Categories:

Saiba onde tem rodízio em SP e como evitar multas!

São Paulo é uma das principais metrópoles brasileiras, e com o seu grande crescimento populacional, o número de automóveis circulando nas ruas tornou-se um problema diário.

Com isso, a medida da Prefeitura foi instaurar o rodízio de placas de veículos. Para entender como se iniciou e onde tem rodízio em SP, confira todas as informações que nós da Zapay separamos para você!

O que é rodízio de veículos?

Antes de entender onde tem rodízio em SP, é importante saber sobre o que se trata este sistema. O rodízio de placas funciona no conhecido “Horário de Pico”, e serve para diminuir o número de automóveis circulando nas ruas. 

Segundo as informações do Detran de São Paulo, além de tirar esses carros das ruas em dias e horários específicos, a medida também ajuda na diminuição do tempo de trajeto e melhora a qualidade do ar. 

Quando o rodízio em São Paulo começou? 

Visando reduzir os níveis de trânsito intenso na cidade de São Paulo, a solução criada pela Prefeitura foi o Programa de Restrição ao Trânsito de Veículos Automotores no Município de São Paulo.

Esta medida foi estabelecida a mais de 24 anos, pela Lei nº12.490, do dia 3 de outubro do ano de 1997. Posteriormente, completado pela Lei nº14.751 em 2008 e alguns Decretos como de nº58.584 do dia 20 de dezembro do ano de 2018 e o 58.604, de 16 de janeiro de 2019. 

Como funciona o rodízio de veículos SP?

Para entender onde tem rodízio em SP e como ele funciona é bem simples. Este revezamento de veículos ocorre apenas de segunda a sexta-feira, e a escolha das placas proibidas de circular leva em consideração o dia da semana, o último número delas e o horário.

Sendo assim, determinadas placas ficam proibidas de circular pelo Centro da Capital por um período de seis horas. Tenha atenção! Esta medida, também se aplica a carros registrados em outros municípios. 

Quais dias tem rodízio em SP?

Todos os locais onde tem rodízio em SP levam o seguinte horário em consideração: das 7h da manhã às 10h e depois das 17h às 20h, de segunda a sexta-feira. A suspensão é feita apenas aos finais de semana e nos feriados. 

Confira a seguir, como é organizado os dias de rodízio em relação ao final numérico de cada placa veicular: 

  • Placas final 1 e 2: Restritos na segunda-feira;
  • Placas final 3 e 4: Restritos na terça-feira;
  • Finais 5 e 6: Restritos na quarta-feira;
  • Finais 7 e 8: Restritos na quinta-feira;
  • Placas final 9 e 0: Restritos na sexta-feira;

Locais onde tem rodízio em SP

Agora que você entendeu como este sistema funciona, é importante saber os locais onde tem rodízio em SP para você evitá-los caso esteja andando com o seu veículo.

Em geral, os locais onde tem rodízio em SP são as áreas do chamado Centro Expandido, marcado pelas principais vias da cidade. Veja a seguir, quais são elas: 

  • Avenida Salim Farah Maluf;
  • Avenida Professor Luís Ignácio de Anhaia Melo;
  • Viaduto Grande São Paulo;
  • Avenida Presidente Tancredo Neves;
  • Avenida das Juntas Provisórias; 
  • Marginal do Rio Tietê;
  • Marginal do Rio Pinheiros;
  • Complexo Viário Maria Maluf;
  • Avenida Afonso D’Escragnolle Taunay;
  • Avenida dos Bandeirantes; 

Penalidades pelo descumprimento do rodízio SP

Caso o seu veículo seja autuado em um local onde tem rodízio em SP, será considerada uma infração média, com a aplicação de 4 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O valor da multa atualmente é de R$130,16.

Posso ser multado mais de uma vez no mesmo dia?

Sim! Se transitar com o seu carro onde tem rodízio em SP duas vezes no dia, no primeiro horário (das 7h às 10h) e no segundo (das 17h às 20h). Serão contabilizadas duas infrações médias, com suas devidas penalidades.

Quais são os veículos isentos onde tem rodízio em SP?

Existem alguns poucos casos em que os veículos que passam onde tem rodízio em SP podem solicitar a isenção na Secretaria de Mobilidade e Transportes da Prefeitura de São Paulo. Confira: 

  • Transportes coletivos ou de locação, incluindo transporte escolar;
  • Veículos de serviço público (Forças Armadas, Médicos, policiamento, ambulâncias, coleta de lixo, entre outros);
  • Veículo de pessoa com deficiência, que se enquadre no Artigo 2 da Lei nº 13.146 ou por aqueles que os transportam;
  • Automóvel utilizado para transportar pessoa com deficiência mental, auditiva ou visual;
  • Veículo de pessoa que realiza tratamento contínuo de doença grave.

O que fazer se preciso sair no dia do rodízio?

Um compromisso importante ou uma urgência pode acontecer onde tem rodízio em SP. Nesses casos, é importante explorar outras formas de locomoção. 

  1. Use transporte público

Seja de ônibus, trem ou metrô, o transporte público cobre todo o perímetro da cidade. Além de economizar, você ainda vai ajudar com o meio-ambiente. 

  1. Utilize bicicletas ou transportes por locação

Aproveite as bicicletas e as ciclovias para se locomover pela cidade de uma forma diferente e mais saudável. Mas, fique atento a todas as leis de trânsito desta categoria.

  1. Saia em horários alternativos em dias de rodízio em SP

Caso não possa dispensar o uso do seu carro, programe-se para sair antes do horário e retornar após o mesmo.

Levou alguma multa de rodízio e gostaria de verificar o seu veículo? Aproveite os serviços de consulta da Zapay e parcele em até 12x! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *