polimento automotivo
Categories:

Polimento automotivo: como funciona, benefícios e valores

Você sabe como funciona o polimento automotivo? Não?! Fique tranquilo, pois a Zapay montou este conteúdo para tirar todas as suas dúvidas sobre este processo.

Saiba o que é polimento automotivo, quando fazer polimento automotivo, qual o valor de polimento automotivo, entre outras informações importantes. 

O site da Zapay é sempre uma mão na roda!

Conheça nossos serviços e saiba que é possível fazer o parcelamento de multas e tributos em até 12 vezes no cartão de crédito.

O que é o polimento automotivo? 

Que carros e motos são uma paixão nacional, isso você já sabe. E nada melhor do que ter o seu veículo sempre limpo e organizado. Melhor ainda se ele tiver aquele brilho especial que só o processo de polimento automotivo pode proporcionar. Mas, indo além da estética, o que seria este polimento voltado a veículos? Vem que a Zapay lhe explica!

O polimento automotivo é um processo de remoção de imperfeições que o veículo venha a apresentar. Estas falhas (imperfeições) são entendidas por arranhões, manchas e riscos da pintura da moto, do carro, do caminhão ou ainda de veículo automotor de qualquer outra categoria. 

O objetivo do polimento é deixar o veículo com um brilho perfeito – tanto é que é bastante fácil reconhecer um veículo recém-polido quando estamos no trânsito. 

Para alcançar um ótimo resultado no polimento, o trabalho deve ser prestado por um profissional especializado e treinado. Afinal, ninguém quer um estrago ou uma falha bem na aparência do carro, não é mesmo?!

O serviço de polimento é feito em etapas, utilizando produtos que são abrasivos. Por isso é fundamental que o profissional esteja familiarizado com o trabalho e faça uso correto e prudente dos produtos, para sua própria segurança e também do veículo.

Há uma série de vantagens e benefícios quando o veículo é polido. Tais como: elimina riscos, remove manchas, dá acabamento na pintura, repara pequenos danos, corrige irregularidades na lataria e realça o brilho do automóvel.

Dica da Zapay: fique por dentro sobre o que é a pintura RGB

Polimento de carro

Quais são os tipos de polimento? 

O amigo(a) motorista deve estar sempre atento ao momento ideal para que o veículo seja polido. É comum que o polimento automotivo seja feito quando o veículo precisa de retoque, como as consequências de pintura descascada, devido a batidas ou vazamentos na própria lataria. 

Outros momentos comuns para a contratação do serviço de polimento é quando o automóvel perde o brilho especial ou ainda quando estão evidentes muitas imperfeições na carroceria do carro ou da moto.

Portanto, vale muito a pena a avaliação de um especialista em estética de automóveis – é este profissional quem conseguirá igualar o brilho do veículo. É por isso que carro polido fica com cara de novo!

Mas engana-se quem pensa que há apenas um tipo de polimento. E o motivo é simples: cada veículo tem uma necessidade diferente e, na avaliação, o profissional poderá dizer qual é a melhor técnica para proteger a pintura do veículo e devolver o brilho. 

Confira quais são as principais opções no mercado:

Enceramento manual:

Trata-se do método mais barato e tradicional, o qual é possível fazer na garagem do proprietário do veículo. Se você é daqueles motoristas que adoram dar aquela geral no carro ou na moto aos finais de semana, deixando o veículo sempre limpo e organizado, esta técnica é indicada para você.

Mas é preciso ter cuidado ao realizar o enceramento manual, afinal, há sempre o risco de arranhões e manchas na lataria do veículo – que é justamente o que o motorista não quer. 

As ceras simples são mais baratas e costumam sair após duas duchas e é importante que o veículo não seja feito em superfícies lisas. Por sua vez, as ceras profissionais são mais caras, porém mais resistentes – cerca de 10 duchas no veículo. 

Polimento simples:

Se seu veículo tem problemas com manchas, queimaduras de sol e riscos leves na pintura, saiba que o polimento simples pode ser a melhor opção. Esta técnica é também aplicável em peças que já foram pintadas mais de uma vez ou ainda que perderam o brilho. 

Mas não é sempre que o polimento simples é a melhor opção – aliás, é indicado que ele seja feito apenas três (3) vezes (no máximo) durante toda vida útil do carro ou da moto. Portanto, fique muito atento a este ponto.

Ao optar pelo polimento simples, utiliza-se um disco leve de espuma, chamado politriz, para passar a cera. Mas, se seu veículo apresenta manchas maiores ou ainda aquelas sujeiras mais resistentes e de difícil remoção, é feito um lixamento fino no veículo, com o objetivo de deixar a pintura lisa e, assim, corrigir falhas e imperfeições. 

Já deu para perceber que utilizar este método de polimento demanda alguns cuidados, certo? Afinal, ninguém quer estragar a pintura do veículo ou mesmo deixá-lo todo marcado por conta de força excessiva ao esfregá-lo. Se o seu carro ou moto é de cor escura, estas falhas ficam ainda mais perceptíveis. Portanto, contrate sempre um profissional para realizar o polimento simples. 

Polimento técnico:

Este método de polimento é ainda mais aprimorado e dividido em três partes – o corte, a retirada de discos e manchas (que é a parte de refino, quando se retiram todos os riscos feitos no corte), e o nivelamento da pintura (aplicação de brilho para a pintura, que é o lustro). Esta técnica deve ser feita por um profissional. 

Cristalização:

também conhecido como espelhamento automotivo, esta técnica protege o veículo e a respectiva pintura contra pequenas agressões. Trata-se de um processo bastante minucioso, onde o veículo é lavado, recebe um lixamento fino e polimento, a partir do uso de proteções nas borrachas e pelas cromadas do automóvel.  É também aplicada resina ou cera e, finalmente, colocada a cera final, cujo objetivo é impermeabilizar a lataria. 

A cristalização é realizada por profissionais, que fazem uso de ceras e resinas especiais, que, por sua vez, não danificam o verniz do veículo e duram mais. Quando esta técnica é aplicada em veículos novos (zero quilômetro), reforça-se a prevenção em cima da lataria. 

É possível fazer a cristalização anualmente, se seu veículo for de cor clara, e a cada seis meses, se a cor da pintura for escura. 

polimento automotivo
polimento automotivo

Para que serve o polimento automotivo? 

Mas, afinal, para que serve o polimento? É importante o amigo condutor entender que este processo vai muito além da estética: ele ajuda na prevenção de riscos e manchas no veículo, corrige pequenos defeitos e valoriza o seu automóvel na hora da venda. 

Caso seu veículo tenha passado por alguma danificação muito intensa, o que inevitavelmente afeta a pintura, com a remoção de tinta e verniz, apenas os serviços de pintura e funilaria podem resolver o seu problema.

Já, se a questão são as manchas causadas pelo dia a dia e os pequenos desgastes (ou seja, danos mais superficiais), a melhor alternativa é contratar um bom serviço de polimento – que deve ser feito por um profissional da área.  

Assim, cabe ao polimento a função de reparar determinados danos que ocorrem na pintura do veículo, devido à rotina. Assim, o polimento pode solucionar situações como: desgaste na pintura por exposição ao sol ou à chuva, perda do brilho original, manchas causadas por pássaros ou árvores e pequenos riscos.

Que tipo de risco o polimento tira? 

Vale reforçar, mais uma vez, que o polimento tira riscos mais superficiais do veículo, como arranhões, desgastes no brilho devido ao sol e à chuva, manchas, além da perda do brilho original do carro.

Afinal, ao se utilizar o polimento no automóvel, esta técnica uniformiza a camada de verniz do carro, de modo a proteger a lataria. 

Quanto tempo dura o polimento? 

Para saber quanto tempo durará o polimento do veículo, é necessário considerar duas variantes: a técnica utilizada e os desgastes que o automóvel vier a sofrer ao longo do ano.

Lembre-se: o enceramento manual pode durar de duas a dez duchas, a depender se foi feita com cera simples ou profissional. As demais técnicas duram entre seis meses e um ano.

Vale reforçar que o polimento simples é indicado para ser feito no veículo em, no máximo, três vezes durante a vida útil do carro. Fique ligado!

O que fazer depois do polimento? 

Após o veículo ser polido, o profissional contratado para o serviço aplicará a cera, que é a última etapa do processo de polimento. 

Mas qual seria a função da cera? Ela é a responsável por proteger a pintura do seu automóvel contra raios de sol, chuva, poeira, poluição, além de outros fatores e ações externas. A cera forma uma película protetora entre a pintura do carro e as ações eternas aqui citadas.

 O processo de encerar é muito semelhante ao de polir: cabe ao profissional aplicar a cera por partes e, para tal, ele conta com o auxílio de uma espuma, que costuma vir juntamente com a cera. Depois de um ou dois minutos (a depender das instruções do produto), a cera é removida com pano de microfibra.

Assim, o trabalho é feito em partes: a cera é aplicada em uma parte ou peça e logo em seguida é removida – processo que perdura até que todo o veículo esteja encerado.

Pode lavar o carro depois de um polimento? 

Para manter o seu veículo sempre com aquele belo brilho de quem está devidamente polido – e para manter a superfície do automóvel sem arranhões – é recomendável lavá-lo periodicamente.

Mas atenção: utilize sempre produtos específicos para carros e aplique a cera com regularidade, caso a lavagem seja feita pelo próprio dono do veículo. Em caso de lava-rápido, que é um serviço com profissionais especialistas, tais cuidados serão tomados.

Lavar o veículo é também uma forma de o proteger. Lembre-se sempre. 

Qual o valor de um polimento automotivo?

O preço do polimento pode variar a depender da localidade, do prestador de serviços, da técnica escolhida e do tamanho do veículo. 

Em média, o polimento automotivo pode custar entre R$200 e R$500, dependendo da combinação dos fatores ainda mencionados.  

Dica da Zapay: Quer trocar de veículo ou realizar aquele sonho de ter o automóvel próprio? Então, confira nossas dicas para comprar carro usado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *