Detector de fadiga do motorista
Categories:

Detector de fadiga do motorista: o que é e como funciona?

Ao identificar possível sonolência e cansaço ao volante, sistema pode ajudar a prevenir acidentes na estrada

Cerca de 20% de todos os acidentes de trânsito no Brasil estão associados à sonolência, de acordo com dados de um levantamento realizado em parceria entre a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) e a Academia Brasileira de Neurologia (ABN). Para diminuir os riscos de acidentes causados por sono e cansaço nas estradas, o detector de fadiga do motorista foi implementado nos carros de luxo em meados dos anos 2000. Neste artigo, vamos mostrar como funciona este equipamento e também dar dicas de como evitar o cansaço ao dirigir.

Também conhecido como sistema de reconhecimento de cansaço ou sensor de sonolência, o detector de fadiga do motorista analisa os parâmetros de condução do veículo e sugere uma pausa caso o comportamento indique cansaço. Um motorista muito cansado ou com sono tem dificuldade de manter o veículo na pista com precisão e acaba cometendo alguns erros de direção que são detectáveis por este sistema. 

Antes disponível apenas em carros mais caros, o recurso está sendo adotado cada vez mais por modelos de entrada – um exemplo é o Hyundai HB20 2023, que agora traz o item na versão Platinum Plus. Outros veículos que também trazem a tecnologia de série são o Volkswagen Nivus, T-Cross, Taos, Ford Bronco Sport, Peugeot 3008, Kia Sportage 2023, Jeep Commander, Audi A5, entre outros. O item também é um recurso de segurança cada vez mais aplicado em veículos comerciais, como caminhões, ônibus rodoviários e vans.

Detector de fadiga do motorista

Tipos de detector de fadiga

Para medir o cansaço do motorista, há diferentes tipos de detector de fadiga. Nos modelos mais antigos, a medição era feita com base em uma câmera de bordo capaz de identificar sinais de sonolência no rosto do condutor. Já nos carros mais recentes, a avaliação do nível de cansaço pode ser feita por meio de múltiplos sensores, radares e câmeras externas ou pela combinação de todas estas tecnologias.

No sistema baseado em sensores, o veículo é capaz de determinar o padrão de comportamento do motorista logo no início da viagem. A partir desse resultado, o carro pode avaliar em tempo real se há sinais de piora no estilo de condução. Alguns dos principais indicadores são os movimentos constantes do volante, a operação dos pedais de acelerador e freio e a variação de velocidade do veículo.

Já o sistema baseado em câmeras e radares consegue detectar com precisão a evasão de faixa de rodagem na estrada ou a aproximação repentina de outro veículo, sinais que também podem indicar cansaço ao volante. Na maioria dos carros, o detector de fadiga do motorista somente entra em ação a velocidades acima de 60 km/h. 

Detector de fadiga do motorista

Pausa para o café

Para reduzir o risco de acidente causado por cansaço, o veículo emite um alerta visual e sonoro caso detecte a mudança no comportamento de direção do motorista. A luz-espia geralmente possui  imagem de uma xícara de café na cor amarela, indicando a necessidade de uma pausa e descanso. 

Também pode haver a exibição das mensagens “considere fazer uma parada”, “faça uma pausa” ou “atenção, motorista!”. Caso o condutor não realize a pausa e mantenha os indícios de cansaço na direção, o carro emitirá novos alertas no quadro de instrumentos.

Após emitir o alerta, o detector de fadiga do motorista só é redefinido quando o motorista estaciona o carro, desliga o motor e dá a partida novamente ou quando, também com o carro parado, o cinto de segurança é desatado e a porta do motorista é aberta. Em alguns modelos, é possível que os parâmetros também sejam redefinidos quando o motorista reduzir a velocidade para abaixo de 60 km/h por um período mais longo e voltar a atingir velocidades mais altas.

Detector de fadiga do motorista

Dicas para evitar o sono ao dirigir

Apesar de ser uma ajuda muito bem-vinda para a segurança, o detector de fadiga do motorista – assim como qualquer outro sistema eletrônico – não é totalmente à prova de erros ou indicações imprecisas. O sistema pode interpretar incorretamente uma manobra de direção intencional como se fosse cansaço do condutor ou não identificar ações mais graves, como dormir ao volante por alguns segundos – atitude que pode causar um acidente fatal.

O sistema também poderá não funcionar corretamente em condução por estradas sinuosas ou com muitas imperfeições, em carros com modificações estruturais (como suspensão rebaixada ou rodas com tamanho diferente do padrão original), com reboque acoplado ou modo de condução esportivo ativado, entre outros.  

Por isso, mesmo que o veículo possua o detector de fadiga de série, o motorista deve sempre prestar atenção aos sinais de cansaço e se antecipar em relação ao sono na direção. Para isso, programe paradas de 10 minutos em locais seguros a cada 2 horas ou 150 km de viagem na estrada. Neste intervalo, aproveite para sair do carro, alongar os braços e pernas, beber água ou café e, se possível, lavar o rosto. 

Outras dicas para evitar o sono ao volante são viajar com um ou mais passageiros (que podem ajudar a monitorar a fadiga do motorista), jamais ingerir bebida alcoólica ao dirigir, evitar o uso de medicamentos ou a ingestão de alimentos que causam sonolência e ter uma boa noite de sono antes de pegar a estrada. 

Caso essas dicas não sejam seguidas, alguns sinais alarmantes de sonolência podem surgir ao volante, como dificuldade em manter os olhos abertos ou a cabeça erguida, bocejar repetidamente, coçar os olhos, não notar sinalizações importantes na estrada, sair da faixa de rolamento e ter dificuldade de manter a velocidade. Ao menor sinal de qualquer um deles, não aguarde o veículo emitir o alerta de fadiga: pare o carro em local seguro e descanse!

Agora que você já sabe o que é detector de fadiga do motorista, que tal conhecer outros conteúdos aqui no Blog da Zapay? Nós temos artigos sobre manutenção automotiva, impostos, legislação de trânsito e muito mais. E se você quiser realizar a consulta de débitos de veículos, conte com a Zapay! Baixe nosso aplicativo ou acesse nosso site para realizar o pagamento de multas, licenciamento e IPVA em até 12x! 

Imagens: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.