avenida paulista - são paulo
Categories:

Rodízio SP: Placa 1 e 2

Que o carro é uma paixão nacional, isso você já deve ter percebido. Mas como fazer quando a quantidade de carros em vias públicas é tão grande que precisa de dias específicos e horários para circulação? Este é o caso da cidade de São Paulo e para organizar o trânsito foi criado o rodízio de placas – também conhecido como Operação Horário de Pico. Trata-se de uma iniciativa da Prefeitura e que funciona desde 1997.

A maior metrópole da América do Sul tem hoje cerca de nove milhões de veículos em seu trânsito – para efeito de comparação, a cidade tem 12,4 milhões de habitantes; se contarmos a região metropolitana de São Paulo, esse número chega a 22,04 milhões de pessoas.

A alta concentração de carros (e pessoas) está relacionada ao poder aquisitivo dos cidadãos, renda e também ao acesso ao crédito – bastante visto desde o início do Plano Real. 

Para resolver esse problema, que também tem a ver com a poluição do meio ambiente, além da poluição sonora e do ar, foram estabelecidos dias e horários para reduzir a quantidade de carros circulando todos os dias e melhorar o tempo que cada motorista fica no trânsito. Afinal, todos saem perdendo se esses pontos não forem considerados no cotidiano das vias públicas.

Conheça agora as dicas para os motoristas cujos carros enfrentam o rodízio final 1 e o rodízio final 2. Ou seja, para aqueles condutores os quais os veículos têm as placas com os finais 1 ou 2.

Qual dia de rodízio para a placa final 1 e 2?

Qual o horário do rodízio placa 1 e 2?

Que horas começa o rodízio em SP?

Qual dia de rodízio para a placa final 1 e 2?

Com a placa final 2, qual dia de rodízio? E também qual seria o rodízio para placa final 1? Fique tranquilo, pois a resposta é simples e fácil para você se programar.

Se você é condutor de um veículo cuja placa tem o final 1 ou 2, saiba que segunda-feira é o dia de seu rodízio. Então, muita atenção para se dirigir ao trabalho ou à faculdade ou qualquer outro compromisso que demande deslocamento utilizando carro ou caminhão.

Em cada dia da semana, dois finais de placas são submetidos ao rodízio para a diminuição do congestionamento na cidade de São Paulo. Conheça a distribuição:

– Finais 1 e 2: segunda-feira.

– Finais 3 e 4: terça-feira.

– Finais 5 e 6: quarta-feira.

– Finais 7 e 8: quinta-feira.

– Finais 9 e 0: sexta-feira.

 

Qual o horário do rodízio placa 1 e 2?

Mas fique tranquilo, pois a restrição não funciona o dia inteiro.

Com exceção dos feriados, o rodízio funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 10h e das 17h às 20h. Sim, há um intervalo onde é possível circular com as placas finais 1 ou 2 – ou seja, o horário que não é considerado de pico. Mas fique atento para não entrar nos horários da restrição.

Desse modo, se você tem um veículo com placa final 1 ou ainda placa final 2, seu rodízio acontece às segundas-feiras, das 7h às 10h e das 17h às 20h.

Mesmo tendo cautela, você ficou na dúvida se tomou alguma multa no dia de rodízio final 1? Ou acabou tendo imprevistos e deslizes e foi autuado com uma infração no dia da placa do seu carro no rodízio placa final 2? Não precisa se preocupar: a Zapay lhe ajuda a consultar estas multas e também indica formas para quitar estes débitos e que cabem no seu bolso. Confira as dicas neste conteúdo: Placa final 1 e 2: Saiba os locais onde tem rodízio em SP e veja nossas dicas sobre como evitar multas.

Que horas começa o rodízio em SP?

O rodízio na cidade de São Paulo começa às 7h e acontece de segunda à sexta-feira. Assim, o dia de rodízio placa final 2 inicia-se às 7h da segunda-feira de toda semana, por exemplo. O mesmo vale para o rodízio placa final 1.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), da cidade de São Paulo, os veículos (carros e caminhões) não podem circular nas ruas e avenidas internas do chamado minianel viário. Já nas vias limítrofes da cidade não podem circular automóveis, Segundo a CET, caminhões estão liberados do rodízio, porém devem respeitar as demais regulamentações de restrição ao seu trânsito. Portanto, fique ligado para não cometer nenhum deslize e nem nenhuma infração de trânsito.

A multa para o motorista que é flagrado dirigindo em dia não permitido é de R$130,16. Trata-se de uma infração média e adiciona 4 pontos à CNH. Detalhe: a multa pode ser aplicada mais de uma vez, se houver reincidências em dias diferentes. Fique atento.

Porém, vale dizer que há alguns veículos que são isentos de circulação durante o rodízio. Para ter essa possibilidade, o proprietário deve fazer uma solicitação na Secretaria de Mobilidade e Transporte da Prefeitura de São Paulo. Saiba quais veículos tem este direito e verifique se você se encaixa no perfil para o pedido de isenção:  

  1. Transporte coletivo ou de lotação.
  2. Veículos guincho.
  3. Carros funerários.
  4. Veículos das Forças Armadas ou Defesa Civil.
  5. Transporte escolar.
  6. Ambulância, polícia e corpo de bombeiros.

 

Caso você, motorista, tenha qualquer dúvida, é possível consultar a Central de Operações CET através da central SP156 ou ainda acessar a página da CET. Basta clicar neste endereço on-line da Companhia de Engenharia de Trânsito.

Quer saber mais sobre como funciona o sistema de rodízio completo na cidade de São Paulo? Então, este conteúdo especial e fique por dentro sobre o que fazer com seu veículo e as ações necessárias para evitar multas: Rodízio de placas em São Paulo: Veja como funciona – Blog Zapay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *