Categories:

Rodízio SP: Placa final 5 e 6

Quem nunca esteve em um engarrafamento tão grande que perdeu a hora para um compromisso, seja familiar, seja profissional?! Ou, ainda, aquela situação onde você precisa manter os vidros fechados devido ao excesso de barulho vindo de outros automóveis e também aos poluentes em demasia que saem de escapamentos de carros, motos, caminhões e demais veículos?

Estas situações podem causar muito estresse no trânsito, para o motorista, os pedestres e todos os que estão exercendo o direito de ir e vir em via pública. Para evitar problemas deste tipo ou mesmo para amenizar tais situações, a Prefeitura da Cidade de São Paulo precisou repensar sua engenharia de trânsito.

Tarefa nada fácil para a maior metrópole da América Latina. Porém, mais do que necessária, afinal os impactos do trânsito pesado e que não flui agem diretamente em aspectos como econômica, saúde, além do planejamento que cada pessoa que está no trânsito tem.

A solução foi criar o rodízio de placas para automóveis e caminhões. A iniciativa, vinda da própria Prefeitura da Cidade de São Paulo, funciona desde 1997 e tem como objetivo trazer mais qualidade de vida aos paulistanos e aos que transitam no município. Além disso, essa distribuição para circulação veicular, dividida em dias específicos para cada um, melhora a forma como está funcionando trânsito na cidade, tratando cidadãos e o meio ambiente com mais respeito.

Este conteúdo vai lhe mostrar o que é o rodízio, quais dias e horários estão designados para ele, quais os cuidados que motoristas cuja placa final são 5 ou 6 devem tomar, além de dicas para evitar deslizes, infrações e multas. Confira!

Como está o rodízio em SP hoje?

Qual é o dia do rodízio para a placa final 5 e 6?

Qual é o horário do rodízio para placa 5 e 6?

Como está o rodízio em SP hoje?

Se você jogar em seu buscador favorito “placa final 5 rodízio” ou ainda “placa final 6 rodízio”, há grandes chances da pergunta seguinte em sua mente ser como está funcionando o rodízio em SP? São perguntas básicas e estratégicas para que os condutores de veículos possam ser organizar nos dias que os respectivos automóveis ficam impedidos de transitar em vias públicas.

Mas fique tranquilo, pois é fácil se programar para não ser pego de surpresa no dia do rodízio. Também conhecida como Operação Horário de Pico, a iniciativa tem dias fixos para cada final de placa. Spoiler: são apenas os dias úteis.

Se você é condutor de um veículo cuja placa tem o final 5 ou 6, saiba que quarta-feira é o dia de seu rodízio. Então, muita atenção para se dirigir ao trabalho ou à faculdade ou qualquer outro compromisso que demande deslocamento utilizando carro ou caminhão. A dica é: organize-se e utilize o transporte público para realizar seu deslocamento, ou mesmo compartilhe uma carona com um colega ou ainda utilize táxis ou aplicativos de mobilidade. Tudo para evitar que uma infração seja cometida e para que o trânsito circule melhor.

Em cada dia da semana, dois finais de placas são submetidos ao rodízio para a diminuição do congestionamento na cidade de São Paulo. Fique atento, pois em alguns feriados ou situações de exceção o rodízio fica suspenso.

Conheça a distribuição em cada um dos dias da semana:

– Finais 1 e 2: segunda-feira.

– Finais 3 e 4: terça-feira.

– Finais 5 e 6: quarta-feira.

– Finais 7 e 8: quinta-feira.

– Finais 9 e 0: sexta-feira.

Qual é o dia do rodízio para a placa final 5 e 6?

Se você é um motorista de carro ou caminhão, cujo final da placa é 5 ou 6, você já sabe que às quartas-feiras é preciso conseguir outras alternativas para se locomover na cidade de São Paulo.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), da cidade de São Paulo, os veículos (carros e caminhões) não podem circular nas ruas e avenidas internas do chamado minianel viário. Já nas vias limítrofes da cidade não podem circular automóveis, Segundo a CET, caminhões estão liberados do rodízio, porém devem respeitar as demais regulamentações de restrição ao seu trânsito. Portanto, fique ligado para não cometer nenhum deslize e nem nenhuma infração de trânsito – e muito menos ter dores de cabeça com o rodízio.

A multa para o motorista que é flagrado dirigindo em dia não permitido é de R$130,16. Trata-se de uma infração média e adiciona 4 pontos à CNH. Detalhe: a multa pode ser aplicada mais de uma vez, se houver reincidências em dias diferentes. Fique atento.

Porém, vale dizer que há alguns veículos que são isentos de circulação durante o rodízio. Para ter essa possibilidade, o proprietário deve fazer uma solicitação na Secretaria de Mobilidade e Transporte da Prefeitura de São Paulo. Saiba quais veículos tem este direito e verifique se você se encaixa no perfil para o pedido de isenção:  

  1. Transporte coletivo ou de lotação.
  2. Veículos guincho.
  3. Carros funerários.
  4. Veículos das Forças Armadas ou Defesa Civil.
  5. Transporte escolar.
  6. Ambulância, polícia e corpo de bombeiros.

 

Mesmo tendo cautela, você ficou na dúvida se tomou alguma multa no dia de rodízio final 5? Ou acabou tendo imprevistos e deslizes e foi autuado com uma infração no dia da placa do seu carro no rodízio placa final 6? Não precisa se preocupar: a Zapay lhe ajuda a consultar estas multas e também indica formas para quitar estes débitos e que cabem no seu bolso. Confira as dicas neste conteúdo: Placa final 1 e 2: Saiba os locais onde tem rodízio em SP e veja nossas dicas sobre como evitar multas.

Qual é o horário do rodízio para placa 5 e 6?

O rodízio de placas na cidade de São Paulo é distribuído nos seguintes horários:  das 7h às 10h e das 17h às 20h. Ou seja, se você tem um veículo cuja placa tem final 5 ou 6, seu rodízio acontece todas às quartas-feiras, das 7h às 10h e das 17h às 20h. Portanto, fique ligado para evitar deslizes, infrações e outros problemas.

E caso o condutor queira saber como está o rodízio em SP hoje? Isso é sem problemas!

 Caso você, motorista, tenha qualquer dúvida, é possível consultar a Central de Operações CET através da central SP156 ou ainda acessar a página da CET. Basta clicar neste endereço on-line da Companhia de Engenharia de Trânsito. Precaver-se e obter informação é um dever de todos para um trânsito mais seguro e uma vida com menos estresse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.