capacete-de-moto
Categories:

Capacetes de moto: tipos e modelos

Capacete de Moto: Como Escolher o Melhor Para Você

Qual é o tipo de capacete de moto que você usa, amigo condutor? Neste conteúdo, conheça as particularidades de cada tipo disponível no mercado brasileiro, quais são os melhores, como escolher os melhores capacetes de moto e o que diz a legislação.

– Tipos de Capacete Para Moto 

– Capacetes Integrais 

– Capacetes Modulares 

– Capacetes Mistos 

– Capacetes Abertos 

– Capacete On Road 

– Capacete Off Road 

– Quais São Os Melhores Tipos de Capacete Para Moto 

– Como Escolher o Seu Capacete 

– Tamanho ideal do Capacete

– Forro 

– Materiais 

– Selo de Segurança 

– Peso 

– Tipos de Capacetes Permitidos pela Lei 

– E Quais São os Capacetes Proibidos 

– Uso do Capacete no Brasil – CTB 

– Viseiras e Óculos 

– Multa por Andar Sem Capacete 

– Multa Por Capacete Vencido? 

– Os Melhores Capacetes do Mundo

Dica da Zapay: conheça a moto mais cara do mundo

Tipos de Capacete Para Moto 

Não basta usar capacete, é necessário que este item essencial de segurança atenda às exigências de lei para que sua viagem seja tranquila, não é mesmo, amigo condutor?! Mas, você pode estar se perguntando: onde está a normativa para saber mais detalhes sobre estas exigências legais? 

O embasamento é feito pelas exigências dos seguintes documentos: Resolução Nº 453/2013 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), a Portaria Nº 086/2002 do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) e a NBR 7471 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

E não é por acaso, afinal, quando acontece um acidente, o motorista tem apenas o capacete para lhe proteger, na maior parte dos casos. Assim, é muito importante escolher o capacete com cuidado e atenção, para garantir que sua cabeça esteja sempre protegida – vale enfatizar que traumas no crânio e no rosto costumam trazer sequelas sérias e até mesmo levar a pessoa a óbito. 

Tenha sempre em mente, amigo condutor, que mais importante do que o estilo, é que o capacete pode lhe oferecer quanto a segurança e conforto. Se tudo isso puder caminhar junto, melhor ainda. 😉 

Hoje, de acordo com o Inmetro, os tipos de capacetes devidamente regulamentados no Brasil são: integral (fechado), misto (com queixeira removível), modular (com a frente móvel) e aberto (sem queixeira).

Dica da Zapay: saiba mais sobre moto de trilha

Capacetes Integrais

Este é o tipo de capacete mais seguro e, não por acaso, é a opção mais e utilizada entre os motociclistas. Ele apresenta viseira que cobre apenas a faixa do rosto sobre os olhos, de modo que o restante do capacete protege as outras partes do crânio, o que inclui a lateral e o queixo. 

Este capacete apresenta forro removível e sistema de ventilação para aliviar o calor – vale dizer que este capacete esquenta, já que ele é fechado propositalmente para proteger o crânio e bloquear pedras, insetos e poeira.

Dica da Zapay: fique por dentro sobre as motos mais baratas do Brasil

Capacetes Modulares

Os capacetes modulares apresentam viseira acoplada à queixeira, o que possibilita que o condutor a levante para ter mais conforto em dias muito quentes, por exemplo. Mas tome cuidado, amigo motociclista: essa parte da viseira, apenas pode ser levantada quando a moto estiver parada – afinal, ela é de extrema importância para a sua proteção.

Como é possível deduzir, devido a esta parte removível, que ajuda muito (afinal, não é necessário tirar o capacete todo para se refrescar), os tipos modulares protegem menos do que os integrais.

Dica da Zapay: quer consultar placa do veículo? Vem que a gente lhe mostra como! 

Capacetes Mistos 

Este tipo de capacete pode parecer bastante com o modular, porém, sua queixeira é removível (não apenas móvel). Assim, o amigo motociclista pode escolher entre andar com ou com essa parte do capacete.

Lembra do problema de calor no verão, que relatamos acima? Com os capacetes mistos isso é mais fácil de resolver, pois a parte removível torna o capacete mais confortável. Contudo, é necessário frisar que ele oferece menor proteção do que o capacete integral. 

Capacetes Abertos

Já este capacete não possui queixeira, de modo a torná-lo menos seguro entre as opções aqui apresentadas. Afinal, a proteção de queixo não existe nos capacetes abertos, deixando o motociclista mais vulnerável, caso haja contato com o solo em um acidente, por exemplo.

Caso o capacete aberto não apresente viseira acoplada, é necessário que o condutor faça uso de óculos de proteção devidamente aprovado pelo CONTRAN. Esta opção é a que traz mais ventilação ao rosto do motociclista e mais conforto, porém apresenta mais vulnerabilidade ao crânio, em situações de acidente. 

Capacete On Road 

Vale destacar que todos os capacetes que apresentamos neste texto, até agora, são on road. Eles são ótimos para trafegar em vias públicas, tanto na cidade quanto nas rodovias, seja no asfalto ou em estradas de chão batido. Afinal, são projetados para proteger o condutor cujas viagens são em locais que devem respeitar a legislação de trânsito brasileira. 

Importante: os capacetes do tipo on road não são indicados para a prática de pilotagem desportiva. 

Capacete Off Road

Os amantes de pilotagem off road possuem capacetes que são adequados para a prática, repleta de adrenalina e desafios no terreno. Afinal, para estes condutores, a motocicleta faz parte de um esporte radical, ou ainda de uma trilha ou mesmo de pistas desenvolvidas para competições de motocross, rallies, enduro, freestyle, dentre outras modalidades. 

Assim, como o capacete tem suas particularidades – como você deve imaginar, ele é do tipo integral, por conta da segurança proporcionada ao crânio –, as motos para estas práticas também são diferenciadas. Elas apresentam motores mais potentes (entre 250 e 1.000 cilindradas), posição de pilotagem ergonômica, visual mais agressivo e pneus mais largos.

Os capacetes off road possuem extensa área aberta no rosto, para melhorar a visão do piloto, ventilação e conforto. É comum vermos estes atletas com óculos protetores especiais, uma vez que tais capacetes podem não ter viseira. Imagine a dificuldade em disputar um rally na lama, insetos e pedras com o rosto exposto… Ninguém merece, não é mesmo?!

Ainda: os capacetes off road possuem queixeira alongada, oferecendo mais proteção contra quedas e com aba para bloquear a luz solar. Se o motociclista que trafega nas cidades desejar usar este capacete, ele pode – só é necessário para que o modelo escolhido seja aprovado pelo Inmetro.

capacetes-de-moto

Quais São Os Melhores Tipos de Capacete Para Moto 

Nos tópicos anteriores, você pôde perceber a diferença entre os principais tipos de capacetes para motociclistas, disponíveis no mercado brasileiro. Mas na hora de escolher um capacete para chamar de seu, é necessário saber qual será o uso que o amigo motociclista fará com seu veículo – pois apenas assim será possível saber as prioridades que devem ser atendidas, sobretudo tudo o que diz respeito à segurança, que é primordial.

Lembre-se sempre, amigo condutor: é prioritário que um capacete possa aguentar os impactos de diferentes tipos de acidentes, de modo a lhe proteger e causar o mínimo impacto possível em seu corpo. O capacete atua diretamente no crânio, uma parte vital do nosso corpo.

Caso o objetivo seja utilizar a moto nas cidades e rodovias, sobretudo, é necessário estar atento a algumas particularidades. O condutor fará uso constante de vias marcadamente movimentadas, com conversões e trocas de pista, o que demandará ótima visão periférica. Afinal, é necessário estar atento para seguir viagem, seja no trânsito intenso, seja em longas retas de rodovias. 

Outro ponto importante a ser considerado na hora de escolher o capacete é como este item se comporta na cabeça do condutor. Ele não pode ser largo, pois não funcionará adequadamente em caso de acidente e pode atrapalhar e a visão do motociclista. Por sua vez, se for muito apertado, será bastante desconfortável ao motorista. 

Imagine ter que trafegar com um item que ou aperta demais ou está frouxo em sua cabeça? Além de diminuir a eficiência, o capacete virará um problema, de modo a distrair ou ainda apressar o condutor a retirá-lo logo. Ninguém merece, não é mesmo?! Além de ser um perigo para quem conduz e para o trânsito todo.

O conforto vai além do tamanho, afinal a ventilação é essencial, para que o condutor não passe calor em excesso, o que embaçar a viseira. O melhor jeito de avaliar um capacete, é testando-o. A estética do capacete é algo bacana, porém não deve ser prioritário para escolher um capacete. Lembre-se: segurança em primeiro lugar.

É importante destacar que as cores do capacete podem ajudar na comunicação na hora do trânsito, afinal os tons chamativos fazem com que fique mais fácil que outros motoristas e pedestres vejam o motociclista.

Desse modo, os capacetes integrais são os que oferecem maior proteção, em caso de acidente. Já as opções de capacetes abertos, mistos e modulares podem ser utilizadas para passeios tranquilos em dias quentes.

Como Escolher o Seu Capacete 

Para saber qual é o capacete ideal para você, amigo motociclista, é essencial saber qual será o seu intuito para utilizar o veículo e, dessa forma, priorizar os pontos mais importantes para escolher este item de segurança. Afinal, utilizar uma moto on road é uma experiência diferente de uma off road. 

É impensável que um condutor utilize uma Honda Biz (motoneta) em uma trilha de motocross, não é mesmo?! Isso muda também o tipo de capacete a ser utilizado. Vale reforçar que os capacetes fechados ou integrais são os mais indicados para o trânsito urbano, bem como as estradas e competições de motovelocidade.

Por sua vez, os capacetes abertos são também indicados para trafegar nas cidades, porém para passeios em velocidades mais baixas – vale frisar que estes capacetes oferecem menos proteção do que os fechados. 

Se você curte pegar estradas longas e sentir a adrenalina do vento no percurso, o capacete modular pode ser uma boa opção, já que é possível descansar o rosto (um pouco), sem precisar tirar o capacete totalmente. Este tipo de capacete facilita a comunicação face a face entre condutores. Já os capacetes off-road são destinados a quem gosta de trilhas e esportes com moto, como motocross e diversos tipos de rallies. 

A marca e o modelo são também pontos importantes a serem considerados na hora de escolher o seu capacete. Confira a seguir mais alguns pontos a se atentar na hora de comprar o seu capacete.

Tamanho ideal do capacete

É fundamental que o capacete esteja bem ajustado ao tamanho da sua cabeça, amigo condutor. Afinal, é bastante desconfortável e também perigoso um capacete que lhe aperte muito ou que esteja demasiadamente frouxo em seu crânio.

O ideal é que o motociclista meça circunferência da própria cabeça com uma fita métrica. Considere as orelhas e as sobrancelhas, a fita deve passar por cima de ambas.

Forro 

O forro é uma parte essencial para o conforto que o motociclista terá ao vestir o capacete, afinal, é ele quem impede o contato direto da cabeça com o material externo duro. Desse modo, sua principal função é amortecer o impacto quando ocorrer uma batida. 

Há opções de capacetes cujo forro é removível, o que é uma vantagem, pois, assim, é possível lavar e higienizar a peça toda. Lembre-se: a sua cabeça transpirará no forro, de modo que a limpeza desta parte é essencial para a não proliferação de micro-organismos e ácaros.

Materiais 

Para oferecer mais leveza e resistência, as marcas fazem uso de tecnologias avançadas na hora de produzir os capacetes. É sempre importante frisar: o capacete tem como função trazer o menor dano possível ao seu crânio.

Um dos principais materiais utilizados é a fibra de carbono, que é leve e pode absorver bem o primeiro impacto. Já os modelos com fibra de vidro contam com ainda mais segurança, mantendo o nível de absorção em novos impactos. 

Mais um material utilizado é o ABS, que faz uso de uma tecnologia de plástico injetado. Esta é a opção mais econômico, com bom custo-benefício, contudo com menor absorção de impacto. 

Outros capacetes são feitos de kevla, que é uma fibra sintética resistente e leve. Os capacetes que usam este material fazem uso da mistura com fibra de vidro ou fibra de carbono. 

Selo de Segurança 

Ao comprar o seu capacete, é fundamental avaliar a qualidade do produto, afinal, estamos falando sobre a proteção de crânios. Para tal, é importante verificar a presença do selo do Inmetro.

Segundo a Resolução nº 453/2013, do CONTRAN, o capacete deve estar certificado por organismo acreditado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), de acordo com regulamento de avaliação da conformidade por ele aprovado. Assim, para comprovar essa certificação, todos os tipos de capacete para moto precisam ter o selo ou etiqueta com a marca do Inmetro.

Peso 

O peso do capacete é outro ponto importante, tanto para o conforto quanto para a segurança na hora de dirigir a moto. Há capacetes de ótima qualidade com peso de 1,400 quilos – que são os mais recomendáveis. Existem ainda os de 1,8 quilos, que também são válidos.

Os capacetes muito pesados podem trazer alguns transtornos ao motociclista, como desconforto e dor na cervical. Uma dica: escolha o capacete cujo peso esteja distribuído por toda cabeça. Por isso é aconselhável experimentar este item de segurança.  

Tipos de Capacetes Permitidos pela Lei 

Todos os capacetes citados neste artigo são permitidos, segundo as diretrizes das leis brasileiras, uma vez que apresentem o selo do Inmetro.

E Quais São os Capacetes Proibidos 

Gostou de um capacete que não tem o selo do Inmetro? O melhor é procurar por outro que tenha a certificação de segurança, afinal, a sua integridade física é a prioridade. Mas quais seriam os capacetes proibidos? São os de tipo curto, popularmente conhecidos como coquinho. Estes modelos não apresentam área de proteção lateral que cobra as orelhas, deixando o motociclista bastante vulnerável.  

Os capacetes utilizados por ciclistas também não são indicados para motociclistas, afinal, são propostas veiculares bastante diferentes e repletas de especificidades. 

Vale dizer que estar com o capacete errado ou inadequado pode trazer autuação e multa, além do perigo real que o condutor estará representando na via pública ao usar qualquer um dos modelos de capacetes proibidos.

Uso do Capacete no Brasil – CTB 

Lembre-se, amigo condutor: dirigir a moto sem capacete e sem as vestimentas de segurança é uma infração gravíssima, segundo artigo 244, do Código de Trânsito (CTB). Ser flagrado usando um capacete que não apresente selo do Inmetro, nem dispositivos retrorreflexivo nas laterais e traseiras ou ainda com danos que representam inadequação é uma infração grave, de acordo com o artigo 230 do referido Código

Viseiras e Óculos 

Andar de moto sem viseiras ou óculos, mais precisamente, sem os cuidados indispensáveis à segurança, conforme destaca o artigo 169 do CTB, é uma infração leve. A punição é multa no valor de R$88,38.

Multa por Andar Sem Capacete 

Segundo o artigo 244, do CTB, o motorista que for flagrado conduzindo motocicleta, motoneta ou ciclomotor sem usar capacete de segurança ou vestuário de acordo com as normas e as especificações aprovadas pelo CONTRAN estará cometendo uma infração gravíssima. 

Nesta situação a penalidade é multa de R$ 293,47, desconto de sete (7) na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e suspensão do direito de dirigir. A medida administrativa é a retenção da motocicleta até a regularização da situação, além do recolhimento do documento de habilitação. 

Multa Por Capacete Vencido? 

Não existe no CTB e nem no CONTRAN alguma normativa que diz que andar com capacete fora da data de validade gere uma pesada multa.

Contudo, é importante saber que há um prazo de validade, informado na etiqueta deste item de segurança, afinal, com o passar do tempo o material se desgasta, de modo a perder a eficiência gradativamente – mesmo que o capacete não tenha sofrido nenhum impacto. 

A dica é: troque de o capacete por um novo sempre que o prazo de vencimento se aproximar, de modo a garantir sempre a segurança. Caso o amigo motociclista seja autuado e multado por isso, saiba que é possível entrar com recurso para reverter. 

Os Melhores Capacetes do Mundo

Segundo dados da Sharp (Safety Helmet Assessment and Rating Programme, ou Programa de Avaliação e Classificação de Capacetes de Segurança), entre 2010 e 2016, as dez marcas mais seguras de capacetes para motos são: Bell, Caberg, AGV, Shark e X-lite.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *