imagem com as cores do semáforo: vermelho, amarelo e verde, de cima para baixo.
Categories:

Cores do semáforo: entenda a ordem, os significados e veja curiosidades

O respeito às cores do semáforo é essencial para que o trânsito possa fluir com organização e segurança.

Neste artigo, fique por dentro de tudo sobre as cores do semáforo: a importância de sua ordem, os significados, além de curiosidades sobre este tema. Vem com a Zapay!

Qual é a ordem das cores do semáforo?

A ordem das cores do semáforo sempre será de cima para baixo: vermelho, amarelo e verde. O vermelho indica que devem parar, o amarelo representa atenção (pois o vermelho vem logo aí) e o verde sinaliza que pode seguir.

  • Vermelho: pare!
  • Amarelo: atenção, o vermelho vem aí!
  • Verde: prossiga.

E no caso de cores do semáforo para pedestres?

É simples, pois a lógica é a mesma. Quando o boneco do semáforo estiver vermelho, o cidadão a pé deve esperar na faixa de pedestres – isso quer dizer que o sinal está verde para os veículos automotores.

Já, quando o boneco estiver verde, é a dica para que o pedestre possa atravessar na faixa, uma vez que o sinal estará vermelho para carros, motos, ônibus, caminhões, dentre outros veículos.

E quando o semáforo está na cor amarelo piscante?

Em caso de semáforo amarelo piscante, o condutor deve trafegar com cuidado redobrado: velocidade reduzida e atenção a todos os lados da via para evitar acidentes!

Trata-se de uma situação de exceção e que sinaliza atenção e emergência, devido a algum defeito do semáforo ou mesmo queda de energia.

É importante entender sobre as cores do semáforo para evitar acidentes, percebeu?

Outros nomes para se referir ao semáforo

Se um dia você ler ou escutar os termos sinaleira, sinal ou farol, não estranhe: são todos sinônimos para semáforo! A variação depende da região brasileira que você está. 😉

Saiba ainda mais sobre o significado dos sinais de trânsito.

Qual a penalidade se passar no semáforo vermelho?

Nesta situação o condutor estará cometendo uma infração gravíssima, cuja penalidade é pagamento de multa no valor de R$293,47 e desconto de sete (7) pontos na pontuação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segundo o Artigo 208, do Código de Trânsito Brasileiro.

Esta infração pode ser flagrada tanto pelo agente de trânsito quanto pela fiscalização eletrônica do semáforo.

Quer saber mais sobre multa por passar no sinal vermelho? Acesse este conteúdo especial.

Curiosidades sobre as cores do semáforo:

  • Antes de existirem os semáforos para veículos automotores, já haviam os sinais para trens. As cores do semáforo utilizadas eram: vermelho (significa pare), branco (pode prosseguir) e verde (indicando que o maquinista tinha que ter cautela no trecho).
  • Devido às confusões com as cores branco e verde, logo foi adotado o padrão para que o verde comunicasse “pode avançar” aos maquinistas – afinal, é bem mais fácil de enxergar o verde do que o branco. Foi dessa maneira que o amarelo passou a ser adotado como “cuidado”.
  • Hoje, o padrão vermelho, amarelo e verde é considerado universal nas cores do semáforo, exceto no Japão. Na Terra do Sol Nascente, no lugar do verde é utilizada a cor azul para indicar “avance”.
  • Vermelho é a cor principal do semáforo e é a que apresenta o maior comprimento de onda – ou seja, ela se difunde menor ao atravessar as moléculas de ar, de modo que pode ser vista a grandes distâncias.
  • Muitas culturas associam a cor vermelha ao perigo, por isso é utilizada como alerta máximo nas cores do semáforo.
  • Se você trafegar perto de uma escola ou universidade, não estranhe se avistar muito a comunicação com amarelo. São espaços onde se exige muito cuidado, deviam ao grande número de pedestres.
  • Seja de dia, seja de noite, o amarelo é uma cor facilmente vista, independentemente do horário.
  • Mas como era o primeiro semáforo? Se tratava de uma espécie de lanterna, que funcionava com gás. Acendia apenas duas cores de semáforo: verde e vermelha.
  • A chegada desta modernidade também teve como objetivo ajudar na organização do trânsito, de modo a garantir a segurança e a ordem nos cruzamentos e nas ruas paulistanas.
  • É padrão internacional: a luz vermelha estará sempre ou acima ou à esquerda do semáforo. Esta posição facilita muito a leitura para os cidadãos que possuem daltonismo (problema hereditário caracterizado como uma anomalia na visão de cores).
  • A variedade de semáforos é enorme e há modelos designados especialmente para pedestres e ciclistas. Sempre com o objetivo de auxiliar na organização do fluxo do trânsito, e por padrão utilizam o mesmo esquema das cores do semáforo.

Curtiu o conteúdo e quer ficar sempre atualizado? Acompanhe nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *