vitrificação
Categories:

Vitrificação de pintura: o que é, duração, vantagens e valor

Viu aquele carro usado ou seminovo do vizinho com um brilho como se tivesse saído de fábrica agora e se perguntou como ele conseguiu tal efeito? É simples: trata-se do processo de vitrificação.

Nesse artigo, saiba os detalhes sobre a vitrificação de pintura, como tal processo é feito, quanto tempo dura a vitrificação automotiva, as vantagens do procedimento, dentre outras dicas.

– O que é vitrificação de pintura automotiva? 

– Como é feita? 

– Qual a duração do serviço? 

– Quais as vantagens da vitrificação de pintura? 

– Prolonga a duração da pintura 

– Intensifica a cor e o brilho 

– Protege contra arranhões 

– Protege contra agentes externos 

– Elimina a necessidade de outros serviços 

– Para que carros o serviço é indicado? 

– Quanto custa uma vitrificação de pintura?

Dica da Zapay: fique por dentro sobre o que é a plotagem de veículo.

O que é vitrificação de pintura automotiva?

A pintura automotiva é um assunto delicado e muito pessoal. Cada motorista tem sua própria maneira e gosto. Temos sempre que ficar atento já que ela faz parte da primeira impressão do seu veículo.         

Caso a parte exterior não esteja nas melhores condições, fatalmente o carro deixará de ser tão admirado nas ruas e, principalmente, perderá valor em uma eventual revenda.

O processo de vitrificação de pintura automotiva diz respeito à aplicação de uma película. Para tal, é necessário fazer uso de uma espécie de verniz, o que garante um nano-revestimento e proteção rígida.

Desse modo, com a vitrificação, é possível evitar danos de agentes externos, tais como raios solares, fezes de aves, seiva de árvores, dentre outras impurezas e sujeiras.  

Dica da Zapay: saiba o que é o envelopamento automotivo.

Como é feita a vitrificação? 

É importante que o amigo condutor saiba que o processo de vitrificação acontece em etapas diversas. Ainda: antes de iniciar o serviço, é necessário preparar a superfície do veículo.

As etapas do processo de vitrificação consistem em:

  1. Lavagem do automóvel.
  2. Descontaminação.
  3. Polimento técnico.
  4. Aplicação do vitrificador.
  5. Secagem.
  6. Segunda lavagem – ocorre com água e shampoo automotivo neutro.
  7. Secagem com pano úmido.

Dica da Zapay: tire suas dúvidas sobre espelhamento automotivo.

Qual a duração da vitrificação? 

Depois que o vitrificador for aplicado, a proteção dura entre um e cinco anos, a depender do produtor que foi usado. Assim, para garantir uma maior conservação, é importante que o serviço seja feito em uma oficina estética experiente e de qualidade.

Ainda: é fundamental ter em mente que realizar as manutenções uma vez ao ano é essencial, pois assim o carro poderá obter a durabilidade oferecida. Cabe ao condutor também tomar cuidado com a exposição do veículo ao Sol, bem como às impurezas.

Quais as vantagens da vitrificação de pintura? 

A seguir, confira os pontos positivos que esse processo pode oferecer ao seu veículo.

Prolonga a duração da pintura 

Vale reforçar que, quando a vitrificação é aplicada, o automóvel terá a sua pintura resguardada, de modo a mantê-la intacta por um tempo maior. Isso ajuda na valorização do carro, demonstrando para outras pessoas e possíveis compradores que o amigo motorista cuida da aparência de seu querido veículo

Intensifica a cor e o brilho 

A vitrificação garante impacto direto na estética do seu carro, garantindo beleza prolongada, além de maior intensidade de brilho e cor. Afinal, o verniz aplicado tem como função destacar tais aspectos, trazendo uma estética mais agradável ao automóvel. Isso significa que ele fica com aquele aspecto novinho, cheio de vida.

Protege contra arranhões 

Arranhões são cada vez mais um problema comum, em especial nos centros urbanos de grande movimentação. Os dois tipos mais comuns de arranhões são nas portas e no para-choque.

 

Falando sobre as portas, elas estão entre as partes mais visíveis e suscetíveis aos arranhões. A parte de dentro é feita de materiais como vinil, couro e plástico, porém, a parte externa é metal, ou seja, mais vulnerável aos riscos. Anéis, chaves e unhas estão entre os principais vilões. Existem protetores de portas disponíveis no mercado, com o objetivo de evitar riscos e batidas ao abri-las.

Já o para-choque é devido a sua localização. Mesmo carros bem cuidados costumam ter alguns arranhões nessa região, seja por pequenas batidas, algum tipo de contato com outros objetos entre outros motivos.

Isso nos leva ao segundo importante da vitrificação: ela protege a lataria do veículo contra arranhões, que possam vir de outros automóveis ou motocicletas, ou mesmo de pessoas com intenções maldosas.

vitrificação de pintura

A vitrificação protege contra agentes externos 

O clima está cada vez mais intenso e cheio de mudanças, não é mesmo? Cidades praianas sofrem cada vez mais com a maresia, cidades interioranas com ondas de calor e centros urbanos com mudanças bruscas todos os dias.

Com a vitrificação, a pintura do automóvel fica protegida contra agentes externos, tais como: efeitos e agressões climáticas, maresias, raios solares, fezes de pássaros e seiva de árvores, conforme já destacamos ao longo desse artigo. Assim, a proteção evita que ocorra a corrosão da tinta do carro.

Elimina a necessidade de outros serviços 

As vezes um processo um pouco mais custoso pode ser muito vantajoso no final, certo? Por isso, nós da Zapay destacamos que a vitrificação pode durar até cinco anos, com as devidas manutenções anuais. Assim, esse procedimento pode proteger inteiramente a pintura do carro, eliminando a necessidade de outros serviços.

Desse modo, dentro do período de cinco anos, não é necessário realizar processos como cristalização, polimento ou enceramento. Afinal, a vitrificação garante a boa estética do veículo em questão.

Quais são as diferenças entre vitrificação, cristalização, polimento e enceramento?

  • Vitrificação: também conhecida como “revestimento cerâmico”, a vitrificação é um processo em que um revestimento de sílica é aplicado à pintura do veículo.

 

Tal revestimento cria uma camada protetora transparente, que, por sua vez, ajuda a proteger a pintura contra raios ultravioleta (UV), sujeira, excrementos de pássaros, seiva de árvores e outros contaminantes. 

A vitrificação, geralmente, oferece uma durabilidade mais longa em comparação com métodos tradicionais de enceramento. Por isso, amigo motorista, se você busca o método mais eficaz quando o assunto é custo-benefício essa é a melhor escolha.

  • Cristalização: o segundo processo da nossa lista, a cristalização acontece quando o amigo motorista deseja melhorar a transparência e o brilho dos vidros do veículo.
  • Polimento: é um processo que envolve a remoção de camadas finas da superfície da pintura para eliminar pequenos arranhões, manchas e imperfeições. Pode ser feito manualmente ou com o uso de máquinas polidoras. 

Ainda:  o polimento não adiciona proteção à pintura, mas, sim, melhora a aparência removendo defeitos superficiais. Ele também é mais em conta por causa disso.

  • Enceramento: trata-se da aplicação de cera na superfície do veículo após o processo de polimento. Assim, a cera cria uma camada protetora, que ajuda a repelir a água, proteger contra contaminantes e proporcionar um brilho adicional. 

A durabilidade do enceramento costuma ser menor, se comparada com a vitrificação.

Em suma, a vitrificação e a cristalização estão mais associadas à proteção de longo prazo da pintura do carro, enquanto que o polimento é voltado para a remoção de imperfeições e o enceramento, por sua vez, adiciona uma camada protetora temporária, mas com menos durabilidade. 

Muitas vezes, os entusiastas de cuidados com automóveis usam uma combinação desses processos para obter os melhores resultados em termos de proteção e estética. Fica a dica!

Para que carros o serviço a vitrificação é indicada? 

O serviço de vitrificação é totalmente democrático, sendo indicado para praticamente todos os veículos automotores – afinal, estão sujeitos a arranhões, efeitos de agentes climáticos, além de outros fatores que podem danificar a pintura do carro.

Porém, é importante destacar que a vitrificação é um processo indicado aos automóveis que não estejam danificados, pois o trabalho do esteticista do carro não incluirá o conserto (que pode ser necessário). Assim, potenciais riscos ou manchas continuarão. 

Desse modo, com o intuito de garantir o melhor resultado, o indicado é consultar um profissional qualificado e experiente. É esse profissional quem indicará o que deve ser feito e se o automóvel em questão está adequado para a vitrificação. 

Lembrando que profissionais gabaritados sempre são a melhor opção para qualquer tipo de alteração ou conserto do seu veículo. Então, arranje um mecânico de confiança e mãos à obra

Quanto custa uma vitrificação de pintura?

Você pode estar se perguntando, amigo condutor: mas, afinal de contas, quanto custa uma vitrificação na pintura do carro? Em média, esse serviço custa entre R$1.300 e R$ 2.500 em oficinas especializadas.

Contudo, esse valor pode sofrer alterações por conta de alguns fatores, tais como condições atuais do carro, se há a necessidade de restauração e porte do veículo. Vale destacar que esse serviço oferece um custo-benefício alto, afinal, garante o resultado por até cinco anos. 

Confira alguns cuidados fundamentais quando o assunto é vitrificação da pintura do carro

– Evite dores de cabeça, não faça a vitrificação do veículo em casa ou em qualquer outro lugar que não uma oficina especializada e experiente

O processo não é simples, requer preparação e todas as etapas devem ser respeitadas, tenha isso em mente, amigo condutor. 

A oficina contratada irá realizar uma lavagem no carro, depois inicia-se o processo de descontaminação e de polimento – somente após tais passos é que começa a vitrificação, que demanda também produtos específicos e total domínio de todos os processos mencionados. 

– Evite a exposição do automóvel a ambientes abertos. 

Embora a vitrificação tenha um efeito que pode durar até cinco anos, é importante lembrar que o resultado dos cuidados do dono do carro interfere diretamente nessa duração. 

Assim, os veículos que ficam fora de garagens tendem a perder o efeito da vitrificação mais rapidamente, uma vez que se trata de um carro mais exposto e vulnerável aos raios solares, à chuva ácida, além de outras impurezas com efeito oxidante. 

Caso o seu automóvel apenas circule em trechos urbanos, é importante se atentar também à emissão de gases poluentes. 

– Atente-se aos arranhões que surgirem na lataria do carro – não espere que tais danos sejam profundos para fazer a vitrificação.

 Embora esse processo crie uma camada protetora até seis vezes mais resistente do que o verniz original de um veículo, é válido ressaltar que tudo o que está na lataria permanece embaixo dessa camada vitrificada.  

Desse modo, para garantir melhor resultado na estética do veículo, sem riscos e arranhões, quanto antes for feita a vitrificação, melhor. Se houverem riscos e arranhões mais profundos, esse serviço deve ser corrigido por especialista em funilaria e pintura, uma vez que será necessário restaurar a lataria do automóvel.

– Tenha o cuidado para escolher vem os produtos para as lavagens do veículo vitrificado. 

Você logo notará que, após o processo de vitrificação, a lavagem do carro ficará mais simples e muito mais prática, uma vez que o produto aplicado repele determinados tipos de sujeira. 

Desse modo, ao realizar a lavagem automotiva, não se esqueça de fazer uso de shampoos e detergentes neutros, de modo a evitar que produtos que tenham algum tipo de elemento químico abrasivo em sua composição seja aplicado no carro.

– Não dê mole: atente-se ao tempo de cura do produto aplicado.

De modo geral, a cura da vitrificação acontece em seis horas após a aplicação do produto vitrificante, o que permite o uso do carro mesmo antes de completar o processo. 

Porém, a cura total ocorre apenas após 72 horas da realização desse serviço – assim, durante tal período, a recomendação é que o contato com água e produtos químicos seja evitado. Caso o carro seja atingido pela água da chuva, é necessário remover toda a água do automóvel com um pano de microfibra limpo e macio, sem esfregar a lataria.

Mais um ponto de atenção é que a vitrificação não pode ser aplicada em partes repintadas em menos de 60 dias, devido ao tempo de cura do verniz, que também deve ser respeitado. 

Avatar image of Alessandra Comitre
Written by

Alessandra Comitre

Jornalista formada há mais de 15 anos, com 12 anos de experiência em produção e criação de conteúdo, edição de texto, e gestão de pessoas. Atualmente atuo como redatora e produtora de conteúdo SEO freelancer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *