débitos ipva
Categories:

IPVA 2022 PR: Consulte as datas de pagamento

O IPVA 2022 PR (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor do Paraná) é uma preocupação e uma obrigação para todos os motoristas do estado do Paraná. Saber a relação entre DETRAN PR IPVA 2022, onde consulta IPVA 2022 PR são algumas das dificuldades em meio a tantas informações hoje em dia. 

Por isso, a Zapay organizou um artigo especial sobre o IPVA PR 2022. Então, pegue carona com a gente e vem descobrir mais sobre o assunto!

Calendário de pagamento: IPVA 2022 PR

O calendário de pagamento já está em vigor desde o início do ano. O pagamento pode ser feito à vista, com 3% de desconto, ou até em cinco parcelas (de janeiro a maio). A cobrança do imposto começou em 17 de janeiro de 2022. A alíquota era de 3,5% ou 1% do valor do veículo.

IPVA Paraná 2022 parcelado (cinco vezes)

Final da placa

Data de vencimento

1 e 2

17/01, 17/02, 17/03, 18/04, 17/05

3 e 4

18/01, 18/02, 18/03, 19/04, 18/05

5 e 6

19/01, 21/02, 21/03, 20/04, 19/05

7 e 8

20/01, 22/02, 22/03, 22/04, 20/05

9 e 0

21/01, 23/02, 23/03, 25/04, 23/05

 

IPVA Paraná 2022 à vista (desconto de 3%)

Final da placa

Data de vencimento

1 e 2

17/01/2022

3 e 4

18/01/2022

5 e 6

19/01/2022

7 e 8

20/01/2022

9 e 0

21/01/2022

Para os paranaenses quitarem esse débito em uma plataforma como a Zapay, que é autorizada e vinculada a 25 DETRANS (Departamento Estadual de Trânsito) pelo Brasil, basta consultar a dívida e selecionar a forma de pagamento.

Após a aprovação do pedido, os débitos irão ser liquidados junto à rede bancária. Depois desse processo, o DETRAN solicita até 2 dias úteis para que os débitos sejam baixados no sistema.

Como baixar o APP Zapay 

Se você ainda tem algum receio em realizar um pagamento tão essencial pelo app, ou deixar nas mãos de uma empresa terceirizada essa responsabilidade, a gente se apresenta de novo. A Zapay presta serviços em 25 estados do nosso país e possui a maior cobertura nacional de consulta de veículos, integrados aos DETRANs de todas as regiões do Brasil. 

Isso só mostra o comprometimento que temos com um bem tão valioso para você e com o pagamento de impostos que permitem que você, amigo condutor, usufrua desse bem com toda a tranquilidade do mundo. Além disso, aqui na Zapay, seu desejo é uma ordem! Procuramos atender a preferência de cada motorista, seja os que desejam pagar os débitos on-line ou os mais tradicionais, que ainda preferem quitar os seus impostos em postos físicos. É mais conforto para o motorista e sua família.
Fique por dentro do nosso passo a passo:

Baixe o app da Zapay e consulte os débitos pela placa do veículo. No caso deste artigo, você deve consultar os relativos ao IPVA.
2. Se existirem débitos de seu automóvel ou moto em aberto, estas informações aparecem na tela. É preciso se cadastrar na Zapay e criar um usuário e uma senha. Com esta ativação, você poderá selecionar o débito que deseja pagar ao clicar no botão “Pagar agora”.
3. Em seguida, escolha a forma de pagamento que melhor cabe no seu bolso e no seu planejamento familiar. É possível efetuar a quitação em até 12 vezes no cartão de crédito, fazer um PIX, pagar via boleto, TicketLog ou ainda voucher. É só escolher a opção que lhe deixa mais confortável e efetuar o pagamento

Como parcelar IPVA 2022 PR atrasado?

É possível parcelar o seu IPVA 2022 atrasado e a Zapay mostra o melhor caminho. Os débitos de IPVA inscritos em dívida ativa podem ser parcelados pela internet, no Portal SEFA (acessar o menu IPVA, informar o número do RENAVAM – Registro Nacional de Veículos Automotores – e digitar a imagem de controle). 

Embaixo da discriminação das dívidas ativas de IPVA existe um link “Clique aqui e saiba como parcelar as dívidas ativas do IPVA”. Informe seu CPF e selecione as dívidas que deseja parcelar, preencha a quantidade de parcelas desejadas e conclua. Em seguida imprima a GR-PR da 1ª parcela.
Vale ressaltar que não é preciso apresentar documentos. O parcelamento começa a valer com o pagamento da primeira parcela.

As dívidas ativas não vinculadas, e só podem ser parceladas na Agência da Receita Estadual. Dívidas ativas não vinculadas são as atribuídas ao proprietário anterior em casos de veículos leiloados judicial e administrativamente e determinação judicial.

É possível licenciar veículos com débitos? A resposta é sim, basta ler mais no nosso artigo.

Descubra como consultar o IPVA 2022 PR

1. Digite a placa do seu veículo e seu e-mail, em seguida pressione o botão “Consultar débitos”.

Passo 2. Resultado da consulta. Se existirem débitos do seu veículo em aberto, eles aparecerão nesta tela.

Como pagar IPVA PR 2022 pelo DETRAN?

Para os paranaenses quitarem esse débito, é preciso emitir pela internet, a Guia de Recolhimento para pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ou já tirar dúvidas no site do DETRAN PR

No estado do Paraná, a cobrança do IPVA começa em janeiro. O imposto é calculado sobre o valor do veículo, sendo de:

  • 3,5% (percentual geral) ou
  • 1% (alíquota específica para caminhões, ônibus, veículos pertencentes a locadoras, entre outros casos)

O pagamento pode ser feito à vista ou parcelado, de acordo com calendário de vencimentos de IPVA divulgado todos os anos.

ATENÇÃO! Apesar de o IPVA ser um imposto cobrado pela Secretaria da Fazenda, se o pagamento estiver pendente, não pode emitir a documentação do veículo. Dessa forma, transações como as de compra e venda e de transferência, acabam sendo prejudicadas.

Identifique os débitos que deseja quitar e emita a guia de recolhimento. O pagamento pode ser feito nos bancos credenciados: Banco do Brasil, Bradesco, Bancoob, Itaú, Rendimento, Santander e Sicredi. É possível também fazer o pagamento diretamente nos bancos credenciados, basta informar o número do RENAVAM.

A criação do IPVA

Esse imposto estadual foi criado para arrecadar fundos sobre os automóveis de todos os tipos (motos, carros, ônibus, caminhões, entre outros) com a finalidade de construir e deixar em dia a manutenção das estradas brasileiras. 

E quem deve pagar o IPVA é quem possui um automóvel que precisa efetivamente transitar nessas rodovias.

Apesar da arrecadação do IPVA ser feita somente em Santa Catarina, apenas metade dessa verba é destinada ao próprio estado enquanto a outra metade vai para o município onde o veículo foi registrado.

Sendo um dos principais impostos que os donos de veículos devem pagar todos os anos, é superimportante que esses cidadãos saibam para que e qual o destino desse dinheiro arrecadado, sempre uma quantia bem significativa.

Vamos voltar um pouquinho na história. O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, mais conhecido como IPVA, surgiu para ocupar o lugar da já extinta TRU, a Taxa Rodoviária Única. A TRU surgiu em 1969 por ordem do sistema jurídico brasileiro, com a função era financiar a expansão das rodovias brasileiras, tão importantes no processo de crescimento que o país vivia nessa época.

Ele tinha como objetivo ajudar o governo daquela época a conservar e iniciar novas construções na malha rodoviária federal. Foi a partir dessa espécie de força tarefa que surgiram as principais rodovias que o país possui hoje em dia, tão importantes no transporte de todos os tipos de bens e produtos, como a comida que chega na mesa de milhões de pessoas.

Uma Proposta de Emenda Constitucional mais conhecida como PEC foi fundamental para a criação do IPVA. Vamos refrescar a memória sobre o que é uma PEC?

A PEC entra em pauta quando é preciso fazer uma alteração em uma parte específica do texto de nossa Constituição Federal. E foi por meio de uma dessas mudanças que o IPVA foi criado em novembro de 1985, já entrando em vigor em 1 de janeiro de 1986.

Ao contrário da TRU, que tinha sua verba destinada exclusivamente para o investimento e criação de rodovias, o IPVA não possui relação à prestação de serviços. Ele é usado para as despesas na administração pública, para ser mais específico, ele é arrecadado como forma de impostos.

Com a PEC, a responsabilidade do IPVA passou a ficar na mão dos estados e municípios brasileiros. Cada estado ficou responsável pelo seu percentual de recolhimento e 100% apoiou parcelamento em até três vezes, facilitando muito a vida do cidadão na hora de pagar, em especial os da classe média e os donos dos carros populares. O sucesso da medida foi tão grande que esses parcelamentos estão disponíveis até hoje. 

Deixando de ser TRU, onde todo o valor ia para um destino específico, o IPVA quebra essa regra e diversifica suas porcentagens. Então, resta saber: para onde vai todo esse dinheiro?

Como vimos antes, ele deixa de ser propriedade do governo federal e fica com os estados e municípios, mas nem sempre em sua totalidade. O valor é dividido por dois, sendo 50% para o município onde o veículo está/foi registrado e os outros 50% para o governo estadual.

Para onde ele vai depois disso? Feita a divisão, essa verba deve ser revertida de volta à sociedade, como investimento nas áreas da saúde, educação, segurança pública e outros serviços tão importantes e setores carentes.

Diferença entre licenciamento e IPVA

Em meio de tantos documentos que devem ser renovados ano após ano como IPVA, DPVAT (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) e o licenciamento 2022, é comum que os donos de veículos tenham dúvidas sobre qual a diferença entre todos esses impostos e qual a função de cada um deles perante a lei e o dia a dia. 

No entanto, a dúvida que a gente mais escuta é saber qual a diferença entre IPVA e licenciamento. Vamos ver melhor tudo isso, para não deixar nenhuma dúvida pendente

O DPVAT é um seguro obrigatório que cobre os custos médicos e indenização caso o proprietário se envolva em algum acidente de trânsito. Já o IPVA e licenciamento são tributos que dizem respeito à posse do bem e ao direito de transitar pelas ruas com o veículo.

Enquanto o IPVA é um imposto que incide sobre a posse do bem, o licenciamento é uma autorização para que você possa andar com seu veículo nas ruas e nas estradas sem problemas.

Mesmo sendo dois tributos distintos, o licenciamento depende do IPVA para ser renovado. Caso o proprietário não tenha pago o IPVA e nem o DPVAT, ou então tenha débitos referentes a autuações, não é possível fazer a renovação do licenciamento do veículo.

Enquanto isso, andar com o IPVA atrasado não pode ser considerado uma infração. A punição para essa perda de prazo vem de outra forma: juros e multas bem elevados, podem até mesmo duplicar o valor do IPVA se o proprietário for incluído na dívida ativa. 

Por isso, nós da Zapay recomendamos andar com essa e outras documentações todas dentro da lei, assim você tem uma viagem mais tranquila, sem pendências ou susto tanto para você quanto para os outros passageiros do seu veículo.

Existe outro ponto que vale destacar: a data da cobrança. Se o IPVA deve ser pago todos os anos entre janeiro e fevereiro, dependendo do último número da placa, o licenciamento varia entre abril e dezembro, também seguindo uma tabela que varia conforme o último número da placa do automóvel. Confira quais regras valem para o licenciamento de moto.

Acesse o site da Zapay se quiser saber sobre consultar licenciamento

Avatar image of Ana
Written by

Ana

Em 2022, entrou para o time da Zapay, como Analista de SEO atuando com o planejamento de conteúdo para o blog com o objetivo de auxiliar e atuar no crescimento, ajudando a responder às principais dúvidas dos usuários sobre o universo automotivo.