cadeirinha-de-bebê
Categories:

Cadeirinha de bebês e crianças para automóveis

Cadeirinha de bebê para carro: melhores modelos

Quem tem crianças na família sabe que é necessário ter alguns cuidados na hora de acomodá-las dentro do automóvel e em nenhum caso há exceção quanto ao uso do cinto de segurança. Quando se trata de crianças pequenas, há alguns pontos que merecem mais atenção, como o uso adequado da cadeirinha para auto.

Para cada idade, este item de segurança tem características específicas, afinal, o tamanho da criança muda. Neste artigo, conheça cada um dos modelos disponíveis e saiba qual a melhor cadeirinha para auto para atender às necessidades de seu filho, neto ou até mesmo sobrinho.

– Tudo o que você precisa saber sobre cadeirinha infantil no carro 

– Confira tudo o que deve ser checado antes de iniciar o transporte das crianças nos carros

– Escolha do equipamento 

– Os tipos de cadeirinha infantil para carros 

– Bebê conforto – Grupo 0+, do nascimento até 13 kg 

– Cadeirinha – crianças com peso entre 13 kg a 25 kg ou até 4 anos

– Assento de elevação – de 9 kg até 36 kg 

– Lugar e posição da cadeirinha 

– Teste a segurança da cadeirinha no carro 

– Manutenção

Dica da Zapay: saiba o que é etiqueta de segurança veicular

Tudo o que você precisa saber sobre cadeirinha infantil no carro 

O cuidado com as crianças é sempre fundamental e na hora de andar de carro esta atenção deve continuar, afinal, todos os ocupantes devem estar protegidos com o cinto de segurança, por exemplo. 

Desse modo, é fundamental que o condutor tenha em mente que a cadeirinha da criança é de extrema importância no automóvel, afinal ela é projetada para proteger o pequeno em caso de acidente de trânsito. Vale ressaltar que as crianças têm corpos muito mais frágeis do que os dos adultos e, portanto, são mais vulneráveis a lesões graves em um acidente de carro.

Assim posto, o objetivo da cadeirinha de segurança é ajuda a minimizar o risco de lesões, mantendo seu filho seguro e contido no banco traseiro do automóvel, em caso de acidente. Além disso, as cadeirinhas são projetadas para distribuir a força do impacto de forma mais uniforme pelo corpo da criança, reduzindo assim a possibilidade de ferimentos graves.

Há uma variedade de opções pata este item de segurança e não é por acaso. Cada tipo de cadeirinha é projetado para se adequar a uma idade e um tamanho específicos da criança, de modo que é importante escolher a cadeirinha correta – ou seja, respeitando tanto a idade quanto o tamanho do seu filho. Além disso, é importante seguir as instruções do fabricante para instalação e uso deste equipamento de segurança de forma adequada e eficiente.

Tenha em mente, amigo condutor: as leis de trânsito em muitos países exigem o uso de cadeirinhas de segurança para crianças em carros e aqueles que não cumprem essas leis podem enfrentar multas e penalidades graves.

No Brasil, o uso da cadeirinha da criança é obrigatório por lei. O condutor que for flagrado transportando uma criança sem este equipamento de segurança estará cometendo uma infração gravíssima, cuja multa é de R$ 293,47, além de sete (7) pontos descontados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Há ainda a retenção do veículo até que esta irregularidade seja sanada.

O mais grave: nesta situação, a segurança das crianças também é colocada em risco com a falta do equipamento no carro ou com a escolha equivocada de não colocar o pequeno na cadeirinha.

Importante frisar que a obrigatoriedade, segundo a legislação, é para o bebê-conforto, cadeirinha e assento de elevação. O uso deste tipo de equipamento pode reduzir e até 71% o risco de morte em um acidente, segundo dados da ONG Criança Segura.

Segundo Resolução 277, do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), as crianças com menos de 10 anos devem obrigatoriamente serem transportadas no banco traseiro do automóvel, usando individualmente o cinto de segurança. Já as crianças de até sete anos e meio devem fazer uso do equipamento de retenção adequado para seu tamanho, sendo ele bebê-conforto, cadeirinha ou assento de elevação.

Assim, se seu filho acabou de nascer, saiba que a ordem de equipamento de segurança que ele deve usar no banco de trás do veículo, ao longo da infância, é: bebê-conforto, cadeirinha, assento de elevação e, por último, somente o cinto de segurança. 

Vale destacar que, segundo esta Resolução do CONTRAN, as crianças até 10 anos e que não tenham atingido ainda 1,45 metro devem andar no banco de trás do automóvel. Ainda no que diz respeito à idade da criança: até que o pequeno complete 10 anos, ele não pode andar nas garupas das motocicletas. 

Dica da Zapay: para problemas no trânsito, dicas importantes sobre segurança podem ser úteis, amigo condutor.  

cadeirinha-crianca

Confira tudo o que deve ser checado antes de iniciar o transporte das crianças nos carros

Antes de iniciar uma viagem com seus filhos, seja um trajeto curto, como a ida até a escola, ou mais longo, como o trajeto em rodovias, é fundamental verificar determinados itens para garantir a segurança dos pequenos. Confira alguns pontos que devem ser avaliados antes de começar o transporte.

  1. Cadeirinha de segurança: confira se a cadeirinha de segurança está instalada corretamente e se a criança está sentada e presa de forma adequada.
  2. Cinto de segurança: verifique se os cintos de segurança do veículo estão funcionando corretamente e se estão ajustados, de forma adequada.
  3. Airbags: observe ainda se os airbags do carro estão desativados no banco da frente e se a criança está sentada em uma cadeirinha de segurança no banco traseiro voltada para trás.
  4. Espelhos retrovisores: confira se os espelhos retrovisores estão ajustados corretamente para que você possa ver seu filho na cadeirinha de segurança.
  5. Temperatura do veículo: verifique se a temperatura dentro do carro está confortável para a criança e se o ar-condicionado ou aquecedor está funcionando corretamente. 
  6. Objetos soltos: note se não há objetos soltos no interior do veículo que possam se tornar perigosos, em caso de frenagem brusca ou colisão. Garanta sempre o conforto e a segurança de todos os passageiros.
  7. Condição dos pneus: avalie se os pneus do automóvel estão em boas condições e se a pressão dos pneus está correta.

Dica da Zapay: utilizar a calculadora de gasolina é um ótimo jeito para economizar no combustível e tornar os gastos da viagem mais previsíveis. Confira! 

Escolha do equipamento 

Ao realizar a pesquisa sobre a cadeirinha ideal, leve em consideração altura, peso, idade e data de validade neste item de segurança para o seu filho. É sempre importante reforçar que o equipamento deve passar pelas inspeções do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Segurança sempre em primeiro lugar, pense nisso!

Confira as opções disponíveis no mercado:

  1. Bebê conforto: crianças de zero a 1 ano ou com peso inferior a 13 quilos.
  2. Cadeirinha: de 1 a 4 anos ou até 18 quilos.
  3. Assento de elevação: crianças de 4 a 7 anos e meio ou com até 1,45m de altura e 36 quilos.
  4. Banco traseiro com cinto: entre 7 e meio e 10 anos ou quem não atingiu 1,45m.

Os tipos de cadeirinha infantil para carros 

Confira os detalhes sobre os tipos de cadeirinhas para crianças disponíveis no mercado, segundo a lei. Vale reforçar que o transporte de crianças apenas pode acontecer nestes assentos.

Bebê conforto – Grupo 0+, do nascimento até 13 kg 

De modo geral, o bebe conforto é apenas indicado a recém-nascidos e bebês de até 13 quilos. Em uma média, são os meninos de até 17 meses e meninas de até 31 meses.

Este item de segurança deve ser instalado obrigatoriamente nos bancos traseiros do automóvel, de costas para o movimento. Uma das vantagens do bebê-conforto é a possibilidade de ele ser utilizado para o transporte manual da criança em outras potenciais situações. 

Alerta: se a mãe ou o pai viajar no banco traseiro, a criança deve continuar no bebê-conforto. Jamais deve viajar no colo do adulto.

Cadeirinha – crianças com peso entre 13 kg a 25 kg ou até 4 anos

A cadeirinha tem como objetivo atender crianças cujo peso varia entre 13 e 25 quilos ou até 4 anos. Ao realizar a pesquisa no mercado, você notará que há opções com diversas características para atender a criança com conforto e segurança, principalmente. 

Este item é oferecido com opções para três divisões de crianças:

  1. Grupo de massa 0+ – do nascimento até 13 quilos.
  2. Grupo de massa 1 – de 9 a 18 quilos.
  3. Grupo de massa 2 – de 15 a 25 quilos. 

Assento de elevação – de 9 kg até 36 kg 

Se seu filho tem entre 9 e 36 quilos, a opção mais indicada para ele é o assento de elevação. Este equipamento de segurança leva tal nome, pois ele, de fato, eleva a criança para que o pequeno possa ficar apto a fazer uso do cinto de segurança do próprio veículo. Assim, a proteção passará por quadril, peito e ombro.

Vale reforçar que se a criança tem de sete anos e meio, porém mede menos de 1,45 metros de altura, é necessário que ele faça uso do assento de elevação.

A divisão de assentos de elevação disponível no mercado, atende aos seguintes grupos de crianças:

  1. Grupo de massa 1 – de 9 a 18 quilos.
  2. Grupo de massa 2 – de 15 a 25 quilos.
  3. Grupo de massa 3 – de 22 a 36 quilos.

Lugar e posição da cadeirinha 

Tenha sempre em mente, mamãe e papai: é um equívoco, com consequências perigosas, pensar que o lugar mais seguro para o seu filho no carro é ao seu lado, no banco da frente. Todos os equipamentos de segurança aqui elencados devem ser instalados no banco traseiro do automóvel.

Ainda que seu filho não necessite mais do uso do assento de elevação, é importante saber que crianças de até 10 anos devem permanecer sentadas no branco traseiro, com cinto de segurança, conforme prevê a legislação brasileira.

Na hora de instalar o bebê-conforto, saiba que este equipamento deve ser colocado corretamente no banco traseiro, mais precisamente atrás do banco do passageiro. Antes de iniciar qualquer viagem, verifique sempre se o item de segurança está corretamente instalado. 

Teste a segurança da cadeirinha no carro 

O condutor ou outro ocupante adulto pode fazer a verificação se a instalação dos itens de segurança para crianças está correta, bem como testes podem ser realizados. Ao instalar a cadeirinha, é importante que o equipamento não se mova mais do que 2,5 centímetros – essa é a distância máxima que deve se movimentar uma cadeirinha vem colocada.

Uma vez que a criança está sentada na cadeirinha, é preciso observar se ela está segura, da forma como descrever o manual do item de segurança. Verifique se não há sobras de cinto, sobretudo, na altura do ombro do seu filho.

Uma vez bem afivelado, o cinto de segurança deve ser esticado, de modo a ser possível segurar o excesso com as mãos, em movimento de pinça. Se seu filho for uma criança grande, que faça uso do assento de elevação, verifique se o cinto de segurança está posicionado de forma correta, afim de evitar enforcamentos e frouxidão.

Manutenção

Assim, como o seu carro, a cadeirinha de segurança da criança também deve passar por revisão e manutenção – além das trocas conforme a criança for crescendo. É importante saber se a criança está bem fixa na cadeirinha, afinal é de extremo perigo o pequeno ficar solto no banco traseiro, sem a devida proteção.

Não se esqueça: fazer a manutenção adequada da cadeirinha de segurança é fundamental para garantir a segurança das crianças durante o transporte no carro. Confira algumas dicas sobre como fazer esta manutenção para garantir o bom funcionamento do item de segurança:

  1. Limpeza: confira quais são as instruções do fabricante para limpeza da cadeirinha e siga-as cuidadosamente. Use apenas água e sabão neutro para limpar o equipamento. Jamais utilize produtos químicos fortes, abrasivos ou água sanitária, pois tais produtos podem danificar a cadeirinha.
  2. Substituição: avalie regularmente se o equipamento está danificado ou desgastado. Se você encontrar qualquer dano, como rachaduras, rasgos ou furos, substitua a cadeirinha imediatamente. Além disso, troque o item se ele estiver perto da data de validade, que pode ser encontrada no manual do fabricante.
  3. Ajustes: verifique regularmente se os cintos de segurança estão devidamente ajustados e se a cadeirinha está instalada corretamente no veículo. Se necessário, faça ajustes para garantir que o equipamento esteja seguro e confortável para o seu filho.
  4. Armazenamento: quando não estiver em uso, armazene a cadeirinha em um local seco e fresco, longe de luz solar direta e calor excessivo. Evite deixar o equipamento no carro quando não estiver em uso, pois isso pode danificá-lo, deixando-o menos seguro.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *