aparelho de som
Categories:

Na mira dos bandidos: Peças mais roubadas do veículo

Será que o aparelho de som automotivo ainda é um item muito visado pelos bandidos? A Zapay lhe mostra os principais componentes que os criminosos ficam de olhos nos mais variados carros.

É bom saber que o cuidado vai muito além do som automotivo bluetooth, pois há diferentes componentes em um automóvel que podem valer muito no mercado ilegal. Saiba mais nos tópicos a seguir.

– Peças de carro muito roubadas 

– Rodas e pneus 

– Aparelhos de áudio/infotenimento 

– Retrovisores 

– Faróis 

– Catalisadores 

– Outras peças de carro muito roubadas

– Principais sistemas de segurança para o veículo

Dica da Zapay: conheça a lei que proíbe som auto do carro

Peças de carro muito roubadas 

Nada pior do que ser surpreendido com a ação de criminosos, não é mesmo?! Infelizmente, o roubo de peças de carro é uma realidade em todo território nacional. O ideal é que o amigo condutor procure se precaver desse tipo de ação.

É importante frisar que, sempre que possível, o motorista deve evitar estacionar o automóvel ou a motocicleta em vias públicas, sobretudo em locais mal iluminados e ermos.

Saiba mais sobre quais são as peças de carros mais roubadas nos tópicos a seguir.

Dica da Zapay: saiba como ajustar seu retrovisor de forma correta.

Rodas e pneus 

É importante que o amigo condutor saiba que o conjunto formado por pneu e roda tem um alto valor de mercado. Para se ter ideia, um único componente de liga leve de aro 17 associado a um pneumático de perfil baixo e em boas condições, custa mais de R$ 3.000. E esse valor alto faz com que tais peças estejam entre as mais visadas e, consequentemente, roubadas pelos criminosos.

E engana-se quem pensa que o estepe não é visado por ladrões. Na verdade, é uma peça de fácil furto, sobretudo aqueles que são posicionados na parte externa do respectivo veículo, na tampa traseira ou ainda embaixo do assoalho do porta-malas. 

Contudo, não são raros os casos em que todas as rodas do carro são roubadas – sim, amigo condutor, há situações nas quais o ladrão leva quatro ou cinco rodas de uma vez. Um prejuízo e tanto ao proprietário do automóvel. Basta procurar na internet e ver fotos de carros que ficaram em cima de quatro montinhos de tijolos, ou seja, tiveram todos os pneus furtados para a triste surpresa do motorista em questão. Nesses casos, é preciso chamar também o guincho além de fazer o boletim de ocorrência para a polícia.

Dica da Zapay: aprenda a regular os faróis de forma correta nesse artigo especial sobre o tema. 

aparelho de som automotivo

Aparelhos de áudio/infotenimento 

Este é um alvo bastante tradicional: aparelhos de som. Há décadas os donos de veículos têm dores de cabeça com esse tipo de roubo, principalmente, quando os rádios eram comprados e instalados à parte.

Como os veículos atuais costumam vir com a central multimídia de fábrica, desde os modelos de carros mais simples, tais equipamentos estão menos cobiçados. Mas tenha em mente, motorista, é necessário ter cuidado sobretudo com equipamentos de instalação universal e mais sofisticados.

Retrovisores 

Os retrovisores também costumam ser componentes bastante vulneráveis a furtos. Embora seu valor seja menor, se comparado os outros itens mencionados nesse artigo, ele faz parte do conjunto de peças roubadas que abastecem um gigantesco mercado ilegal de reposição.

Como os retrovisores são fáceis de levar e de serem revendidos, tais espelhos externos encontram-se entre os itens preferidos dos criminosos. Ressaltamos a importância de manter esse item no seu veículo e repor assim que for roubado. Os retrovisores são fundamentais para qualquer motorista e um carro que não possui um deles já fica bem mais vulnerável a batidas, atropelamentos e outros tipos de acidentes.

Faróis 

Nem os faróis os bandidos perdoam. Aliás, se seu carro for considerado de luxo, o cuidado deve ser ainda maior, pois é esse tipo de componente que costuma ser mais visado. E não é à toa, pois, os faróis de luxo chegam a valer dezenas de milhares de reais – e por isso são tão cobiçados pelos ladrões. Um prejuízo e tanto aos proprietários.

Além do prejuízo, é um item fácil de se dar falta quando o assunto é fiscalização. 

Ou seja, além de ficar sem os faróis, o condutor ainda leva multa por não estar andando com o veículo completo, com todos os itens previstos na lei. Os faróis mais cobiçados são de marcas premium tais como Porsche, Mercedes-Benz e Land Rover. Saiba mais sobre essa peculiaridade mais adiante nesse artigo.

Catalisadores 

Os catalisadores entraram no hall de peças mais procuradas pelos bandidos nos últimos anos. E a escolha por tais peças ocorre, pois elas contêm metais nobres, o que faz com que valham um bom valor em dinheiro depois de roubadas.

De modo geral os criminosos se interessam pela matéria-prima – e não pela revenda ilegal desse componente veicular. É mais ou menos a mesma lógica por traz de fios de cobre, a função em si não importa e sim o material que é feito o produto.

Outras peças de carro muito roubadas

Saiba mais sobre algumas outras peças de carros muito visadas pelos criminosos:

  • Faróis de Porsche:

Como já mencionamos ao longo do texto, os faróis de carros premium valem dezenas de milhares de reais. Mas eles não interessam apenas aos criminosos que vivem da venda de peças automotivas – plantadores de maconha também estão atrás desse componente.

Você pode estar se perguntando: mas como assim? Os faróis de xenônio do Porsche proporcionam uma quantidade ideal de calor e iluminação para os pés de maconha. Além disso, são componentes fáceis de serem roubados, com casos registrado em todo mundo – inclusive no Brasil.

Vale destacar que, hoje, a Porsche usa como tecnologia LEDs, porém os faróis dos carros continuam fáceis de serem roubados. Com a mudança de tecnologia, o foco voltou a ser a revenda ilegal do componente.

  •  Rodas de liga-leve

Carros que podem contar com um belo conjunto de rodas de liga-leve costumam apresentar um visual ainda mais impactante e chamativo, podendo ser aplicado até mesmo em modelos populares. Trata-se de uma peça bastante comum no mercado de segunda mão e fácil de retirar, por isso são um alvo bastante corriqueiro. E o dono do automóvel se depara com aquela cena triste depois do furto: o veículo encontra-se sem as rodas e sobre blocos de concreto.

Esse tipo de crime pode ocorrer ainda com automóveis que tenham rodas arranhadas ou rodas de aço se tiverem calçados com pneus bons. Um jeito de evitar esse tipo de dor de cabeça é fazer uso de um parafuso em segredo, que impedirá a retirada das rodas usando somente uma chave de roda. O ideal é não perder o segredo, afinal, sem ele é impossível conseguir tirar a roda.

  • Grade de Audi

Sim, amigo motorista, as grades do Audi também entraram na mira dos criminosos no Brasil. O que fez com que a própria marca alemã se posicionasse sobre a situação com uma iniciativa para diminuir o prejuízo do cliente: caso a grade fosse roubada a Audi dava uma nova, sem cobrar nada. A ação fez a procura pela peça diminuir no mercado paralelo, desmotivando os bandidos.

  • Sistemas de Navegação/GPS 

Unidades de navegação embutidas ou sistemas de GPS portáteis são frequentemente roubados, devido ao valor delas no mercado ilegal.

  • Airbags

Os airbags podem ser retirados e revendidos, pois eles também têm valor no mercado paralelo. Lembrando sempre que é um item de segurança indispensável e, por isso, caso o amigo motorista sofra a perda, deve ser feita a reposição imediata para, assim, garantir mais segurança a todos que andam no veículo.

  • Baterias

Mais um componente bastante visado, as baterias de carros são roubadas, principalmente, se forem de marcas conhecidas e de alta qualidade.

  • Placas de matrícula

Em alguns casos, placas de matrícula são roubadas para uso em atividades criminosas. Trata-se de uma chapa de metal ou plástico afixada a um veículo ou atrelado com o fim da sua identificação oficial.

  • Peças do motor 

Algumas peças do motor, como radiadores, alternadores e motores de arranque, podem ser roubadas e revendidas no mercado ilegal.

Importante ressaltar que o mercado ilegal de peças existe porque tem compradores, inclusive o consumidor final. Por isso, vale destacar a importância de sempre verificar a procedência de toda e qualquer peça que você estiver comprando.

As plataformas online facilitaram muito a compra e venda de peças, e, infelizmente, tem sido usada como meio de enganar condutores que acabam levando peças roubadas. Por isso, veja sempre as avaliações dos vendedores, comentários de outros compradores e, se possível, escolha sempre grandes plataformas para receber seu produto original e em excelentes condições.

som automotivo bluetooth

Principais sistemas de segurança para o veículo

Além de todos os cuidados, muitos motoristas optam por proteger o seu carro com um sistema de segurança próprio. Separamos 3 tipos principais de sistemas de segurança para você conhecer:

  • Bloqueadores

O primeiro sistema que vamos abordar é o bloqueador, o mais básico entre os três equipamentos. Ele funciona bloqueando a ignição ou a bomba de combustível, em caso de disparo do alarme em uma tentativa de furto e também informa por meio do alarme o telefone da empresa de monitoramento, para que cheguem na central informações sobre o furto.

Mesmo não sendo a opção mais eficiente entre as disponíveis, ele diminui bem os riscos de furtos e tem o menor custo de instalação.

  • Localizadores

Sendo fiel ao significado de seu nome, o localizador tem como função primária informar onde o carro furtado ou roubado está localizado. O mapeamento é feito a partir da hora em que o motorista se dá conta do roubo do carro e informa a central de monitoramento da empresa que vendeu o produto. Ao receber essa mensagem e/ou ligação, a central envia uma equipe ao local onde está o carro para poder visualizá-lo e avisar a polícia sobre a localização exata. Alguns dos equipamentos também possuem bloqueio de ignição, mas são a minoria.

  • Rastreadores

O terceiro sistema é o mais avançado dos três. Assim como o localizador, ele também informa ao motorista onde está localizado o carro, com a diferença de permitir que essa consulta pelo local seja feita independentemente do aviso a central de atendimento. Por isso, ele possui um preço mais elevado que os dois anteriores.

Diante de tantas peças visadas em um automóvel, vale a pena reforçar a importância de se avaliar um seguro veicular. Aliás, um dos pontos que costumam ser cobertos é a proteção contra roubo ou danos (ou ainda vandalismo), de modo que o seguro de carros contratado pode cobrir perdas relacionadas a roubo, furto ou danos causados por vandalismo, proporcionando alívio financeiro em situações desfavoráveis.

Saiba mais sobre outras situações que o seguro veicular pode ajudar – e muito!

  • O seguro de carros oferece cobertura financeira em caso de acidentes de trânsito, ajudando a cobrir os custos de reparo ou substituição do veículo, bem como despesas médicas para os envolvidos.
  • Alguns seguros oferecem cobertura contra danos causados por desastres naturais, como enchentes, tempestades, incêndios, entre outros eventos catastróficos.
  • Há ainda a cobertura de colisão, que protege contra danos ao veículo causados por colisões com outros veículos ou objetos.
  • Muitas apólices de seguro incluem serviços de assistência 24 horas, como reboque, socorro mecânico e até mesmo serviços de emergência médica.
  • Alguns seguros oferecem cobertura para despesas médicas e de reabilitação em caso de lesões pessoais resultantes de um acidente de carro.
  • Ter um seguro de carros proporciona paz de espírito, pois os proprietários de veículos sabem que estão financeiramente protegidos em situações imprevistas.

Fique atento, amigo condutor pois é importante escolher um seguro que atenda às suas necessidades específicas e às do veículo. Além disso, respeitar as leis locais relacionadas ao seguro é fundamental para evitar penalidades legais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *