rodas esportivas
Categories:

Rodas Esportivas: Estilo e Desempenho Unidos em um Único Acessório

Curte rodas esportivas, amigo motorista? Então, fique por dentro desse componente que deixa os carros mais estilosos e com melhor desempenho. Confira as nossas dicas sobre roda esportiva.

– O que significa rodas esportivas?

– Rodas esportivas X rodas convencionais 

– Leveza e Desempenho

– Rodas Esportivas e o Mundo das Competições Automobilísticas

– Rodas Esportivas na Modificação de Carros: Personalização e Estilo

Dica da Zapay: conheça marcas de pneu e saiba quais com quais pode contar, amigo condutor.

O que significa rodas esportivas?

As rodas esportivas não costumam passar despercebidas nas ruas e estradas brasileiras. Afinal, elas são muito usadas para personalizar automóveis, de modo a deixá-los com ar mais esportivo e até mesmo mais elegantes. Contudo, elas vão muito além do potencial estético, afinal as que são de liga leve apresentam como vantagem o peso, que é de 15% a 30% mais leve do que as de aço.

Desse modo, há mais potência em veículos com rodas esportivas, que são mais leves, além da melhora na estabilidade do automóvel e em sua dirigibilidade em estradas e rodovias, o que proporciona mais conforto a todos os viajantes (condutor e passageiros).

Mais um ponto quanto ao peso menor: essa característica faz com que o veículo sofra menos nos momentos de frenagem e, consequentemente, não traz prejuízo às peças, tais como cubos, suspensão e rolamentos.

Vale dizer que as peças são produzidas por intermédio de um processo de moldagem, no qual os metais são derretidos. Depois, o líquido é jogado dentro de um molde, de maneira a tomar aparências e características distintas.

Em suma, as rodas esportivas, que também são conhecidas como rodas de liga leve ou rodas esportivas de alumínio, são componentes utilizados em veículos automotores, como carros e motocicletas, para substituir as rodas originais de aço ou ferro fundido. 

Tais rodas são projetadas, principalmente, para melhorar o desempenho, a estética e a dirigibilidade do automóvel em questão. A seguir, confira algumas características relevantes sobre as rodas esportivas:

  • Material: as rodas esportivas são, geralmente, feitas de ligas de alumínio ou outros materiais leves, em comparação com as rodas de aço tradicionais. Isso reduz o peso não suspenso do veículo, o que pode melhorar a eficiência de combustível e o manuseio.
  • Estética: uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas instalam rodas esportivas é a estética. Afinal, tais peças apresentam variedade quanto ao design e aos acabamentos, o que permite que os proprietários personalizem a aparência de seus respectivos veículos.
  • Desempenho: as rodas esportivas são frequentemente projetadas para serem mais leves e rígidas do que as rodas de aço padrão, o que pode resultar em uma melhor resposta da direção, além de manuseio aprimorado e uma sensação de direção mais esportiva. Há ainda redução de peso nas rodas, que pode melhorar a aceleração e a frenagem.
  • Resfriamento dos freios: alguns modelos de rodas esportivas incluem características para melhorar o resfriamento dos freios, o que é importante em veículos de alto desempenho, pois, seus freios podem superaquecer durante a condução intensa.
  • Tamanho: as rodas esportivas estão disponíveis em uma variedade de tamanhos e larguras, o que permite que os proprietários escolham aquelas que atendam às suas necessidades de desempenho e estética. Rodas maiores podem acomodar freios maiores e proporcionar uma aparência mais esportiva, por exemplo.
  • Custo: rodas esportivas costumam ser mais caras do que as rodas de aço tradicionais. Assim, o preço pode variar a depender de fatores como material, tamanho, marca e design.

É válido ressaltar que a escolha de rodas esportivas deve ser feita com muito cuidado, pois devem ser levadas em consideração as especificações e as recomendações do fabricante do veículo. Lembre-se, amigo motorista: a instalação de rodas incompatíveis pode afetar negativamente o desempenho e a segurança do seu automóvel ou de sua motocicleta. 

Além disso, é importante garantir que as rodas esportivas atendam aos requisitos da legislação brasileira de trânsito, de modo a não prejudicar a segurança de todos.  

Dica da Zapay: não vacile, motorista: fique por dentro da importância do rodízio de pneus.

Rodas esportivas X rodas convencionais 

E quais seriam as diferenças entre as rodas esportivas e as rodas convencionais, amigo condutor? Saber o que caracteriza hoje as distinções entre essas rodas é essencial para escolher a melhor opção para o seu veículo.

As rodas tradicionais são feitas de ferro, apresentam praticamente o mesmo design, sendo diferenciadas pelas calotas de cada modelo e fábrica. Já as rodas de liga leve são feitas de alumínio, predominantemente, de modo a reduzir seu peso – há ainda silício e ferro para garantir a resistência da roda.

Vale reforçar que o tanto em lojas especializadas quanto nas montadoras, o consumidor poderá encontrar uma grande variedade de modelos, tamanhos, materiais e cores para a escolha das rodas ideias. 

Caso o condutor tenha escolhido a roda do veículo zero quilometro (novo) diretamente na montadora, não haverá problemas – afinal, você estará bem assistido pela concessionária, que apenas permitirá que o motorista saia com a roda adequada para seu automóvel ou moto.

Contudo, caso o amigo motorista faça a troca da roda de ferro, original de fábrica, por uma de liga leve, é necessário estar ligado nos seguintes pontos:

  • De acordo com a legislação de trânsito brasileira, é proibido fazer uso de rodas e pneus que ultrapassem os limites eternos dos para-lamas do veículo em questão, não é possível também diminuir o diâmetro externo do conjunto pneu/roda. Assim, para saber se a roda do automóvel em questão se enquadra em tais parâmetros, é necessário reunir as medidas originais do carro (ou da moto) e da roda, tais como: largura do pneu, perfil/série, altura da roda, altura do conjunto da roda/pneu. 
  • O tamanho da roda de liga leve escolhida deve, obrigatoriamente, respeitar o modelo do veículo, pois ela pode comprometer diretamente o desempenho, além e interferir na segurança do automóvel. Vale a pena frisar que as rodas de liga leve muito grandes, quando usadas em automóveis pequenos, faz com que eles sejam forçados ao extremo. Ou seja, são prejudiciais ao carro e podem causar acidentes. 
  • É importante ter em mente que as rodas ferro são mais resistentes quanto às eventuais pancadas – já as rodas de liga leve costumam ser mais sensíveis. Assim, elas não costumam amassar, mas sim quebrar, de modo que necessitam de troca nessas situações.
  • Não se esqueça, amigo condutor: caso decida trocar as rodas de ferro pelas de liga leve, adquira cinco rodas, sendo quatro para serem utilizadas no dia a dia e uma para o estepe (seja sempre precavido).
  • Verifique a sua apólice de seguro, pois muitas empresas seguradoras incluem rodas na apólice.

Ou seja, são alguns cuidados fundamentais para garantir que o veículo esteja sempre dentro dos padrões de segurança. Quando feita de forma correta e seguindo as orientações adequadas para o modelo de automóvel ou motocicleta, é possível que as novas rodas possam deixar o veículo mais valorizado, além de mais bonito e estiloso. 

Dica da Zapay: você pode tomar uma multa por pneu careca, sabia disso, motorista? Evite essa dor de cabeça e leia esse conteúdo especial sobre o tema.  

roda esportiva

Leveza e Desempenho

Já deu para perceber que as rodas de liga leve trazem importantes vantagens ao desempenho do automóvel ou da moto, não é mesmo?! Muitas delas estão ligadas à leveza do material e à tecnologia empregada.

Um desses benefícios é a redução do peso não suspenso, que é a redução do peso do automóvel que não está sustentado sobre o conjunto de molas e amortecedores. Trata-se do fenômeno “peso não suspenso”.

Lembre-se: como o alumínio é três vezes mais leve do que o ferro (material utilizado nas rodas convencionais), ele oferece mais leveza ao carro. Ainda: as rodas sofrem menos com a irregularidades do piso, os amortecedores apresentam melhor desempenho e os pneus garantem ainda aderência ao solo.

Outra vantagem é o forte apelo estético das rodas esportivas. Durante a produção dessas rodas, os materiais envolvidos são fundidos e posteriormente colocados em moldes. Assim, a variedade de formatos possibilita que esses componentes ganhem um design diferenciado, bastante apreciado pelos amantes de veículos automotores.

Rodas de liga leve trazem ainda valorização ao automóvel ou à motocicleta, sobretudo no momento da revenda. Ou seja, é vantajoso também ao bolso do proprietário que visa negócios futuros.

A rodas esportivas são menos pesadas do que as de aço, conforme já destacamos, e, em virtude dessa característica, exigem menos consumo de combustível – o que é uma ótima notícia para a economia com o carro. 

Mais um ponto importante é a relação das rodas de liga leve com a redução do peso, o que traz diminuição da inércia. Afinal, as rodas mais leves apresentam uma energia cinética menor, exigindo menor força para acelerar ou frear (parar) o automóvel.

Como as rodas esportivas são feitas com alumínio, vale frisar que esse metal esquenta menos do que o aço, de modo a contribuir com a parte mecânica do carro e sua vida útil. Assim, as rodas de liga leve desgastem menos o sistema de frenagem, aumentando o intervalo do tempo de troca das pastilhas de freio. 

Rodas Esportivas e o Mundo das Competições Automobilísticas

As rodas esportivas estão intimamente ligadas às competições automobilísticas. Mas você sabe o que caracteriza os veículos para tais corridas? Vem que a Zapay lhe explica.

Os carros destinados às competições automobilísticas têm como objetivo único a participação em tais eventos. Afinal, eles são projetados para seguir as regras que são preestabelecidas para as competições de cada categoria, de modo que a mecânica e a estrutura são pensadas para proporcionar mais performance e competitividade, possibilitando prêmios ao vencedor das disputas.

O foco é sempre o desempenho dos veículos aliado a um automóvel confiável. E o motivo é óbvio, amigo condutor: o carro deve desempenhar bem e aguentar todo o percurso da corrida. Isso quer dizer que a segurança é também detalhadamente estudada, para proteger o piloto.

Assim, os carros de competição são projetados para atuarem em seus respectivos limites, onde o motor renderá o máximo de potência e torque, sem a preocupação com consumo de combustível, diferentemente dos veículos comuns, do dia a dia.

Por isso, os componentes e as peças são projetados para aguentar as intempéries desse tipo de competição, como o calor excessivo. É possível observar, em alguns casos, até mesmo o freio brilhando em uma cor vermelha durante as provas. O importante é garantir a eficiência em todas as situações em uma corrida.

  Com modelos feitos para ganhar competições, com foco no desempenho, não há preocupação com o custo-benefício de tais veículos, nem mesmo com conforto – não, eles não apresentar ar-condicionado, por exemplo. Tenha em mente, os componentes mais relevantes de um veículo de corrida são motor, freio, câmbio e suspensão.

Você pode estar se perguntando: mas e os pneus? Essa é mais uma característica importante nas competições automobilísticas. Afinal, os pneus de um carro comum são produzidos para durar até 30.000 quilômetros, em média, sendo que o jogo custa entre R$ 1.000 e R$ 2.000. No caso de pneus de veículos da Stock Car, um jogo de quatro pneus custa R$ 10.000 e os componentes são projetados para durar 300 quilômetros. No caso de carros da Fórmula 1, a duração chega a 100 quilômetros.   

Outra peculiaridade é quanto ao uso de pneus de pista seca e de pista molhada – termos bastante ouvidos quando acompanhamos a Formula 1, por exemplo. Os pneus de pista seca são lisos e com borracha mais firme, de modo a permitir melhor aderência ao asfalto. Já no caso de pistas molhadas, a borracha deve ser menos rígida e apresentar ranhuras para tornar mais fácil o escoamento de água, evitando, assim, a aquaplanagem.

Como você pode imaginar, amigo condutor, são veículos de custo elevado e que não são fabricados em série. Apresentam ainda vida útil pequena para muitas peças, sendo pensadas para durar apenas uma prova. 

Rodas Esportivas na Modificação de Carros: Personalização e Estilo

Fique ligado, amigo condutor: é sempre muito bacana ter um carro repleto de estilo e personalização, porém, a segurança deve estar em primeiro lugar. 

Confira algumas das principais rodas esportivas escolhidas para modificação veicular:

  • Roda GT-7 Fusion 20 x 8,5 Cromada 5×100 5×112 ET38.
  • Roda XXR PX530 Aro 17 x 8.25 Cromium 5×100 5×114 ET 35.
  • Roda TAG YT8100 Aro 18 x 8,5 Cromado 5×100 5×114.
  • Roda Dragster Aro 17 x 7 4×100 Diamantada Preta.
  • Roda XXR PX530 Aro 17 x 8.25 Flat Black 5×120 ET35.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *