placa-a-37
Categories:

Placa A-37: Altura limitada

A placa de trânsito A-37 indica que há um limite de altura de acesso na estrada. Essas placas de trânsito são normalmente vistas em estradas e vias com túneis e viadutos, pois servem para alertar os motoristas sobre qualquer veículo alto que possam não conseguir passar por baixo desses acessos. Geralmente, esses sinais de trânsito têm a indicação do limite de altura em metros, o que ajuda o motorista a saber se o seu veículo pode ou não passar por baixo.

É importante que os motoristas obedeçam às indicações das placas de advertência A-37, pois o não cumprimento dessas regras pode gerar multas ao motorista infrator. Além disso, o descumprimento dessas regras pode, ainda, causar transtornos a outros motoristas, como atrasos e congestionamentos.

Portanto, é importante que os motoristas estejam atentos às indicações das placas de trânsito e comprem as regras de trânsito. Caso contrário, o motorista infrator será multado e poderá sofrer outras consequências, como a suspensão da carteira de motorista. Portanto, é importante que todos sigam as regras de trânsito para garantir a segurança de todos no trânsito.

Artigos Relacionados:

placa-a-35

Placa A-35

A placa de trânsito A-35 é usada ​​para indicar locais onde os animais podem atravessar as estradas

placa-a-36

Placa A-36

A placa de trânsito A-36 é usada para notificar os motoristas sobre a presença de animais selvagens nas vias

Venha conhecer nosso aplicativo!

Com o app da Zapay você vai:

Consultar seu IPVA, licenciamento e Multas;

Parcelar tudo em até 12x com as menores taxas do mercado;

Ser avisado quando precisar renovar seus documentos.

APP Zapay

Curtiu o conteúdo e quer ficar sempre atualizado? Acompanhe nosso blog e as redes sociais:

Avatar image of Alessandra Comitre
Written by

Alessandra Comitre

Jornalista formada há mais de 15 anos, com 12 anos de experiência em produção e criação de conteúdo, edição de texto, e gestão de pessoas. Atualmente atuo como redatora e produtora de conteúdo SEO freelancer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *