Concessionária Fiat foto divulgação
Categories:

Quanto custa manter um carro no Brasil?

Veja qual a despesa mensal média dos motoristas com combustível, manutenção, impostos e seguro

Ter um carro na garagem exige planejamento financeiro que vai além do valor necessário para a aquisição do bem, seja por meio de financiamento, quitação à vista ou outra modalidade de compra. O motorista deve levar em consideração os gastos regulares que terá com o automóvel em si, como manutenção, combustível, impostos e seguro, entre outros. Afinal, quanto custa manter um carro no Brasil?

Para responder a esta pergunta, a Agência AutoInforme realiza desde 2005 o levantamento Inflação do Carro. O estudo leva em conta o uso padrão de um carro compacto seminovo, onde o motorista rode 12 mil quilômetros anuais – em atividades como ir e voltar do trabalho, fazer compras, buscar filhos na escola e pegar a estrada em viagens curtas aos finais de semana. Outra consideração no cálculo de quanto custa manter um carro é que a manutenção é feita regularmente conforme a determinação do manual do veículo e a apólice de seguro inclui proteção contra roubo e furto.

Em junho de 2022, o valor total gasto pelos brasileiros para manter o carro chegou a R$ 2.070,75 – o equivalente a quase 2 salários mínimos. As despesas dos motoristas são divididas neste estudo em cinco grupos: combustíveis, peças de reposição, serviços, seguro e impostos. Além do valor de compra do veículo, não são considerados no levantamento os custos de desvalorização e juros de financiamento. 

Concessionária Peugeot foto divulgação quanto custa manter um carro?

Principais gastos dos motoristas

O levantamento mostra que o principal gasto dos motoristas brasileiros é com combustível, que corresponde a 38% do total – ou R$ 786,88. Sendo assim, uma das táticas para não sufocar o orçamento pode ser adotar medidas para economizar combustível ao dirigir.

Em segundo lugar no estudo de quanto custa manter o carro ficou a categoria de seguros, com 18,1% do total calculado em junho – o correspondente a R$ 374,80 no mês. Segundo a AutoInforme, os preços de seguro dispararam este ano devido ao aumento dos índices de roubo e furto de veículos. Dessa forma, as seguradoras sobem o valor do prêmio para acompanhar o crescimento do risco de sinistro. Se você acompanha o Blog da Zapay, já deve ter conferido nossas dicas de como economizar com o seguro do carro.

O terceiro maior gasto dos motoristas está na categoria de serviços, com 16,6% do total (R$ 343,75). Neste conjunto, são agrupados os gastos de serviços de oficina em si (como alinhamento, balanceamento e mão de obra do mecânico) e gerais (como lava-rápido e estacionamento). 

Na sequência, o quarto maior gasto soma R$ 306,47 (14,8% do total) e está relacionado às peças de reposição necessárias para a manutenção do carro, seja ela preventiva ou corretiva. Entram nessa conta itens como óleo lubrificante, filtros, limpadores de para-brisa, pneus e amortecedores. 

Por fim, as despesas com impostos – como o IPVA – representam 12,5% do custo total (R$ 258,85). Para aliviar o bolso neste aspecto, a Zapay pode te auxiliar com a consulta de débitos de veículos e o pagamento parcelado em até 12x de multas, licenciamento e IPVA. É rápido, fácil e seguro.

Confira os índices e preços da Inflação do Carro:

Categoria Custo Participação
Combustível R$ 786,88 38%
Seguro R$ 374,80 18,1%
Serviços R$ 343,75 16,6%
Peças de reposição R$ 306,47 14,8%
Impostos R$ 258,85 12,5%
Total R$ 2.070,75 100%
Fonte: AutoInforme (junho 2022)

Imagens: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.