venda de carro
Categories:

7 ótimas dicas de para vender seu carro usado

Com problemas na venda de carro, amigo condutor? Não precisa mais esquentar a cabeça, pois a Zapay preparou dicas que lhe ajudam negociar o seu veículo de um jeito fácil e prático.

Ou seja, não precisa mais ter pesadelo quando se trata de carros para venda – bastante ter organização e responsabilidades sobre o veículo que será negociado. Confira!

– Reúna todos os documentos do veículo 

– Encontre formas de anunciar 

– Como vender um carro na internet 

– Exposição do carro 

– Pense na forma de receber o valor da venda 

– Estipule um preço adequado 

– Esteja aberto a negociações 

– Verifique a possibilidade de consertar pequenas avarias 

– Faça uma revisão total no veículo em um mecânico de confiança

Dica da Zapay: confira quais são os tipos de motor de carro.

Reúna todos os documentos do veículo 

Antes de anunciar o seu veículo para venda, é fundamental que o proprietário esteja atento à organização da vida burocrática do automóvel em questão. Ou seja, é necessário reunir todos os documentos do carro, que são:

  1. Certificado de registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).
  2. Documento Único de Transferências (DUT), que é um dos documentos fundamentais para a transferência do carro.
  3. Nada Consta emitido pelo Departamento Estadual de Transito (DETRAN) do respectivo estado que o veículo está registrado.
  4. Nota fiscal de aquisição, caso o amigo condutor seja o primeiro proprietário do automóvel.

É válido destacar que é fundamental ter atenção quanto à forma de apresentar qualquer um dos documentos acima mencionados. E não é por acaso, pois, a depender do ano do carro ou de quando ele foi emplacado, alguns desses documentos não são mais impressos – ou seja, há somente a versão digital disponível.

Dica da Zapay: saiba o que pode acontecer se você comprar carro com multa – conheça os caminhos para evitar esse tipo de dor de cabeça.

Encontre formas de anunciar 

Mais um ponto essencial é descobrir formas atrativas para anunciar o seu carro, amigo condutor. No geral, há três opções para tal, sendo a principal contar com a ajuda de um intermediário.  Nessa situação, um profissional que já tem contato com potenciais comprador é acionado, o que facilita bastante esse processo.

Contudo, é importante ter em mente que é necessário remunerar esse intermediário – ou seja, não se trata de um trabalho gratuito, não é mesmo?! Assim, será cobrado um percentual do valor do carro para fazer esse tipo de intermediação. 

A vantagem do uso dos serviços de um intermediário é que a venda é mais fácil. Tenha em mente, motorista: esse profissional já tem credibilidade no mercado, tendo contatos estratégicos e que podem lhe ajudar com mais praticidade.

Dica da Zapay: fique ligado e não caia no golpe de venda de carro na internet. Leia esse artigo especial sobre o tema e evite esse tipo de problema.

carros venda

Como vender um carro na internet 

Mais um caminho é você mesmo fazer o anúncio de venda do seu veículo – para tal, é necessário montar um anúncio fazendo uso de internet. Hoje, as redes sociais são grandes aliadas e facilitadoras quando o assunto é divulgação e comercialização de produtos diversos – e essa mesma lógica é aplicada para veículos automotores.

Mas, como montar um anúncio legal e que dê rápidos resultados na internet? 

O primeiro passo é a descrição, que não deve ser nem muito curta, nem muito longa. Especialistas em venda recomendam um tamanho de texto entre 100 e 150 caracteres, sempre recheados com informações claras e objetivas sobre o veículo ofertado.

Muitas fontes apontam que frases como “promoção imperdível” e “oportunidade única” têm o efeito oposto sobre o comprador, por isso é bom evitá-las.

As informações que você invariavelmente deve colocar no texto de descrição do seu anúncio são: marca, modelo, ano de fabricação, número de portas, quilometragem, ano da compra, cor, tipo de combustível, revisões e possíveis danos. 

Também é interessante dizer se o carro rodou mais na cidade ou na estrada e se teve apenas um dono ou mais.

O segundo passo é investir em boas fotos para dar mais destaque ao seu veículo em meio a tantas ofertas. Procure mostrar o carro por alguns ângulos estratégicos e utilizar uma câmera de qualidade, evitando fotografias com baixa resolução.

Os ângulos que necessariamente devem ser mostrados no anúncio são: perfil dianteiro e traseiro do carro, além da frente e traseira chapadas. 

Também é importante disponibilizar imagens do interior do veículo, que mostrem as condições dos bancos, do painel e do console, além de uma foto do motor.

Outro detalhe fundamental é o número de fotografias que serão inseridas no anúncio. Se forem poucas, o comprador vai ficar na ânsia de ver melhor o carro e pode ainda suspeitar da ausência de imagens de certos ângulos. Mas, se forem muitas, o consumidor pode se confundir. O recomendado, portanto, é colocar de quatro a sete fotografias, no máximo.

O terceiro passo é opcional, já que não é preciso pagar para criar um anúncio em um site. Afinal, o objetivo aqui é conectar as pessoas, para que elas possam comprar e vender de forma fácil e rápida.

Porém, se você acha que o seu anúncio precisa ser impulsionado e está disposto a pagar um pouco por isso, a plataforma oferece diversos tipos e conjuntos de destaque, que vão contribuir para a visibilidade e o ranqueamento. Saiba mais informações sobre o assunto na plataforma de venda de sua escolha.

Por último, mas não menos importante, é se preparar para receber e responder dúvidas de pessoas que visualizaram e se interessaram pelo carro. Vale lembrar que a internet é um meio muito dinâmico de comunicação. 

Se você não estiver pronto para responder de imediato, algum outro vendedor provavelmente estará e só por isso ele já pode sair na frente.

A recomendação de algumas plataformas é que a resposta seja dada em até duas horas após a pergunta, em especial quando for feita no horário comercial. Se você tem uma loja e conta com uma equipe capacitada de atendentes, é a hora de inseri-los nesse mutirão de atendimento, reduzindo ao máximo o tempo de retorno ao seu cliente.

É bom ter em mente que, além de economizar tempo e dinheiro em deslocamentos físicos, a pessoa que busca por anúncios online deseja obter de forma clara e precisa todas as informações básicas e necessárias sobre o veículo. Assim, fica fácil passar um, dois, três ou mais filtros, até enfim decidir qual modelo vale a pena ir ver pessoalmente.

É válido ressaltar que, além das plataformas de venda tradicionais, o Facebook, no Instagram, no YouTube ou qualquer outra rede social tem muitas publicações de usuários vendendo motos e automóveis, sobretudo em comunidades e espaços especializados em vendas.

A vantagem desse processo é que tais canais têm um gigantesco poder de alcance. E, além disso, muitas dessas redes sociais permitem que a divulgação de veículos para venda seja feita gratuitamente.

Assim, a publicação tem grandes chances de furar a bolha, atingindo um público muito além de seus amigos e seguidores. 

Nesse caminho, é bastante provável e possível que um indivíduo que está em seu círculo de amizade (ou fora dele) na rede recomende o seu automóvel para outras pessoas – o que facilita muito a venda do veículo, afinal, dinamiza o anúncio. 

Exposição do carro 

A terceira opção é também um alerta: cuidado para não negligenciar o poder de uma boa exposição do carro em um local de grande movimento. Você pode estar pensando: mas como assim? Com esse cuidado, além da estratégia destacada, o dono também pode demonstrar o carro que está à venda para pessoas que passam por uma rua ou por uma avenida, por exemplo.

É importante frisar que, mesmo na era digital, esse tipo de anúncio é bastante viável e útil. 

O ideal é investir em todas as estratégias, amigo condutor. Fica a dica! 😉   

Pense na forma de receber o valor da venda 

Mais um ponto crucial é a forma de receber o valor da venda. Afinal, estamos falando de um bem cujo preço é bastante elevado, mesmo aqueles automóveis mais simples custam alguns milhares de reais.

Nesse cenário, é arriscado que qualquer pessoa ande na rua com essa quantia de dinheiro, mesmo para ir para casa ou para o próprio banco. Bastante avaliar os índices de criminalidade nas cidades brasileiras, sobretudo nas capitais.

Um caminho para que o dinheiro possa chegar às mãos do vendedor é fazer uso de transferências on-line, seja por DOC, TED ou ainda via PIX. Porém, esteja sempre atento para realizar essas operações, é sempre importante frisar.

Nesse tipo de operação, há muitas fraudes, infelizmente. Desse modo, caso a negociação não esteja sendo feita com uma pessoa conhecida ou ainda de sua família, nunca transfira o carro sem ter certeza de que o dinheiro já conta em sua conta.   

carro de venda

Estipule um preço adequado 

Mas, afinal, como estipular um preço adequado para o seu carro no momento da venda, amigo condutor? Há alguns critérios que são crucias na hora dessa análise, como o preço que o mercado está praticando em automóveis do mesmo ano e modelo daquele que você pretende vender.

Para tal, o proprietário deve ter dois cuidados. O primeiro diz respeito à análise do carro quanto aos itens opcionais – fique atento, pois, quanto mais opcionais, mais caro é o carro. Já o segundo ponto é a verificação dos automóveis que estão vendidos dentro do seu próprio estado e, sobretudo, cidade. Tenha em mente que os preços podem variar consideravelmente de um local para outro.

Assim, após esse estudo de valor de mercado, o dono do condutor pode conferir a tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), referente ao seu automóvel. A tabela irá indicar qual é o valor médio que o seu carro tem em um mês específico. 

Vale destacar que, muitos casos, a tabela FIPE não é usada para determinar categoricamente o preço de um carro. Contudo, ela serve para fornecer uma base para que tanto vendedores quanto comprados possam negociar.

Esteja aberto a negociações 

Na hora de vender um veículo, é importante estar aberto para ouvir propostas e negociar. Embora seja interessante fixar um preço de venda, é crucial dispor de uma margem de valor para conceder descontos ao potencial comprador.

Desse modo, caso o condutor determine um preço engessado, sem chances de alterações, ele assumirá que é possível que a venda do carro seja prejudicada. Por conta disso, é relevante ter um valor com o qual o vendedor será capaz de abrir mão para conseguir vender o automóvel.

Verifique a possibilidade de consertar pequenas avarias 

Preste atenção também se há a necessidade de fazer pequenos reparos ou ainda manutenção corretiva no seu carro. É possível que o vendedor perca muito o valor de venda do automóvel por conta de problemas simples que poderiam ser previamente resolvidos. 

Faça uma revisão total no veículo em um mecânico de confiança

Finalmente, é essencial fazer uma revisão completa no carro em uma oficina mecânica de confiança. Esse cuidado pode evitar que o futuro dono tenha problemas logo após a compra do veículo e coloque a culpa em cima de você, vendedor.

Assim, após a comprovação de que o veículo foi devidamente revisado, antes da venda, é possível se precaver quanto a esse tipo de reclamação por conta da outra parte envolvida na negociação – ou seja, o vendedor se blinda de potenciais reclamações do comprador. 

Com as dicas que destacamos aqui, já deu para perceber que vender um carro não é algo tão difícil, porém é necessário ter organização e responsabilidades. Desse modo, é possível ter acesso ao valor da venda com mais rapidez, sendo uma oportunidade para a utilização desse recurso para o investimento em outro veículo. Fica a dica! 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *