Lightning LS-218
Categories:

Melhores marcas de moto no Brasil e no mundo

O que você sabe sobre marcas de motos? Você conhece quais são as melhores marcas de motos do Brasil? Esse artigo da Zapay lhe ajuda a conhecer a marca de moto ideal para você, além de apresentar um pouco da história de algumas marcas de motos no Brasil e no mundo. 

Aperte os cintos e suba na garupa!

Marcas de motos mais vendidas no Brasil? 

As vendas de motos estão cada vez mais relevantes no mercado de veículos nacional. Mesmo com a alta do combustível e a queda de poder aquisitivo, os cidadãos continuam optando por ter uma duas rodas. 

Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABREVE), a lista de emplacamentos aponta que, dentre as motos mais vendidas do Brasil em setembro (2022), a Honda CG 160 continua isolada em primeiro lugar. Abaixo, nós dividimos algumas das categorias de motos e os primeiros lugares entre as mais vendidas.

City 

Na categoria que mais se vende, os primeiros lugares são ocupados pelas baixas e médias cilindradas. São os modelos mais populares que se tem no Brasil. Em ordem, a Honda CG 160 conta com mais de 35 mil unidades vendidas e é seguida da sua irmã maior, a Honda CB 250F Twister, já bem abaixo. Completam a lista dos primeiros lugares a Yamaha Fazer 250 e a Yamaha YBR 150.

Como vemos, a Honda CG 160 segue disparada como mais vendida, o que é de praxe da motocicleta.

Scooter

Moto sem marcha scooter

Quando falamos de scooters, a Honda Biz também segue isolada no primeiro lugar. Mesmo não sendo tecnicamente uma scooter (mas, sim, uma motoneta, por não ser automática), o modelo, que é popularmente assim conhecido, vende em média mais de 18 mil unidades por mês.

Seguindo-a, um pouco mais longe, estão a Honda POP 110i, a Honda PCX 150 e a Honda Elite 125.

Trail 

Na categoria Trail, a Honda também segue dominando forte com uma das favoritas do público: a Honda NXR 160 Bros. Seguindo a lista, temos a Honda XRE 300 e a Yamaha XTZ 250 ocupa o último lugar do pódio.

Naked e Sport 

Nas categorias Naked e Sport, podem ser destacados os modelos de média cilindrada Yamaha MT 03 e Yamaha YZF R3. Em seguida, as motos de maior cilindrada já começam a aparecer, como as Honda CB 650, CB 500 e Kawasaki Ninja 400.

Touring

Por fim, aquela categoria premium, para quem quer o melhor modelo para pegar a estrada com estilo. As mais vendidas dos modelos Touring são as Harley Davidson. Iniciando com a FLHTK e seguida pelas FL TRK e a FLHX.

Dica da Zapay: Bicicletas elétricas e motos elétricas: entenda as regras. 

Avelloz, uma das motocicletas mais vendidas em 2020 

Praticidade, facilidade e design. Desde 2020 a Avelloz faz sucesso pois é uma moto pensada para facilitar o dia a dia de quem quer se afastar permanentemente do transporte público. 

Mesmo não sendo tão tecnológica em comparação com as concorrentes semelhantes, como a Yamaha XMAX e a Honda Biz 100, é uma ótima opção para ir ao trabalho, à faculdade ou até mesmo para um passeio pela cidade. 

O modelo 2022 possui itens interessantes como a suspensão antivibração, partida elétrica, trava de direção e freio a disco. Este conjunto tecnológico, ainda que não o mais avançado, corresponde bem ao propósito de segurança da Avelloz AZ1 2022. 

Motoristas e passageiros se beneficiam de um painel completo e há até uma porta USB para conectar um smartphone e um aparelho de som. A Avelloz Az 2022 é uma motocicleta lindamente e elegantemente projetada para fazer a diferença em sua vida cotidiana. 

Suas linhas suaves e modernas, juntamente com as rodas, conferem à Avelloz 2022 um visual moderno e compatível para cenas urbanas.

 

Honda, famosa moto entre os campeões de venda no Brasil 

A Honda CG completa 45 anos de estrada e chega à linha 2022 na ponta dos cascos. Lançada em 1976, já como linha 1977, a moto logo se tornou a mais vendida do país e permaneceu no lugar mais alto do pódio neste quase meio século de existência. 

Porém, qual a fórmula para a CG ser essa moto tão bem aceita, bem vendida, cobiçada e eternamente valorizada?

Os principais atributos não são segredos para ninguém. Em todas as suas gerações (a atual é a nona) e versões, a CG sempre exibiu pilotagem leve, ágil e segura, baixo custo de manutenção e, principalmente, muita confiabilidade. Sempre foi aquela moto que, bem cuidada, é conhecida como “a que não quebra nunca”. 

E tem mais: a Honda possui mais de mil concessionários no país, o que sempre traz alguma tranquilidade para os proprietários de motos da marca.

Yamaha, a primeira moto nacional a gente não esquece 

Muito além de motos, a Yamaha é uma gigante japonesa que fabrica uma grande quantidade de produtos de diversos segmentos, inclusive no ramo dos instrumentos musicais. Suas motos chegaram ao Brasil em 1970 e, atualmente, se mantém como a vice-líder na comercialização de motos do país.


Possuindo uma legião de fãs no mundo todo, a marca segue oferecendo uma boa facilidade para encontrar peças de manutenção, seja para modelos antigos ou novos, e o melhor, a um preço acessível. A Yamaha é uma marca de moto muito consolidada no país e sabe adaptar bem os seus modelos aos terrenos do Brasil.

Harley Davidson

Icônica é um ótimo adjetivo para caracterizar essa marca que já faz parte até da cultura pop, mesmo para quem nunca andou em uma moto. A Harley-Davidson, conhecida também como Harley, é uma marca norte-americana fundada no início do século 20. Considerada uma das marcas de moto mais desejadas do mundo, sua especialidade é na fabricação de modelos custom, grandes e fortes!

Desembarcou em território brasileiro no ano de 2011, a moto mais vendida da marca foi a Sportster Iron 883, por conta do seu preço mais acessível. Isso porque, como muitos sabem, a marca é conhecida por ter como público-alvo pessoas com alto poder aquisitivo. Com a oferta de venda de modelos usados, esse cenário tem mudado aos poucos no país. 

BMW Motorrad 

Pertencente ao Grupo BMW, a BMW Motorrad trabalha há 80 anos exclusivamente na produção de motos. Sendo referência no mercado, essa empresa usa sua tecnologia alemã para produzir motos nos segmentos esportivos e trail, como são os casos da F800 GS e da S1000 RR. Ou seja, motos bem fortes e seguras.


Os modelos são divididos em 5 categorias: Roadster, Sport, Tour, Enduro e Urban Mobility. E, uma curiosidade: a BMW foi a primeira marca a apresentar uma produção em série de motos equipadas com sistema ABS, um dos mais efetivos recursos de segurança. É uma marca de moto focada em alta tecnologia!

Dica da Zapay: Moto 50cc precisa de habilitação? Entenda como funciona. 

Quais são as melhores marcas de motos (Nível Mundial)?

Algumas das marcas que citamos podem ser consideradas as melhores marcas de motos a nível mundial. Tudo depende do tipo de moto que você procura e quanto está disposto a pagar.

Dica da Zapay: Transferência de moto: entenda o que é necessário

Surgimento da moto

Mas, afinal, de onde surgiu a moto? A história ainda é um pouco incerta, mas a Zapay traz a versão mais conhecida para você, amigo condutor. Em 1885, na Alemanha, os engenheiros Gottlieb Daimler e Wilhelm Maybach, criaram a primeira motocicleta com motor que você conhece e é vendida atualmente, com combustão interna.

Mas ela era bem diferente em muitos aspectos. Possuía corpo de madeira e ainda vinha com rodinhas extras para auxiliar no equilíbrio, semelhante àquelas de bicicletas de criança. E estes dois criadores fundaram nada menos que a montadora Mercedes-Benz.

Antes disso, em torno de 1867, o americano Sylvester Roper, produziu um modelo movido a vapor. Nesse mesmo ano, do outro lado do mundo, o francês Louis Perreaux também projetava uma motocicleta seguindo os mesmos moldes a vapor.

Foi em 1894 que surgiu a primeira fábrica de motocicletas na Alemanha e chamava-se Hildebrand & Wolfmüller. E foi um sucesso desde sua inauguração, com mais de 200 modelos vendidos, uma enormidade para a época. A empresa também foi a responsável pela criação do sistema de arrefecimento. 

No caso de Roper, se aventurou tanto no projeto que, infelizmente, deu a vida por ele. Em junho de 1896 ele realizou uma volta pública com as motocicletas, desafiando pilotos de bicicletas em uma pista de madeira. 

Na primeira volta ele superou todos em uma média de 48 km/h. Empolgado com o resultado, tentou superar seu recorde em uma volta mais rápida, porém a motocicleta começou a oscilar e quando caiu, jogou o piloto de 73 anos morto fora da pista, mas a causa foi um infarto fulminante durante o percurso.

Por fim, no início do século 20, começaram a surgir as empresas consagradas que já conhecemos, como Honda, Harley & Davidson, Vespa e Yamaha, e a partir destas surgirem modelos diferentes como motos elétricas, off-road, as street, scooters e outros

Motos elétricas

Mesmo que se pareçam do lado de fora, as motos elétricas têm diferenças significativas de funcionamento em relação às motos a combustão. Para funcionar elas se utilizam do motor elétrico em sua traseira, fazendo que sejam necessárias apenas algumas horas na tomada para que ganhem a autonomia de andar por diversos quilômetros.

Isso traz dois pontos positivos. O primeiro é uma maior economia para o bolso do proprietário, uma vez que não será preciso arcar com os custos dos combustíveis fósseis. O segundo é que as motos elétricas são mais sustentáveis para o planeta, visto que elas não emitem gases poluidores e de efeito estufa na atmosfera.

Podemos ressaltar também a manutenção mínima que é imposta aos usuários. Como o motor elétrico não tem uma série de peças que estão presentes no motor a combustão, as idas ao mecânico tendem a diminuir consideravelmente.

Em termos de barulho, as motos elétricas são mais silenciosas do que as tradicionais, visto que não apresentam escapamentos, assim contribuindo para a redução de poluição sonora. 

Por isso, antes de comprar, é preciso se atentar a modelos que são importados e vendidos de forma ilegal no Brasil. 

Caso seja ilegal, além de gerar prejuízos financeiros ao motorista, a compra do produto pode implicar em ações punitivas pelos órgãos responsáveis.

Curtiu o conteúdo e quer ficar sempre atualizado? Acompanhe nosso blog e as redes sociais:

Avatar image of Ana
Written by

Ana

Em 2022, entrou para o time da Zapay, como Analista de SEO atuando com o planejamento de conteúdo para o blog com o objetivo de auxiliar e atuar no crescimento, ajudando a responder às principais dúvidas dos usuários sobre o universo automotivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *