Lightning LS-218
Categories:

Financiamento de moto: Saiba como funciona e conheça os melhores bancos 

Capacete na cabeça. Itens de segurança no corpo. E uma moto para conduzir pelas ruas ou pelas estradas. Seja para o lazer ou ainda para obter renda, as motos são as queridinhas dos brasileiros e podem ser também um dos veículos mais acessíveis à população, já que seu valor é muito inferior ao de um carro.

Mas nem todos conseguem pagar uma moto à vista, ainda mais na atual crise socioeconômica que o país enfrenta, não é mesmo!? Mas isso não é um problema ou motivo para você adiar o sonho de ter a moto desejada.

Existe uma modalidade de empréstimo bastante popular chamada financiamento de moto e este conteúdo vai lhe contar todos os segredos para conseguir acessá-lo, as taxas bancárias (os juros mensais) e também o que fazer se estiver negativado. Pegue seu capacete, suba na garupa e venha nessa com a Zapay! 

O site da Zapay é sempre uma mão na roda!

Com a Zapay você vai:

Conheça nossos serviços e aprenda como fazer a consulta de multas;

Parcelar tudo em até 12x com as menores taxas do mercado;

Consulte as pendências do seu automóvel.

APP Zapay

O que é financiamento de moto?

Conquistar a primeira moto ou adquirir uma motocicleta para trabalhar ou ainda utilizá-la para deslocamento cotidiano e lazer é o sonho de muitos brasileiros. Mas você sabe como financiar uma moto?

Antes do passo a passo de como conseguir sua moto financiada, vale muito a pena saber, afinal, como funciona um financiamento de moto? A reposta é simples e direta: o financiamento de motocicletas é uma modalidade de empréstimo. Nele um banco ou instituição financeira concede crédito ao motorista ou futuro proprietário que deseja ter como bem uma moto. 

Com o financiamento de moto, é possível que o motorista adquira o veículo à vista na concessionária ou ainda em alguma loja parceira da instituição.

É sempre importante frisar que se trata de um empréstimo e que o alinhamento com o planejamento financeiro familiar é sempre importante na hora de fazer a escolha pelo financiamento. Afinal, essa facilidade é ainda uma dívida, que deve ser paga ao banco ou à instituição financeira escolhida. Portanto, fique atento.

A prática também é conhecida como Crédito Direto ao Consumidor (CDC), onde há um contrato entre aquele cidadão que precisa do recurso (dinheiro) com uma finalidade específica – no caso, comprar uma moto – e a instituição financeira que emprestará este recurso. 

Não é por acaso que esta é uma das maneiras mais populares para que as pessoas possam financiar veículos, sejam eles carros, motos, caminhões, entre outros tipos. Afinal, se feito de forma organizada, é um dos jeitos mais acessíveis para que o motorista possa conquistar o veículo próprio, sem que as parcelas pesem no bolso e no orçamento familiar. 

Como financiar uma moto?

A possibilidade de financiar uma moto, ou seja, tomar um empréstimo de uma instituição financeira com o objetivo de firmar contrato para a aquisição de uma motocicleta, requer alguns passos para que a aprovação aconteça. 

O primeiro passo é que o motorista escolha a moto condizente com seus objetivos. E isso diz respeito também ao valor e às possíveis formas de pagamento por aquela motocicleta – é assim que você avalia as condições de financiamento oferecidas no mercado. Ou seja, antes de mais nada, você deve pesquisar muito para saber qual é a moto que lhe agrada e também quais são as condições para conquistá-la.

Após a escolha da motocicleta que atende suas expectativas, você deve perguntar na concessionária as condições de financiamento, qual é a instituição bancária parceira, ou ainda ir diretamente ao banco de sua confiança e saber se ele mantém parceria com concessionárias e lojas de vendas de automóveis e motos.

A instituição financeira lhe pedirá uma série de documentos, como RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda, para serem apresentados e avaliados. No diálogo, você conhecerá as condições propostas acerca de juros, taxas, valores da parcela, possíveis descontos ao dar uma entrada, entre outros pontos cruciais para se saber sobre o negócio. Afinal, é preciso que cada detalhe seja exposto e explicado detalhadamente, para que nenhuma surpresa ocorra no meio do caminho e para que você encontre a condição que melhor se encaixe em seu perfil financeiro.

Você sabia?

Atenção: se sua intenção seja comprar uma “cinquentinha” e bater a dúvida: moto 50cc precisa de habilitação? Deixamos aqui o spoiler: é necessário ter a Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC). Fique ligado a este detalhe. Acesse o link indicado e saiba mais.

Cabe ao banco realizar uma análise de crédito sobre o motorista que solicita o financiamento, para saber sobre confiabilidade para ceder o empréstimo e em quais condições é possível apresentar a proposta. Sim, é possível que na análise do perfil seja um empecilho, apesar da renda apresentada para arcar com as dívidas. Por isso, ter uma boa pontuação no score do Serasa é um cuidado importante.

Este score é feito com base em seu histórico financeiro, se você arca com suas contas em dia, se já teve o nome sujo, entre outros fatores que podem ser determinantes na leitura das instituições para saber se você é um bom pagador de dívidas. Por isso é importante tratar as dívidas com cuidado e saná-las sempre.

A classificação do score do Serasa se dá da seguinte forma:

Entre 0 e 300 pontos = classificação de score é baixa.

Entre 301 e 500 pontos = classificação de score é regular.

Entre 501 e 700 pontos = classificação de score é boa.

Entre 701 e 1000 pontos = classificação de score é muito boa.

Uma dica: em geral, a partir de 501 pontos, ou seja, uma classificação considerada boa no score do Serasa, as instituições financeiras costumam olhar com bons olhos os candidatos a empréstimos. Outra saída é uma entrada com valor mais alto para conseguir o empréstimo – assim, o valor do empréstimo é menor e a instituição financeira entende que corre menos risco.

Existem algumas ações que você pode fazer para aumentar a sua pontuação e não ter problemas para conseguir seu empréstimo. São elas:

– Manter suas informações atualizadas na plataforma e criar um Cadastro Positivo.

– Pagar em dia as suas contas básicas, como luz, aluguel, condomínio, plano de celular, entre outros débitos que mensalmente aparecem para você.

– Evitar gastos desnecessários e novas dívidas. Por isso é importante ter sempre um planejamento financeiro.

– Consultar e atualizar o CPF.

– Limpar o nome.   

São alguns cuidados que podem ajudar para que a aprovação de seu financiamento ocorra e você possa logo estar pelas ruas com sua moto. Mas, para conquistar a moto, é preciso que haja a aprovação e a assinatura dos documentos para firmar o contrato.

Financiamento de moto para negativado

Para conseguir um empréstimo, seja ele qual for, o seu nome será sempre consultado. Afinal, esta é a forma como a instituição financeira pode lhe avaliar para saber se você conseguirá ou não arcar com as parcelas do empréstimo. Veja, neste exato ponto não se trata se sua renda é suficiente ou não (mas, vale frisar que este ponto também é considerado na hora que o banco for avaliar se você tem o perfil para receber o empréstimo ou não), mas sim a sua capacidade de pagar as contas em dia. 

E aqui pesa caso seu nome esteja sujo no Serasa. Normalmente, o financiamento de moto para negativado não costuma acontecer. Mas há alguns caminhos que você pode tomar para conseguir adquirir sua motocicleta via financiamento.

O primeiro deles é pagar as suas dívidas. Pode soar óbvio, porém não é tão evidente para todos. O pagamento de seus débitos fará com que a sua pontuação no score do Serasa aumente e, assim, o grau de confiança de instituições bancárias em relação a você aumentará também. Lembre-se: as empresas podem saber se você está negativado com uma simples busca feita com o seu CPF.

Outro caminho para você consiga ser aprovado na análise de crédito e procurar a ajuda do próprio Serasa. O órgão tem uma iniciativa chamada Serasa Lima Nome, que é a maior plataforma de negociação de dúvidas, no geral, do Brasil. Ao realizar seu cadastro e verificar as pendências, a tela da plataforma mostra as dívidas negativas disponíveis para negociação. Cabe a você avaliar as ofertas disponíveis e fechar o acordo. As restrições ao seu nome serão retiradas cinco dias úteis após o pagamento das dívidas. Ou seja, é uma possibilidade de limpar seu nome sem sair de casa. Fique ligado!

Qual é o melhor banco para financiar moto?

O melhor banco para financiar a sua moto é sempre aquele que lhe oferece as melhores opções de taxas e parcelamento. E com a atual crise socioeconômica que vivemos, estudar as taxas dos bancos é uma das obrigações de quem quer fazer um financiamento, devido às flutuações de inflação.

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal costumam apresentar as melhores taxas e condições de pagamento, com juros entre 1,5% e 1,9% e a possibilidade de parcelar a moto em entre 3 e 5 anos – ou seja, entre 36 e 60 meses.

Bancos com melhores taxas para financiamento de moto

Para encontrar o melhor banco para fazer o seu financiamento, é necessário estudar quais as oportunidades que cada instituição financeira oferece. De modo geral, é necessário ter uma conta corrente aberta na instituição pretendida, mas há exceções. Além de, obviamente, ter a documentação aprovada e, mais uma vez, é importante reforçar a importância da pontuação no score do Serasa. Afinal, esta é uma das métricas de confiabilidade que a instituição financeira terá para poder lhe conceder um empréstimo ou não e de que forma é possível fazer o financiamento, com ou sem entrada, quantidade de parcelas, etc.

Confira os principais bancos procurados para o financiamento de motocicletas no Brasil*: 

Banco Santander – com taxas de cerca de 1,9% ao mês. O número máximo de parcelas permitidas é de 60 meses.

Caixa Econômica Federal – com taxas a partir de 1,5% ao mês, sem nenhuma tarifa adicional. O número máximo de parcelas permitidas é de 60 meses. Este banco permite financiar até 80% do valor total da motocicleta pretendida. 

Banco Itaú – com taxas de cerca de 1,8% ao mês. O diferencial é que você não precisa ter conta corrente aberta neste banco para conseguir o financiamento. É possível ainda financiar motos novas e usadas (neste último caso, com limite de até 8 anos de uso).

Banco Bradesco – com taxas de cerca de 1,9% ao mês. A quantidade de parcelas é determinada de forma personalizada, ou seja, depende dos seus documentos, sobretudo, da pontuação do seu score Serasa.

Banco do Brasil – com taxas de cerca de 1,9% ao mês. É possível fazer o financiamento em até 60 meses, com pagamento da primeira parcela em até 180 dias. Este banco permite financiar motos usadas, com até 10 anos de uso.

Caixa Econômica Federal – com taxas de cerca de 1,49% ao mês. O número máximo de parcelas permitidas é de 60 meses.

Banco Honda – com taxas de 1,95% ao mês. O número máximo de parcelas permitidas é de 60 meses.

Banco Yamaha – com taxas de 2,19% ao mês. O número máximo de parcelas permitidas é de 72 meses.

*Com as constantes altas da Selic e dos juros, vale a pena checar com o banco de sua confiança qual é a taxa mais atualizada.

Conheça também!

Você sabe qual é a diferença entre as bicicletas elétricas e as motos elétricas? Os dois modelos sobre duas rodas têm ganhado cada vez mais adeptos, sobretudo em tempos onde o preço da gasolina está alto. As bicicletas elétricas são conhecidas como e-bikes e possuem um motor elétrico em uma das rodas, o que ajuda o ciclista na hora de pedalar. As motos elétricas são também chamadas de ciclomotores e costumam ter um compartimento de carga – a scooter e a motocicleta são os modelos mais famosos no Brasil. Para saber mais sobre estes dois veículos que também são ecologicamente vantajosos, acesse o conteúdo bicicletas elétricas e motos elétricas e entenda as regras para conduzi-los.

Vocabulário de trânsito:

Você já aprendeu o que é um financiamento para moto. Mas o que seria a transferência de moto? Uma dica: tem a ver com o processo de mudar o nome do proprietário do veículo, quando ele é vendido, por exemplo. Para entender o que é uma transferência de moto , clique neste link.

Curtiu o conteúdo e quer ficar sempre atualizado? Acompanhe nosso blog e as redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *