seguro-de-carros
Categories:

Conheça todos os tipos de seguro de carro

Tipos de seguros de carros: entenda quais são e como funcionam

Quando adquiriu o seu veículo, você contratou algum seguro de carros, amigo condutor? Será que este cuidado vale a pena? A Zapay preparou este conteúdo especial para você possa tirar dúvidas sobre o tema e saber qual é a melhor forma de se proteger em caso de um imprevisto.

É importante saber que além das seguradoras de carros, estas empresas atendem também outros ramos, como imóveis, bens tecnológicos e até mesmo a sua própria vida, com os famosos seguros de vida. Confira! 

– O que é um seguro? 

– Veja como funciona 

– Quais são os tipos de seguros? 

– Seguro de acidentes pessoais a passageiros 

– Seguro auto 

– Seguro compreensivo 

– Seguro contra terceiros 

– Cobertura adicionais

Dica da Zapay: tire todas as suas dúvidas sobre o que é o DPVAT e qual a sua importância.

O que é um seguro? 

Você já deve ter ouvido falar em seguro, não é mesmo, amigo motorista? Seguro de carro. Seguro de casa. Seguro de vida. Seguro de celular. Para praticamente todos os tipos de bens, há seguros a serem oferecidos. Mas, afinal de contas, o que seria um seguro?

Trata-se de um tipo de contrato que é firmado entre uma empresa especializada em determinado ramo, como uma seguradora. É neste acordo firmado entre a empresa e o cliente (você, no caso) que são estabelecidos que algum indivíduo, patrimônio, bem material ou objeto, dentre outras tantas opções, possam receber coberturas pré-acordadas para determinados riscos.

Desse modo, se aquilo que estiver estipulado no papel (no contrato) ocorrer efetivamente, como um acidente ou mesmo a morte do segurado, a empresa é acionada e deve pagar uma indenização – seja para o segurado ou seus beneficiários.

Podemos dizer que o seguro é uma proteção a mais para o cidadão, com validade somente nos prazos acordados e mediante cláusulas assinadas. 

Se você está aqui, é porque possivelmente se interessa por veículo automotores, certo?! Para este tipo de bem, há os seguros de carros, também conhecido como seguro auto. Neste tipo de contrato, o proprietário do automóvel ou da motocicleta é o segurado e recebe a apólice, que, por sua vez, é o documento emitido pela seguradora contratada.

Este contrato firmado entre o segurado (dono do carro) e a seguradora é chamado de apólice de seguro. E é no contrato que constam todas as informações referentes às coberturas, assistências, prêmios, dentre outras opções. Vale dizer que prêmio é o valor pago para garantir a proteção do seguro.

Dicionário do segurado: saiba quais são os termos mais comuns em sua apólice de seguro e fique por dentro sobre os detalhes de sua cobertura – e dos seus direitos enquanto contratante.

  • Apólice: trata-se do contrato de seguro. É este documento que estabelece os direitos e as obrigações da empresa seguradora e do segurado.
  • Prêmio: diz respeito ao valor em dinheiro, a ser pago pelo segurado à empresa seguradora – ele visa a garantia dos riscos cobertos pela apólice.
  • Franquia: este termo trata da participação financeira obrigatória do segurado, em caso de ocorrência de sinistro coberto pela apólice – que pode ser definida em valor ou percentual na especificação da apólice. Assim, a responsabilidade a cargo da seguradora somente terá início a partir do valor ou percentual que exceder a franquia.
  • Sinistro: é a ocorrência de todo evento que tem cobertura no seguro contratado e esteja especificado na apólice. Em outras palavras, o sinistro é quando o motorista bate o carro de forma involuntária (sem querer) e esta situação havia sido contratada na apólice, ou seja, há cobertura para colisões no seguro daquele motorista. Geralmente, roubo e furto de automóveis costumam consta nas apólices de seguro automotivo. 

Dica da Zapay: no embate seguro X proteção veicular, qual é a opção mais vantajosa? Confira este conteúdo especial e sane todos os seus questionamentos. 

Veja como funciona 

O seguro, seja ele para qual bem for, funciona de forma bastante simples. O contratante pode se proteger (no caso de seguro de vida) ou proteger um bem e, desse modo, escolhe uma seguradora que possa ofertar uma modalidade se serviço compatível com as demandas que o segurado deseja. Assim, o contratante pode escolher as coberturas de seu interesse e solicitar uma proposta. Cabe à empresa de seguros fazer uma análise do perfil, que pode elevar ou ainda reduzir o valor da apólice. 

Em seguida, é necessário estabelecer o preço, os prazos e, assim, chegar a um acordo. Com as partes devidamente alinhadas e com os documentos assinados, o titular passa a estar segurado – consequentemente, pode ficar mais tranquilo diante das adversidades que possam ocorrer nas mais variadas situações, desde que dentro da cobertura contratada.

Caso aconteça algo com a vida do segurado ou com o bem (a depender de qual tipo de seguro estamos falando, que pode ser para alguém, um objeto, patrimônio ou uma propriedade), a empresa seguradora deve ser acionada. Ela analisará a situação toda e, se estiver tudo dentro da conformidade acordada no contrato, pagará a indenização, conforme previamente estabelecido na apólice. 

Dica da Zapay: fique por dentro sobre como usar a calculadora de gasolina, uma ferramenta muito útil para economizar no combustível do seu veículo. 

Quais são os tipos de seguros? 

Confira a seguir alguns dos principais tipos de seguros disponíveis no Brasil e veja quais deles podem fazer sentido para você e sua família, afinal é fundamental entender suas necessidades e prioridades para encontrar o seguro ideal. A ideia do seguro é sempre trazer mais segurança, caso surja alguma surpresa ou prejuízo, por isso eles são tão diversos. 

  • Seguro de vida: é feito para aqueles que se preocupam com o que pode acontecer com o próprio futuro e com o bem-estar da família. Assim, as coberturas podem comtemplar o segurado e/ou seus beneficiários, por intermédio de amparo financeiro em caso de morte do segurado, doenças ou invalidez.  
  • Seguro auto: esta opção atende os proprietários de veículos automotores (carros, motocicletas, caminhões, ônibus, dentre outros), bens que costumam estar expostos a imprevistos diários no trânsito, como acidentes. O perfil do segurado conta bastante na hora de personificar a apólice a ser contratada, devido aos riscos mais eminentes. Fique atento para saber se a empresa seguradora oferece as proteções básicas, adicionais e serviços de assistência.
seguro-carros
  • Seguro residencial: a função deste tipo de seguro é oferecer proteção para o lar do segurado, bem como para sua família e seus bens. O imóvel pode ser tanto próprio quanto alugado, casa ou apartamento, na praia, na cidade ou ainda no campo – afinal, cada lar tem suas particularidades. O seguro residencial costuma oferecer também serviços de assistência úteis para necessidades da casa, deixando o segurado mais tranquilo quanto às surpresas e aos imprevistos.
  • Seguro viagem: esta é uma opção que atende tanto quem viaja com muita frequência quanto quem fará um intercâmbio, por exemplo. O seguro viagem tem como objetivo oferecer proteção direcionada à vida do segurado, bem como aos seus bens e às pessoas envolvidas na viagem. Assim, a empresa contratada deve estar a par de todos os detalhes da viagem, como destino, estadia, data e ida e volta, dentre outros.
  • Seguro odontológico: este tipo de seguro oferece opções de planos coletivos ou individuais, com foco na saúde bucal e dental dos beneficiários. Assim, o seguro pode contar com uma rede credenciada ao seguro dental e contar com profissionais especializados em diversas áreas da Odontologia. 
  • Seguros contra acidentes pessoais: nesta categoria de seguros, o segurado conta com cobertura para proteção pessoal, no caso de acidentes. As apólices oferecem coberturas e assistências em vida ao segurado, bem como protegem dependentes e familiares financeiramente, em caso de morte do titular por acidente. O que diferente este seguro do seguro de vida é que o foco do segura contra acidentes pessoais, como o próprio nome entrega, é a cobertura por morte acidental e danos por acidentes.
  • Seguro patrimonial: este seguro pode ter diferentes objetos, mas o principal é a proteção de um negócio e os bens de valor que estão armazenados em um determinado local, como escritório, padaria, concessionário, restaurante, dentre outros. Assim protege-se contra eventos que causem prejuízos e perda de patrimônio.
  • Seguro saúde: esta pode ser uma alternativa interessante para quem quer economizar com um plano de saúde, de modo a ter a liberdade para escolher um profissional de área médica para ser atendido. Assim, o seguro saúde visa garantir assistência médica hospitalar, terapêutica e obstétrica, com diversos profissionais e locais de atendimento, disponibilizados pela empresa seguradora. Com esta opção, o segurado não paga uma mensalidade, como é com o plano de saúde, mas somente quando utilizar determinado serviço, com reembolso parcial ou total do valor gasto no tratamento.
  • Seguro cartão de crédito: este seguro tem como foco indenizar o segurado por conta de prejuízo financeiro referente ao cartão de crédito ou à conta bancária, cobrindo eventos como: roubo ou furto de cartão, dinheiro, bolsa, carteira, eletrônicos e operações realizadas sob coação, além de contar com outros serviços de assistência.
  • Seguro equipamentos portáteis: é a opção para quem quer proteger gadgets e demais pertences tecnológicos. Este seguro ampara o contratante em caso de furto, roubo e acidentes que possam danificar os aparelhos e causar prejuízo financeiro. O seguro pode ser aplicado para smartphones, notebooks, câmeras, relógios digitais, tablets, entre outros aparelhos.

Seguro de acidentes pessoais a passageiros 

Este tipo de seguro oferece cobertura em caso de acidentes para todos os ocupantes do veículo. Imagine a situação desagradável de estar na estrada viajando e acontecer qualquer tipo de acidente enquanto você e sua família seguem o destino do passeio. Tantos seus filhos quanto seus pais, por exemplos, estarão cobertos, de acordo com a apólice deste seguro.

Seguro auto 

Vale a pena reforçar de novo: o seguro automotivo visa cobrir as necessidades do proprietário de um veículo de qualquer categoria perante potenciais prejuízos o automóvel venha a ter no dia a dia, como acidentes. As coberturas destes prejuízos são previamente explicadas na apólice (contrato), firmada entre a empresa segurado e o contratante. 

É neste documento que constam o que será coberto caso o carro seja amassado, arranhado, roubado, furtado ou sofra dano na parte mecânica, dentre outras, por exemplo. É fundamental que o proprietário esteja sempre atento a todos os detalhes firmados no contrato, para evitar dores de cabeça na hora que o incidente ou prejuízo acontecer.

Seguro compreensivo 

Também conhecido como seguro personalizado, esta modalidade engloba diversas modalidades dentro de um mesmo contrato, de modo a garantir menores taxas para ter uma ampla cobertura e garantia. 

Este seguro pode ainda abranger diversos bens de alto valores, como empresas, grandes patrimônios, condomínios, dentre outros. 

Seguro contra terceiros 

Este seguro é também conhecido como Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V) e tem como objetivo garantir ao segurado proteção em caso de acidente que venha a causar danos a terceiros. Por exemplo, se o condutor bater o carro e danificar o veículo de outra pessoa – dor de cabeça na certa, não é mesmo?! Basta acionar o seguro contratado, que ele arcará com o conserto do automóvel.

Outra situação, envolvendo este exemplo da batida causada pelo segurado: se o terceiro ajuizar uma ação contra o segurado, caberá à empresa seguradora pagar a eventual indenização que será fixada. 

Cobertura adicionais

As coberturas adicionais são as opções que o contratante tem para agregar ao seguro escolhido, de forma a deixá-la mais personalizada. De modo geral, as coberturas são básicas, embora possam abranger muitas situações. Caso o segurado perceba que quer se precaver contra uma situação específica, como proteção contra pedras e queda de objetos externos ou ainda vidros, que são pontos geralmente não previstos em seguros básicos, em caso de seguros veiculares, por exemplo, ele poderá adicionar estes pontos.

Para cada uma das situações que o segurado quiser implementar em sua apólice, ele deverá pagar um determinado valor a mais por cada uma delas. Portanto, estude com cuidado tudo o que possa fazer sentido para você se sentir tranquilo.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *