duda grt
Categories:

Descubra o que é DUDA e GRT

Você tem dúvidas quando lê os termos “DUDA GRT”, amigo condutor? Saiba que não é necessário se apavorar com tais documentos, que, aliás, existem para lhe auxiliar na quitação de débitos importantes, como aqueles relacionados ao seu veículo.

Fique por dentro dos significados e das diferenças entre GRT DUDA, quando cada uma dessas taxas deve ser quitada, o que é necessário para garantir o pagamento do licenciamento no estado do Rio de Janeiro sem dores de cabeça, dentre outras dicas.

– Qual a diferença entre Duda e GRT? 

– Para que serve o DUDA? 

– Quando devo pagar o DUDA? 

– Para que serve o GRT? 

– Quando devo pagar o GRT? 

– O que devo pagar para licenciar meu veículo no Rio de Janeiro?

Dica da Zapay: tire suas dúvidas sobre IPVA 2024 RJ.

Qual a diferença entre Duda e GRT? 

Se você é um dono de veículos automotor residente no estado do Rio de Janeiro, há duas siglas que você já deve ter ouvido bastante: o DUDA e o GRT. Mas, afinal de contas, o que os diferencia? Vem que a Zapay lhe explica!

O Guia de Regularização de Taxas (GRT) é a taxa utilizada para a quitação anual do licenciamento do seu automóvel ou de sua motocicleta, além de ser a permissão para emitir do CRLV (Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos).

Por sua vez, o Documento Único de Arrecadação do Departamento Estadual de Trânsito do Rio de Janeiro é usado em serviços, tais como: transferência, vistoria, mudança ou inclusão de categoria, baixa de gravame e outros tipos de serviços exclusivos do estado do Rio de Janeiro.

Afinal, DUDA, o que é?

Para que serve o DUDA? 

Conforme frisamos no tópico anterior, é com o DUDA que o amigo condutor poderá fazer pagamentos diversos no que diz respeito aos serviços burocráticos do veículo, prestados pelo DETRAN RJ.

Desse modo, o Documento Único de Arrecadação do DETRAN RJ funciona como uma espécie de comprovante de que o amigo condutor quitou a taxa de transferência de propriedade, de vistoria, de baixa de gravame, de inclusão ou de mudança de categoria, ou da própria habilitação, por exemplo.

Ainda: o DUDA é também usado para outros serviços que não estão diretamente relacionados com o automóvel, embora também sejam prestados pelo departamento Estadual de Trânsito, como a emissão ou a segunda via da Carteira Nacional de Habilitação. 

A seguir, saiba quando o DUDA pode ser cobrado pelo DETRAN RJ:

  • Solicitação de primeira habilitação.
  • Mudança ou inclusão de categoria.
  • Transferência de veículo.
  • Emplacamento veicular.
  • Renovação de CNH.
  • Baixa de gravame.
  • Vistoria.
  • IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor).
grt duda

Quando devo pagar o DUDA? 

É importante ter em mente que o serviço no DETRAN RJ apenas pode ser agendado após a devida quitação do DUDA. Segundo o departamento, o prazo para que o pagamento apareça no sistema é de 24 horas para quem optar pela quitação em dinheiro e em até seis dias para quem escolher o uso de cheques.

Depois que o documento for pago, ele ainda será válido por cinco anos, que devem ser contados a partir da data de quitação do valor correspondente ao serviço requerido, junto ao banco.

Fique ligado, amigo motorista: recorde-se de que sempre que você preencher um DUDA para quitar um serviço referente ao seu veículo automotor, o CPF a ser digitado deve ser o do titular.

Ou seja, é necessário que seja o CPF do dono do automóvel ou da motocicleta ou do novo proprietário (se a situação for de transferência de propriedade), o do locatário oi ainda do novo proprietário indicado na Comunicação de Venda.

Para que serve o GRT? 

Se em sua mente há o questionamento “GRT, o que é?”, saiba que chegou a hora de sanar a sua dúvida, condutor.

O GRT diz respeito ao documento para a quitação do CRLV e do licenciamento do seu veículo. Trata-se de uma taxa na qual o dono do automóvel ou da moto deve efetuar o pagamento para ter acesso à emissão do CRLV – que é o documento referente ao licenciamento do veículo em questão.

Ao efetuar a quitação do Guia de Regularização de Taxas, o cidadão poderá emitir o licenciamento desejado. Assim, caso o motorista seja parado em uma fiscalização policial, o agente de trânsito observará que o carro consta com a permissão anual regularizada.

Vale a pena frisar que a taxa de licenciamento fica disponível no site da Zapay para o devido pagamento, que pode ser feito em até 12 vezes no cartão de crédito. 

Mais um ponto que vale a pena destacar mais uma vez é que o calendário é dividido em três fases, orientadas de acordo com o final da placa dos veículos.

Ainda: o licenciamento é um processo inteiramente digital, de modo que, para conseguir o documento referente a 2024, faz-se preciso quitar o GRT, que pode ser obtido via site do Bradesco.

Para 2024, o dono do veículo deve garantir o pagamento prévio do IPVA e de multas de trânsito atrasadas para seguir com o processo de licenciamento. Após a compensação dos pagamentos, emite-se o CRLV-e (documento digital), que fica disponível para o cidadão no Posto Digital do DETRAN RJ, pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) ou pelo portal da Secretaria Nacional de Trânsito (SENATRAN).

Não se esqueça que o primeiro passo para realizar o licenciamento é fazer o devido registro no portal do Governo Federal (gov.br) para a documentação em geral. É possível ainda solicitar a impressão do CRLV-e em papel A4 em um posto de vistoria do DETRAN RJ, caso o condutor deseje. 

Quando devo pagar o GRT? 

Fique por dentro do calendário anual de licenciamento para o estado do rio de Janeiro:

  • Carros com final de placa 0, 1 e 2 — até 31 de maio de 2024.
  • Carros com final de placa 3, 4 e 5 — até 30 de junho de 2024.
  • Carros com final de placa 6, 7, 8 e 9 — até 31 de julho de 2024.

O que devo pagar para licenciar meu veículo no Rio de Janeiro?

Lembre-se, amigo motorista: o licenciamento anual do DETRAN RJ diz respeito a um procedimento que demanda o devido pagamento para garantir que o automóvel esteja em conformidade com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e, assim, possa ser autorizado a circulas pelas vias públicas brasileiras.

Desse modo, para que o dono do automóvel possa obter o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo digital (CRVL-e), é fundamental regularizar todas as pendencias – se isso não for feito, a emissão desse documento fica inviabilizada.

Neste contexto, é de suma importância pagar todos os tributos pertinentes antes do licenciamento, o que inclui multas, IPVA e seguro DPVAT. Verifique ainda se o carro ou a moto em questão não apresenta bloqueios administrativos ou judiciais.

Importante: a emissão digital do CRLV não demanda vistoria veicular. 

O amigo condutor pode conferir o licenciamento do automóvel no aplicativo Carteira Digital de Trânsito ou ainda no app Posto Digital, do DETRAN RJ

código duda grt

Conheça o endereço dos postos de vistoria no Rio de Janeiro, considerando o serviço que cada estabelecimento oferece. No caso de haver a necessidade de agendamento prévio contínuo, tal solicitação pode ser feita pelo site do DETRAN RJ ou pelo teleatendimento, por intermédio dos números (21) 3460-4040, (21) 3460-4041 e (21) 3460-4042. 

Postos para realização de serviços de veículos sem agendamento prévio:

  • Posto de vistoria Barra da Tijuca: Av. Ayrton Senna, n° 2541.
  • Posto de vistoria Av. Francisco Bicalho (apenas para idosos e pessoas com deficiência): Rua Idalina Senra, n° 35, São Cristóvão.         
  • Posto de vistoria Ceasa: Avenida Brasil, n° 19001, Irajá.
  • Posto de vistoria Vila Isabel: Rua Torres Homem, n° 697.
  • Posto de vistoria Parada de Lucas: Avenida Brasil, n° 13350.
  • Posto de vistoria Ilha do Governador – Infraero: Estrada Praia de Tubiacanga, s/nº.
  • Posto de vistoria Machado de Assis: Rua do Catete, n° 325.
  • Posto de vistoria Nova Iguaçu: Estrada de Adrianópolis. 
  • Posto de vistoria São Gonçalo: Rua Oliveira Botelho, n° 167, Neves.
  • Posto de vistoria Queimados: Rua Maria Clara, n° 116, Vila Camorim.
  • Posto de vistoria Magé: Avenida Simão da Motta, n° 329, Centro.
  • Posto de vistoria Belford Roxo: Av. Jorge Júlio Costa dos Santos, n° 200.
  • Posto de vistoria Itaboraí: Avenida 22 de Maio, Venda das Pedras.
  • Posto de vistoria São João de Meriti: Avenida Maria Soares Sendas, lt. 02.
  • Posto de vistoria Campos 2: Avenida Nilo Peçanha, n° 614.
  • Posto de vistoria Miguel Pereira: Avenida Trapiá, n° 29.
  • Posto de vistoria Angra dos Reis: Rua Poeta Brasil dos Reis, n° 54.
  • Posto de vistoria Paraty: Rua Raul de Sá, n° 151, Condado.
  • Posto de vistoria Valença: Avenida Geraldo de lima bastos, n° 999.
  • Posto de vistoria Barra do Piraí: Rua prefeito Iago Valério, n° 452.
  • Posto de vistoria Cordeiro: Parque de Exposição Raul Veiga.
  • Posto de vistoria Teresópolis: Rua Avelino Machado Bastos, n° 250.
  • Posto de vistoria Macuco: Parque de Exposições Edgard Lutherbarck.
  • Posto de vistoria Petrópolis: Rua Conde Afonso Celso, n° 66 – Alto da Serra.
  • Posto de vistoria Nova Friburgo: Avenida José Roberto Silveira, n° 74.
  • Posto de vistoria Araruama: Avenida Getúlio Vargas, s/n°, Parque Hotel.
  • Posto de vistoria Casimiro de Abreu: Rua Mario Costas, n° 238.
  • Posto de vistoria Itaperuna: Rua Gregório Lopes, n° 226 – bairro Niterói.
  • Posto de vistoria Santo Antônio de Pádua: Rodovia Renato de Alvim Padilha, km 2, RJ-186.
  • Posto de vistoria Bom Jesus de Itabapoana: Rua Aristides Figueiredo, n° 8, Centro.

Postos para realização de serviços de habilitação sem agendamento prévio:

  • Areal: Av. Amaral Peixoto, 816 – lojas 4, 5 e 6, Centro.
  • Cantagalo: Rua Luiz Carlos Falcão, s/n, loja 1, Condomínio Sílvio B. Lima.
  • Cardoso Moreira: Rua São José, 81, Centro.
  • Carmo: Avenida Mario Mesquita, nº 42, loja 02, Centro.
  • Duas Barras: Av. Getúlio Vargas, nº 265 – Centro.
  • Itaocara: Rua Gamaliel Borges Pinheiro, 58 , BNH.
  • Japeri: Praça Manoel Marques, s/nº.
  • Macuco: Parque de Exposição Edgar Rodrigues Lutenbarck, s/nº.
  • Mendes: Rua Paulo Sérgio Nader Pereira, 300, Rodoviária.
  • Miracema: Av. Deputado Luís Fernando Linhares, nº 1.010 – Centro, Parque de Exposições Jamil Cardoso.
  • Natividade: Av. Dr. Tancredo Lopes, Morada do Engenho, centro comercial da Comvaca, loja 6.
  • Paracambi: Avenida Maria Amália, s/nº, Jardim Nova Era.
  • Paty do Alferes: Avenida Brasil, nº 161 , lojas 6 e 7, Arcozelo.
  • Piraí: Rua Santos Dumont, 156, loja 01.
  • Santo Antônio de Pádua: Rod. Pref. Renato de Alvin Padilha , 3.034 – Alto das Sete Moças.
  • São Francisco de Itabapoana: Rua Valdir Gonçalves Delmiro, s/n.
  • São José do Vale do Rio Preto: Rua Coronel Francisco Limongi, 353, Centro.
  • Serópedica: BR-465, bairro Campo Lindo, Rua Rita Batista, nº 11b.
  • Trajano de Moraes: Avenida Castelo Branco, 41, Centro.
  • Vassouras: Av. Otávio Gomes, 395, salas 02 e 03.

 

Postos para realização de serviços de identificação civil sem agendamento prévio:

  • Aperibé: Rua Aníbal Cortes, 45.
  • Cordeiro: São Sebastião, 8, Loja 2.
  • Duas Barras: Av. Getúlio Vargas, 265.
  • Italva: Rua Elivelton Alves Marinho, 69.
  • Itaocara: Rua Gamaliel Borges Pinheiro, s/n.
  • Laje do Muriaé: Rua Antônio Carlos Alberoni, 220.
  • Macuco: Parque de Exposições Edgard Rodrigues Lutterback, – s/n.
  • Miracema: Avenida Deputado Luís Fernando Linhares, 1010.
  • Rio das Flores: Rua Leoni Ramos, 399.
  • Santa Maria Madalena: Rua Drª Áurea Emery Trindade, 4.
  • Santo Antônio de Pádua: Rua Artur Silva, 58.
  • São José de Ubá: Rua João Ornaldo Rodrigues, s/n.
  • São José do Vale do Rio Preto: Rua Coronel Francisco Limongi, 353.
  • São Sebastião do Alto: Rua Coronel Francisco Salustiano Pinto, 63.
  • Sapucaia: Rua XV de Novembro, 40.
  • Sumidouro: Rua 10 de Junho, 138.
  • Trajano de Morais: Av. Castelo Branco, 41, 1º Distrito.
  • Varre-sai: Rua José Vargas de Figueiredo, 33.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *