a baixa calibragem dos pneus
Categories:

Baixa calibragem de pneus: riscos e vantagens

Estar com os pneus sempre em dia é um cuidado fundamental que todo condutor deve ter com seu veículo. Mas o que seria a baixa calibragem dos pneus? A Zapay montou este artigo para responder aos seus questionamentos sobre o tema, além de destacar dicas para garantir o bom uso dos pneus do seu automóvel.

Não se esqueça, amigo motorista: a calibragem dos pneus, de veículos de quaisquer categorias, é um cuidado essencial para a segurança de todos.

– O que significa a baixa calibragem dos pneus? 

– Por que a baixa calibragem é utilizada? 

– Qual a importância da calibragem correta? 

– Dicas para calibragem de pneus

Dica da Zapay: fique por dentro sobre como funciona um sistema de arrefecimento

O que significa a baixa calibragem dos pneus?

Todo proprietário de veículo automotor e/ou condutor deve estar atento às revisões e manutenções periódicas, afinal, tais cuidados garantem um funcionamento integral do automóvel ou da motocicleta, bem como possibilita que eventuais problemas sejam resolvidos.

A calibragem dos pneus é um destes pontos que merecem muita atenção. A calibragem diz respeito a ajustar cada um dos quatro pneus e o estepe para que possam rodar em condições ideais, sem causar danos à borracha e à estrutura interna dos pneus ativos (em uso). 

Desse modo, no momento da calibragem, é possível aumentar ou reduzir a pressão interna dos pneus. Vale lembrar que conforme o veículo roda, cada pneu tende a perder, pouco a pouco, a pressão interna – por isso a necessidade de observar sempre como estão os pneus de um veículo.

Contudo, não é raro que alguns motoristas negligenciem a calibragem do veículo, tanto dos pneus em uso, quanto daquele que serve de estepe. Não é difícil imaginar que este cenário pode trazer diversos problemas, entre eles, colocar a vida de todos no trânsito em perigo.

Por conta disso, tal negligência é considerada um erro gravíssimo, que pode pesar no bolso do motorista, mas, principalmente, no perigo que oferece à vida de motoristas, passageiros, pedestres e demais presentes no trânsito. Por conta disso, conheça alguns cuidados com o carro que todo motorista deve ter.

Dica da Zapay: conheça a correia dentada e saiba sobre sua importância para o funcionamento do motor do veículo.

Por que a baixa calibragem é utilizada? 

Alguns motoristas optam por uma calibragem abaixo da recomendada, pois alegam que traz mais conforto, porém este gesto aumenta consideravelmente o desgaste dos pneus, o que fará com que estes itens tenham uma vida útil mais curta. A baixa calibragem do pneu aumenta a possibilidade de deformar a roda do veículo, cada vez que ele passa por um buraco, por exemplo. 

Além disso, o pneu com baixa calibragem faz com que o veículo consuma mais combustível, afinal, ele terá que vencer um atrito ainda maior com o solo (asfalto, geralmente). Outro ponto importante é que o pneu em baixa calibragem prejudica muito a estabilidade do veículo.

Qual a importância da calibragem correta? 

Há alguns pontos cruciais que o condutor deve ter em mente quando ele negligencia a calibragem dos pneus do automóvel. Confira cada um deles:

a) Maior consumo de combustível: este é um problema que pesa no bolso do motorista, pois é necessário abastecer mais e/ou com mais frequência, pois o consumo de combustível pode aumentar em até 20% quando a calibragem dos pneus está incorreta. 

Considerando a atual crise socioeconômica que vivemos, este é um ponto muito ruim, pois pode pesar no planejamento financeiro do amigo condutor. O melhor a ser feito é se atentar ao estado dos pneus e calibrá-los – vale lembrar que é possível fazer a calibragem dos pneus gratuitamente nos postos de gasolina. 

Portanto, manter os pneus com a pressão correta ajuda a melhorar a eficiência do combustível. Tenha em mente, amigo condutor: pneus com calibragem baixa aumentam a resistência ao rolamento, de modo a exigir mais energia para mover o veículo, o que, consequentemente, resulta em maior consumo de combustível. Manter os pneus adequadamente calibrados pode ajudar a economizar dinheiro a longo prazo, reduzindo os gastos com combustível.

b) Segurança: a calibragem correta dos pneus afeta diretamente a segurança do veículo. Desse modo, quando estes itens estão com pressão inadequada, podem comprometer a aderência ao solo, aumentar a distância de frenagem, diminuir o controle do veículo e aumentar o risco de aquaplanagem em condições de chuva. Os pneus com baixa calibragem ainda têm maior probabilidade de sofrer falhas, como estouros repentinos, o que pode levar a acidentes graves.

Outras situações ruins que pneus descalibrados correm o risco são a falha ou a explosão do próprio pneu. Quando a pressão do pneu está baixa, ele fica murcho, o que aumenta seu contato com o solo e, consequentemente, a fricção. Assim, devido ao calor desta situação, pode ocorrer a separação ou até mesmo a explosão, conforme mencionamos.

c) Redução da dirigibilidade do automóvel: sobre este problema, é fundamental que o motorista tenha em mente que os pneus são o ponto de contato entre o automóvel e o solo, de modo que, quando há más condições, o condutor sente o impacto negativo. Mas como assim? Quando os pneus estão com baixa calibragem, as suas laterais começam a ter uma flexão maior do que foi projetada para ter. A consequência é prejuízo nos momentos de curva ou frenagem, o que traz sérios riscos de acidente.

d) Durabilidade dos pneus: a calibragem adequada dos pneus contribui para a sua durabilidade – ou seja, prolonga a sua vida-útil. Pneus que estão com baixa calibragem tendem a se desgastar mais rapidamente nos ombros, enquanto pneus com calibragem alta sofrem desgaste excessivo na região central da banda de rodagem. Ou seja, é necessário atingir a calibragem adequada, aquela recomendada segundo o manual do fabricante. Com a calibragem correta, o desgaste é mais uniforme, de modo a prolongar a vida útil dos pneus e evitar a necessidade de substituí-los prematuramente.

e) Desempenho: pneus com a pressão correta proporcionam um melhor desempenho do automóvel. Quando os pneus estão com calibragem baixa acabam aumentando a resistência ao rolamento, o que resulta em maior consumo de combustível, conforme já destacamos. Além disso, eles também podem afetar negativamente a dirigibilidade, a estabilidade nas curvas e a resposta da direção. Por outro lado, pneus quando estão com calibragem alta podem levar a uma condução desconfortável, menor aderência ao solo e desgaste irregular dos pneus.

Dicas para calibragem de pneus

Já deu para perceber que a calibragem correta dos pneus é essencial para que o veículo automotor possa ser conduzido com segurança e realizando todas as manobras com conforto e conforme o esperado.

A seguir, confira algumas dicas para a calibragem correta dos pneus do seu automóvel:

  1. É fundamental consultar o manual do proprietário, pois nele estão as informações específicas sobre a pressão recomendada para os pneus, dentre outros dados técnicos sobre o veículo. Essas informações podem variar dependendo do modelo do carro e do tamanho dos pneus.
  2. Use um medidor de pressão confiável. Evite confiar apenas nos medidores de pressão encontrados em postos de gasolina, pois eles podem não ser precisos. 
  3. Verifique a pressão dos pneus regularmente – pelo menos, uma vez por mês ou antes de viagens longas. Os pneus perdem pressão ao longo do tempo e a variação de temperatura também pode afetar esta pressão interna.
  4. Lembre-se: você deve avaliar a pressão quando os pneus estiverem frios, pois a medida correta é obtida quando os pneus não foram aquecidos pela condução. Isso ocorre porque o calor gerado durante a condução pode aumentar a pressão interna dos pneus, dando uma leitura enganosa. 
  5. Ajuste a pressão de acordo com as recomendações e, para tal, faça uso do medidor de pressão para verificar a pressão atual dos pneus e compare com as recomendações do fabricante. Se a pressão estiver baixa, adicione ar até atingir o valor correto. Se estiver alta, libere ar até alcançar a pressão adequada. 
  6. Não se esqueça do estepe, amigo motorista. Afinal, ele é importante em caso de emergências. Certifique-se de que está calibrado corretamente para estar pronto para uso, se necessário. Evite passar por apuros.
  7. É também importante verificar a integridade dos pneus. Aproveite a oportunidade para inspecionar visualmente os pneus em busca de danos, como cortes, bolhas ou desgaste irregular. Caso observe qualquer problema, procure um profissional para avaliação e possível substituição.

A calibragem é fundamental para que o condutor possa garantir segurança, desempenho e durabilidade dos pneus do automóvel ou da motocicleta. Faça a sua parte e revise a calibragem do seu veículo.

Conheça algumas especificidades quanto à calibragem dos pneus de motocicletas.

  1. Há pressões diferentes para motos esportivas e motos de passeio. É importante saber que as motos esportivas tendem a ter pneus mais largos e podem exigir pressões mais altas para um desempenho ideal em altas velocidades. Por outro lado, as motos de passeio geralmente têm pneus mais estreitos e podem exigir pressões mais baixas para um conforto de condução adequado.
  2. É necessário verificar a pressão antes e depois de pilotar, afinal a pressão dos pneus de uma motocicleta pode variar com mais frequência do que a de um carro. E qual seria o motivo? O seu menor volume de ar e o maior desgaste dos pneus em relação à área de contato com o solo. Por isso, é recomendado verificar a pressão antes de pilotar e, em seguida, novamente após a pilotagem, para ter certeza de que está adequada.
  3. Existe a influência do tipo (estilo) de condução na calibragem. Pilotar de forma mais agressiva ou em alta velocidade pode exigir uma pressão maior para garantir a estabilidade e o desempenho adequados. Por outro lado, uma condução mais tranquila e de baixa velocidade pode permitir uma pressão um pouco mais baixa para um conforto melhor.
  4. Calibragem é também influenciada por passageiros ou carga. Se você, amigo motociclista, estiver levando um passageiro ou transportando carga adicional em sua motocicleta, é importante considerar a influência disso na calibragem dos pneus. Geralmente, é recomendado aumentar a pressão dos pneus ao carregar peso extra para manter o equilíbrio adequado e evitar o desgaste excessivo.
  5. Cuidado com o limite máximo de pressão, é importante nunca exceder o limite máximo de pressão estabelecido pelo fabricante do pneu. Calibrar em demasia os pneus pode resultar em uma área de contato reduzida com o solo, o que pode afetar negativamente a aderência e a estabilidade da motocicleta.

Nunca se esqueça, amigo condutor: é fundamental seguir as recomendações específicas do fabricante da motocicleta e dos pneus para a calibragem adequada – mesmo princípio de quando se trata de pneus de carros, caminhões ou ônibus. 

Além disso, é importante estar atento quanto ao desgaste dos pneus e substitui-los quando necessário para garantir a segurança e o desempenho adequados no veículo.

Avatar image of Alessandra Comitre
Written by

Alessandra Comitre

Jornalista formada há mais de 15 anos, com 12 anos de experiência em produção e criação de conteúdo, edição de texto, e gestão de pessoas. Atualmente atuo como redatora e produtora de conteúdo SEO freelancer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *