridade não é original vai constar no documento, justamente para informar aos interessados.

Como descobrir se o carro tem sinistro?

Como dissemos anteriormente, carros sinistrados sendo colocados à venda são muito comuns no mercado, e sempre com preços muito mais baixos do que a média. Até aí tudo bem, e comprar um carro sinistrado em um leilão, por exemplo, pode ser um bom negócio.

No entanto, nesse caso, não existe nada mais importante do que prestar atenção nos detalhes, principalmente porque comprar um carro sinistrado deve ser uma opção sua, então é preciso saber com certeza se existem sinistros vinculados a ele.  

Confira a documentação

A não ser que estejamos falando de um sinistro de pequena monta, ele deve obrigatoriamente constar no documento do carro como “SINISTRO/RECUPERAÇÃO”. Com essa informação, você pode ir atrás e entender que tipo de danos ele sofreu.

Preste atenção aos detalhes do carro

Agora você já sabe que existem 3 subtipos de sinistros, inclusive alguns deles podem ser considerados irrecuperáveis. Logo, não podem voltar às ruas. Mesmo os de média monta, com possibilidade de recuperação, dependerá sempre de um serviço bem feito.

Por isso, é importante preocupar-se com cada pequeno detalhe. Acidentes deixam marcas, mesmo quando são bem recuperadas. A atenção a esses detalhes, principalmente às que estão relacionadas a partes imprescindíveis para segurança do carro, como eixo e colunas, devem ser verificadas com muita atenção.

Leve a um serviço de perícia técnica

Ainda sobre o que falávamos no tópico acima, especialistas são sempre as melhores opções. Mesmo que você entenda um pouco sobre o assunto, nada é tão efetivo do que negociar para que o carro seja levado a uma perícia técnica.

Hoje em dia existem aparelhos com tecnologia capaz de identificar defeitos estruturais, elétricos e mecânicos, que devem ser essenciais antes de fazer a compra.

Carro sinistrado pode fazer seguro?

Não há nada que impeça um carro sinistrado de ser assegurado antes de voltar a circular, mas saiba que o valor do contrato será mais alto, dependendo da gravidade do dano recuperado.

Os riscos de novos danos são maiores do que as de um veículo com integridade física perfeita. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *