Categories:

Transferência de moto: guia completo 2022!

Neste artigo, nós da Zapay vamos contar tudo sobre a transferência de moto: o que é, quanto custa, os documentos necessários, o passo a passo e muito mais. Se você vai comprar ou vender uma moto e tem dúvidas sobre esse tipo de transferência de veículo, então leia esse texto até o final! 

Brasileiros estão mais interessados em motos

Antes de falar sobre a transferência de moto, nós precisamos ressaltar que o interesse por esse tipo de veículo está crescendo nos últimos anos.

Prova disso é que foram vendidas mais motocicletas do que carros de passeio no Brasil no mês passado, situação pouco comum. Mais de 110,1 mil motos foram vendidas em março, um aumento de 76,8% em volume em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo números divulgados pela Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos (Fenabrave).

Os motivos para esse interesse por motos no país podem estar relacionados com a expansão dos serviços de entrega (delivery), tentativa de economia com combustível e a busca por transportes individuais que são financeiramente mais acessíveis.

O que é transferência de moto? 

Vamos explicar o que é transferência de moto, uma obrigatoriedade imposta pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

Para que todo veículo seminovo ou usado circule de forma legal é necessário realizar a transferência em até 30 dias após a data assinada no Certificado de Registro do Veículo (CRV).

Se o vendedor e comprador não realizarem esse procedimento dentro deste prazo estabelecido será aplicada uma multa no valor de R$ 195,23. 

Além disso, o novo proprietário da moto comete uma infração grave, com direito a 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Quem paga a transferência da moto?

Muitos motoristas possuem esta dúvida: quem deve pagar a transferência de moto? O mais comum é o pagamento por parte do comprador do veículo seminovo ou usado, embora não exista uma regra definida e obrigatória. 

No entanto, geralmente, essa definição do pagamento é feita na hora da compra, onde o vendedor espera que essa ação seja feita pelo comprador.

Também é esperado que o comprador arque com outros tipos de despesas, como pagamento de emplacamento e licenciamento

Para ser justo, o ideal é entrar em um consenso por ambas as partes e ver o que pode ser para não pesar os bolsos. Dividir as despesas também é uma saída, então tudo depende da negociação.

Quanto custa a transferência de uma moto em 2022?

Importante saber que o valor das taxas de transferência de moto do DETRAN varia em cada estado. 

Sendo assim, para saber o preço dessa taxa você precisa verificar a lista de serviços com os valores no estado em que sua moto está registrada.

Se a sua moto for registrada em São Paulo, por exemplo, o DETRAN SP cobra uma taxa de transferência de R$ 391,03 para veículos em que o licenciamento do ano em curso não tenha sido realizado. 

Caso o licenciamento do ano esteja em dia, então a taxa da transferência de veículo é no valor de R$ 246,17.

Quais documentos para fazer a transferência de moto?

Existe uma lista com os documentos necessários para a transferência de moto. Saiba quais são eles: 

  • documento de Identificação original, como RG ou CPF – original e cópia simples;
  • um comprovante de endereço de residência dos últimos três meses – original e cópia simples;
  • CRV original, datado, assinado, com firma reconhecida em cartório tanto pelo vendedor quanto pelo comprador;
  • formulário do RENAVAM – duas vias originais e preenchidas;
  • laudo autorizado pela vistoria feito pelo Detran ou empresa credenciada; 
  • comprovante de pagamento das taxas referentes à transferência veicular;
  • comprovante de pagamento de todas as dívidas ou débitos que estavam pendentes devidamente quitados.

Passo a passo para transferir uma moto 

Agora que você já sabe o que é uma transferência de moto, quem é o responsável pelo pagamento da taxa e quanto custa esse procedimento, então está na hora de saber como transferir o nome da moto para o novo proprietário. Confira abaixo!

  1. Solicitar o CRV preenchido

O primeiro passo para realizar a transferência da moto é o preenchimento do CRV (Certificado de Registro de Veículo). Esse documento deve ser assinado pelo vendedor e comprador e, sem seguida, ter as firmas reconhecidas em cartório. 

Deve constar as seguintes informações no CRV: valor da aquisição, CPF, RG, endereço, local e data da negociação. 

  1. Comunicar o DETRAN

O segundo passo é a realização da comunicação de venda, portanto, o CRV deve ser apresentado ao DETRAN onde o veículo está registrado.

Essa etapa traz mais segurança ao vendedor e ao comprador, já que em caso de multa ou infrações de trânsito (independentemente do infrator), o antigo dono continua responsável pelo veículo até a transferência ser finalizada. 

  1. Preencher o formulário de transferência

Agora é preciso acessar o site do DETRAN do seu estado e preencher o formulário de transferência de moto. 

Após preencher, imprima o documento e não se esqueça do DAE (Documento de Arrecadação Estadual), referente a taxa de transferência. 

Muitos DETRANs de vários estados liberam o pagamento via RENAVAM no sistema bancário conveniado.

  1. Pagar as taxas de transferência

No quarto passo, é necessário realizar o pagamento das taxas antes da data de vencimento em qualquer lotérica ou banco. 

Além disso, outros débitos veiculares como o IPVA e o DPVAT precisam estar em dia. Afinal, se houver alguma dependência financeira, a transferência da moto não poderá ser realizada. 

Cheque se há pendências antes de fechar negócio ao consultar a placa do seu futuro automóvel no site da Zapay

  1. Fazer a vistoria

O quinto passo é a vistoria, um procedimento fundamental para descobrir se há algum problema técnico com a moto. Portanto, leve até o Detran ou uma das empresas credenciadas pelo órgão para realizar esse procedimento.

  1. Entregar os documentos

Chegou a hora de entregar todos os documentos ao DETRAN do seu estado. O ideal é checar a lista dos documentos solicitados pelo órgão e verificar se não existe nenhum erro de digitação ou pendências que passaram despercebidas.

  1. Aguardar aprovação

Você chegou ao último passo da transferência de moto. Agora o novo proprietário só precisa aguardar a aprovação pelo DETRAN e buscar o CRV e CRLV devidamente atualizados.
Gostou de saber como fazer a transferência de moto? Para mais guias como esse, continue acompanhando o blog da Zapay!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *