painel do carro
Categories:

Quais são as cores das luzes do painel?

Você sabe decifrar cada uma das informações que aparecem no painel do seu veículo, amigo condutor? Não?! Fique tranquilo, pois a Zapay lhe ajuda com mais este tema, trazendo informações sobre a importância das cores na hora de visualizar o painel de carro.

Ao ler o painel de carros, saiba identificar problemas, o que cada luz quer dizer e em quais situações é necessário procurar ajuda de um mecânico profissional. Embarque nessa com a Zapay!

– Luz vermelha no painel do carro 

– Luz amarela no painel do carro 

– Luz laranja no painel 

– O que significa a luz azul e verde do painel? 

– Todas as luzes do painel piscando: é normal? 

– Por que a revisão é importante para entender os símbolos do painel do carro? 

– Posso ser multado pelas luzes de advertência no painel? 

– Pane Seca 

– Cinto de segurança 

– Itens obrigatórios 

– Mau estado de conservação 

– Sistema de iluminação

Dica da Zapay: confira as nossas dicas para uma viagem segura, amigo motorista. 

Luz vermelha no painel do carro 

Na comunicação, a luz vermelha indica costumeiramente alerta ou perigo. E o mesmo acontece quando algumas das luzes vermelhas acendem no painel do veículo, que é um sinal de há uma emergência acontecendo no automóvel ou na motocicleta.

A luz vermelha sinaliza que um problema grave está ocorrendo e que a melhor ação é o reparo imediato – o indicado é levar o seu veículo até um mecânico de confiança.

É importante saber que, caso o automóvel continue funcionando com a luz vermelha do painel acesa, o veículo continua suscetível a falhas, o que pode causar acidentes ou ainda levar o carro à pane total.  

É o tipo de risco que o amigo motorista não vai querer correr. Assim que a luz é acesa, é necessário procurar um mecânico de confiança para sua segurança e da sua família.

Quer saber ainda mais sobre luzes vermelhas no painel? Confira neste conteúdo especial.

Luz amarela no painel do carro 

Já a luz amarela indica que é necessário estar alerta, amigo condutor, pois possivelmente há uma falha moderada ocorrendo no veículo.

Quando a luz está amarela não há impedimento para que o carro ou a moto possa continuar rodando, porém é possível que o problema se agrave.

A recomendação é que, quando a luz amarela do painel acender, o motorista deve seguir até um local seguro e verificar a situação do automóvel. A indicação é que, se possível, o mecânico de confiança seja acionado para a devida avaliação do automóvel.

O site da Zapay é sempre uma mão na roda!

Conheça nossos serviços e aprenda como quitar os seus débitos veiculares.

Aqui você pode consultar placa do veículo e ficar por dentro da vida burocrática do seu automóvel ou da sua motocicleta.

Saiba como parcelar multas, IPVA, licenciamento em até 12 vezes no cartão de crédito.

Vem que a Zapay lhe ajuda a deixar sua vida veicular em dia!

Luz laranja no painel 

Por sua vez, a luz laranja no painel também indica atenção, pois há alguma falha moderada acontecendo no veículo. Novamente, é importante que o automóvel passa por uma avaliação de um mecânico profissional e qualificado.

Um exemplo de luz dessa cor é a da injeção eletrônica. A luz que tem um pequeno símbolo de motor acende de forma automática na hora da partida, porém, deve apagar logo em seguida.

Se a luz de injeção eletrônica estiver acesa com frequência anormal, isso pode significar problemas no injetor ou no catalisador, o que aumenta o consumo de combustível e pode causar falhas na próxima ignição. 

O que significa a luz azul e verde do painel? 

Caso o painel do carro apresente luz azul ou verde acesas, a comunicação indica que há o acionamento de algum acessório ou equipamento. Não estranhe, amigo condutor, pois tais luzes permanecerão ligadas quando o componente estiver em funcionamento.

Um exemplo destas luzes acionadas é quando há necessidade de uso de luzes de faróis e de posição, que são fundamentais para dirigir à noite. 

Outra situação em que ela funciona é para indicar que o motor ainda está frio. Ou seja, a água do sistema de refrigeração do carro ainda não atingiu a temperatura ideal de funcionamento. 

Ou seja, nessa situação, as partes internas do motor ainda não se aqueceram, não se dilataram e não atingiram suas medidas ideais de funcionamento e o motor não está operando em sua máxima eficiência. 

Assim como a luz vermelha alerta para o motorista parar imediatamente o carro, a luz azul funciona como uma recomendação para que o motorista não pise fundo no acelerador. Isso faz com que o carro poupe o motor até que ele atinja a temperatura ideal de funcionamento. E, então, a luz irá se apagar. 

Todas as luzes do painel piscando: é normal? 

Se ao olhar o painel do seu automóvel, todas as luzes estiverem piscando, é importante saber que esta comunicação indica que há falhas de sensores elétricos ou situações ainda mais graves ocorrendo com o veículo. Ou seja, não é nada normal todas as luzes do painel estarem piscando.

Nesta situação, o indicado é acionar o mecânico de sua confiança, o quanto antes. Caso o amigo condutor negligencie o veículo nestas condições, o problema pode se agravar, o que complicaria o funcionamento do carro ou a moto, bem como pesaria ainda mais no bolso do proprietário, afinal, a solução seria ainda mais cara.

Vale dizer que há luzes específicas que piscam quando estão acionadas (acesas), como a luz de seta e o pisca-alerta, afinal, este é padrão normal de seu funcionamento. 

Por que a revisão é importante para entender os símbolos do painel do carro? 

Neste artigo, você já aprendeu que quando as luzes do painel acendem, sobretudo a vermelha, a amarela e a laranja, é sinal de que há algo de errado no funcionamento do veículo. Tais cores indicam que há falhas no automóvel ou ainda situações que podem comprometer a segurança de todos a bordo, além das demais pessoas que compõem o trânsito.

Mas se as luzes verde, branca e azul acenderem, saiba que se trata apenas da indicação de que um componente foi acionado, como os faróis.

Assim, para que você possa sempre conseguir visualizar esta comunicação feita pelo veículo é essencial que a revisão do painel (e do automóvel, no geral), esteja em dia.                         Afinal, falhas em circuitos, fusíveis e outros componentes podem ser prejudiciais ao funcionamento do sistema de luzes. A consequência: a comunicação entre o carro e o motorista não funcionará.

A falta de comunicação entre o veículo e o condutor pode gerar uma série de problemas, sendo alguns deles bastante graves. Imagine só se o seu automóvel superaquece e você não é comunicado sobre este comportamento fora do padrão?! Pior ainda: e se seu motor funde por conta dessa falta de comunicação? Prejuízo enorme ao bolso do proprietário do carro.

Por isso, além da revisão necessária, é importante zelar pelos sensores e componentes do automóvel e fazer a higienização do veículo periodicamente. 

Isso tudo deve ser feito por um profissional de confiança. Infelizmente, hoje, muitos motoristas acabam optando pelo famoso “barato que sai caro” e contratando serviços e profissionais duvidosos que podem acabar colocando em risco a segurança do motorista e dos outros ocupantes do veículo. 

painel de carros

Posso ser multado pelas luzes de advertência no painel? 

Sim, amigo condutor, é possível que você seja multado caso as luzes de advertência no painel do seu automóvel sejam ignoradas ou não lhe comuniquem o necessário. A seguir, confira algumas situações as quais todo motorista deve evitar:

Pane Seca 

Vamos relembrar do que se trata esse problema? A pane seca acontece quando o veículo para de funcionar pela falta de combustível no tanque. Nesse momento, o motorista deve chamar um reboque e ir a pé ao posto mais próximo ou empurrar o carro até um local mais seguro. 

Essa ocorrência acontece, principalmente, pela falta de atenção ou planejamento do motorista que não olha o marcador do painel que acusa quando o nível de combustível está baixo. Em alguns casos, porém, o marcador pode estar com problemas e não informar os números de forma eficaz.

Ao ignorar a luz de abastecimento do veículo, o condutor corre o risco de ficar sem combustível. Esta situação configura uma infração média, cuja pena é o pagamento de multa no valor de R$130,16, além do desconto de quatro (4) pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Como é possível cuidar da situação?

Ainda se tratando da pane seca, é importante o condutor saber como proceder nessa situação. Vale reforçar que é proibido por lei transportar combustível em garrafas pet. Isso porque trate-se de uma substância inflamável, que pode até explodir ou causa danos a saúde ao entrar em contato com a pele ou os olhos.

Para isso, foi criada uma lei, cujo texto afirma que não é permitido andar com combustível em recipientes, para a própria segurança do consumidor. 

Seguindo as diretrizes do Inmetro, os recipientes adequados para o transporte de combustível devem ter as seguintes características:

  • Quando colocado no chão, o recipiente deve ter boa base de apoio, de modo que não possa ser derrubado com pouco esforço. A garrafa pet, por exemplo, pode cair com o vento, ou sequer ficar em pé, mesmo quando está cheia, se a base estiver amassada.
  • É necessário que o recipiente tenha uma tampa capaz de vedá-lo, a fim de impedir que o combustível vaze caso ele caia, ou com a própria movimentação durante o transporte.
  • Ele precisa ser translúcido para que o funcionário do posto possa ver o nível em que o abastecimento se encontra, evitando o transbordamento. Também é importante que o galão fique no chão durante o processo. 
  • A boca do recipiente precisa ter um diâmetro maior do que o bico da bomba de gasolina. Se ele for muito pequeno, o ar no seu interior será comprimido e provocará pressão, aumentando as chances de esguichar o produto no frentista.

Cinto de segurança 

O painel do seu veículo ainda comunica se o cinto de segurança não está sendo utilizado ou se a trava não foi feita corretamente. E é fundamental esta comunicação, afinal, a vida de todos fica em risco quando há alguém sem cinto de segurança.

Este tipo de situação que coloca a vida em risco é considerado como infração grave. A punição é o pagamento de multa no valor de R$195,23, além do desconto de cinco (5) pontos na carteira de motorista.

Muitos veículos, hoje, contam com o “Dispositivo Eletrônico de Alerta Para Uso do Cinto de Segurança”. Esse é um sistema implementado para que tantos motoristas como passageiros não esqueçam de afivelar os seus cintos, evitando, com isso, além de multas, já regulamentadas pela legislação brasileira, possíveis acidentes graves.

Todos os componentes são fixados sobre uma placa de circuito impresso. O circuito, conectado através de fios a um sensor magnético, é ligado ao interruptor do freio de mão, à ignição e ao polo negativo do carro. O sistema é acionado quando se liga o carro e, ao ser abaixado o freio de mão, é disparado um alarme sonoro que só se cessará quando coloca-se o cinto de segurança.

Itens obrigatórios 

Com a atualização das normas de segurança, itens mais tecnológicos fazem parte cada vez mais na composição de veículos. Não à toa, o airbag e o ABS são itens obrigatórios a todos os automóveis que foram fabricados a partir de 2014 – são peças fundamentais para diminuir danos nos acidentes e salvar vidas.

Desse modo, os carros que forem flagrados sem estes equipamentos obrigatórios ou com airbag e ABS defeituosos ou inoperantes são autuados, afinal, esta é uma infração grave.

Segundo o artigo 230, do Código de Trânsito Brasileiro, a punição para quem negligencia as luzes no painel para airbag e ABS é o pagamento de multa o valor de R$195,23, além dos cinco (5) pontos descontados na CNH.

Mau estado de conservação 

Outro ponto que gera punição ao motorista, segundo o CTB, é a comunicação das luzes do painel, no que diz respeito ao estado de conservação do automóvel. Este tipo de situação configura infração grave, cuja penalidade é o pagamento de R$195,23 em multas, além de cinco (5) pontos descontados na carteira de habilitação.

Existem certos requisitos para você tomar cuidado e evitar que seu veículo receba uma multa por mau estado de conservação. Confira a seguir alguns deles:

Pneus do veículo

Para verificar se os pneus do seu carro estão ou não desgastados, a profundidade mínima dos sulcos dos pneus é de 1,6 mm, sendo a verificação obrigatória por meio dos indicadores de profundidade. 

Portanto, se seu veículo for encontrado com os pneus lisos ou “carecas”, ele poderá ser multado e até mesmo guinchado, pois é uma infração grave que compromete a segurança da via.

Lataria

O segundo ponto que vamos destacar é a lataria. Ela não pode ter grandes ou traços de corrosão, portas amarradas por arames, folga excessiva na direção, bancos soltos, entre outros. No caso de pintura desgastada, é um detalhe que não gera implicação de multa.

Contudo, ter um veículo com a pintura ou plotagem gasta impacta negativamente a impressão inicial do seu veículo para uma revenda, por exemplo. 

Para-brisas

Nos para-brisas, a área de visão do condutor é aquela situada à esquerda do veículo, sendo permitido no máximo dois danos e trinca não superior a 10 cm de comprimento.

Sistema de iluminação

Os defeitos acerca do sistema de iluminação do veículo, bem como de sinalização, além de potenciais lâmpadas queimadas também podem trazer sanções ao condutor, segundo o artigo 230, do CTB.

Tais situações configuram infrações médias, cuja multa é de R$130,16. São ainda descontados da CNH quatro (4) pontos. 

Assim, é essencial que o motorista se atente às luzes do painel, de modo a evitar que o comportamento irregular dos sistemas citados e das lâmpadas possam trazer problemas maiores do que a multa, como acidentes de trânsito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *