Categories:

Alinhamento e balanceamento: quando você deve fazer?

Os procedimentos de regulagem de um veículo são importantes para manter a segurança do condutor e dos passageiros. 

Se você dirige com frequência, e já sentiu seu veículo trepidando ou, por mais que o volante estivesse reto, sentiu que o carro “puxava” para um lado específico, pode ter percebido que precisava dar uma passadinha no mecânico, certo?

Nessa ida ao mecânico para resolver o problema de trepidação e falta de direção estável, os procedimentos pelos quais o veículo irá passar, são conhecidos como alinhamento e balanceamento.

Você provavelmente já ouviu falar sobre os dois, não? Mas para entender um pouco melhor sobre ambos, vamos te explicar aqui embaixo qual o momento ideal para realizar esses ajustes, quais as utilidades e se é um processo demorado ou não. 

O que é Alinhamento e balanceamento?

É claro que ambos são práticas importantes para manter a sua segurança no trânsito, e evitar prejuízos maiores no veículo. Mesmo assim, ainda que ambos estejam ligados às rodas e eixo do veículo, algumas diferenças podem confundir.

Vale a pena lembrar que ambos são tão importantes, que são normalmente verificados durante as revisões que você deve fazer periodicamente.  

Alinhamento

O Alinhamento é o ajuste que regula a angulação entre as rodas do carro, de forma que as quatro fiquem sempre paralelas ao veículo e ao solo. 

Existem três maneiras de realizar o alinhamento: utilizando luzes, laser ou um computador para fazer o alinhamento 3D. 

Tanto com as luzes quanto com o lazer, o procedimento funciona de maneira similar: a luz ou o laser é colocado nos pneus, e em frente a uma tela, as rodas entram em movimento para que o mecânico observe se elas estão alinhadas. 

Na terceira forma, o veículo – que fica em cima de uma plataforma de medição –,é examinado e analisado pelo computador.

Balanceamento

O objetivo do balanceamento é regular a distribuição de peso entre as rodas do veículo. Dessa forma, a trepidação na hora de dirigir é evitada.

O processo de balanceamento possui uma máquina específica que verifica se é necessário que o carro passe pelo procedimento e, se sim, onde e quanto deve ser balanceado nos pneus.

Dependendo do resultado, o mecânico pode colocar pesos nas rodas externa ou internamente para equiparar a distribuição.

Qual a diferença entre alinhamento e balanceamento?

Como esses procedimentos têm a intenção de fortalecer o equilíbrio do carro e evitar o desgaste dos pneus, muitas pessoas podem confundir os dois. 

O alinhamento acontece quando os ângulos das rodas são ajustados seguindo as diretrizes do fabricante de cada modelo, para evitar o desgaste excessivo e prematuro dos pneus.

Agora, o balanceamento é realizado para regular o equilíbrio de rodagem do carro, através da distribuição de peso nas quatro rodas. 

O excesso de borracha dos pneus pode fazer com que cada um tenha um formato final levemente diferente dos outros, e isso causa uma assimetria na distribuição do carro. Pode parecer simples, mas em alta velocidade, esses desalinhamentos podem causar acidentes, principalmente quando falamos de veículos grandes, ou que carregam cargas pesadas.

Por isso, se for o caso de longas viagens ou mesmo se você é um motorista profissional de transporte, é importante que alinhamento e balanceamento sejam também previstos durante a manutenção preventiva do veículo. 

Quando fazer?

Agora que já deu pra entender melhor a diferença entres os dois procedimentos, o que dizer sobre a periodicidade? Eles devem sempre ser realizados juntos?

Alinhamento

O alinhamento, conforme falamos ali em cima, deve ser realizado quando você começa a sentir que seu carro está puxando a direção para um lado, e sente que deixá-lo seguindo em linha reta está mais “pesado” do que o normal. 

Além desse fator que indica que seu veículo precisa de um alinhamento, outras ocasiões ideias para realizar o ajuste são logo após de um impacto forte contra meio-fio ou depois de passar por algum buraco grande na estrada. 

Por último, sempre depois de 10 mil km rodados. Essa quantia varia com os hábitos de cada motorista, podendo ser mais ou menos do que o indicado.

Balanceamento

O balanceamento, assim como o alinhamento, também é indicado após você ter percorrido 10 mil km com seu veículo. 

Além da quantia percorrida, outro fator que indica a necessidade de ajuste é o tremor do carro: se ao ultrapassar os 50 km/h de velocidade seu carro começar a trepidar, pode anotar: está na hora de ir ao mecânico. 

Outras duas ocasiões que antecedem a ida ao mecânico para realizar o balanceamento são as trocas recentes de pneus após algum furo ou o rodízio dos pneus.

Para que serve alinhamento e balanceamento?

Fazer o alinhamento e o balanceamento de seu carro garante que você vai poder rodar com mais tranquilidade, além de evitar o desgaste rápido de seus pneus. 

Esse tipo de manutenção permite que você economize com combustível e reparos a médio e longo prazo com idas ao mecânicos por problemas mais complexos. 

Esses reparos também permitem que outras partes do carro sejam poupadas de desgaste também, e, você garante conforto na hora de rodar, já que vai precisar de menos força para manter o veículo estável na estrada.

Um outro ponto importante que não deve nunca ser deixado de lado, é a questão dos acidentes, que trazem risco à você e às demais pessoas que compartilham as ruas e estradas. Manter o veículo em ordem, é também prezar pela segurança no trânsito.

Quanto custa e quanto tempo leva o alinhamento e o balanceamento?

Os processos de alinhamento e balanceamento são relativamente simples e ambos podem ser feitos no mesmo dia, dentro de duas a três horas. 

Além de serem relativamente acessíveis, quando se tem em mente que previnem outros desgastes e gastos com idas mais longas ao mecânico. 

A média de preço gira em torno de R$80 a R$250 dependendo do procedimento, modelo de cada carro e oficina. 

E então? Ficou mais fácil de entender a diferença entre alinhamento e balanceamento? E também o quanto esses procedimentos são  cruciais para sua segurança?

Esperamos que esse artigo tenha deixado mais simples como pode ser fácil evitar desgastes mecânicos e melhorar a vida útil dos pneus. 

Continue com a gente aqui na Zapay para ter acesso a mais conteúdos exclusivos, que contam como evitar gastos e problemas com a segurança de seu veículo, além de multas de trânsito, mudanças na legislação e muito mais. Tudo isso tem aqui no Blog da Zapay.

A Zapay possui a maior cobertura de consultas de multas e débitos veiculares do país, com acesso a 25 Detrans de todas as regiões brasileiras.

Acesse nosso site, crie sua conta e verifique a sua situação. Você pode quitar IPVA, multas de trânsito e licenciamento, com um parcelamento de até 12x.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *