insulfilm
Categories:

Nova lei do insulfilm. Mudanças, regras e multas

Confira quais são as novas regras para a lei do insulfilm em 2023

Hey, amigo condutor! Você sabe o que é insulfilm? Neste artigo, você poderá saber detalhes e dicas sobre o insulfilm automotivo, além da importância da película para a segurança dos ocupantes do veículo e para regular a temperatura no interior do carro.

Além de conhecer algumas opções de insulfilm para carros, você poderá saber qual insulfilm é permitido por lei, o que diz a nossa legislação e quais são as atualizações sobre este tema. 

– Insulfilm tem tipos e preços diferentes; veja custo de troca e aplicação da película 

– Confira as regras da nova lei do insulfilm em 2023 

– Tonalidade, qualidade e espessura 

– Aplicação e custos 

– O problema das bolhas no insulfilm

O site da Zapay é sempre uma mão na roda!

Conheça nossos serviços e aprenda como quitar os seus débitos veiculares.

Aqui você pode consultar placa do veículo. 

Saiba como parcelar multas, IPVA, licenciamento em até 12 vezes no cartão de crédito.

Vem que a Zapay lhe ajuda a deixar sua vida veicular em dia!

Insulfilm tem tipos e preços diferentes; veja custo de troca e aplicação da película 

Você sabe o que é Insulfilm, amigo condutor? Este é o nome de uma marca, mas o conceito geral refere-se à película automotiva. Trata-se de uma membrana de poliéster coberta com uma camada fina de metal. Uma vez que esta película é aplicada ao vidro do automóvel, ela torna-se transparente e fica quase que imperceptível aos olhos. 

Vale ressaltar que a película automotiva é um acessório de segurança, afinal ela ajuda a proteger o veículo contra roubos e furtos. Fica a dica! Além disso, o insufilm protege o motorista e os passageiro do carro da ação do Sol em dias de raios muito fortes. Consequentemente, a película automotiva bloqueia as emissões de raios UV, que são nocivos à saúde.

Esta membrana pode bloquear até 99% das emissões dos raios UV – ou seja, é um ótimo aliado para a prevenção de doenças de pele, como o câncer.

O proprietário de veículo que deseja aplicar a película automotiva deve estar atento às diretrizes da lei e suas atualizações. Por exemplo, no para-brisa e nos vidros laterais dianteiros, o grau de transparência deve ser de 70%. Se o insulfilm aplicado estiver além do autorizado pela lei, o motorista pode ser parado por um agente de trânsito, multado e obrigado a devolver a película. Ou seja, dor de cabeça e prejuízo ao bolso.

Já quanto aos outros vidros que não têm inferência à condução do veículo, a nova lei retirou a exigência de um grau mínimo de transparência, que é o caso do vidro traseiro e dos vidros laterais da parte de trás do carro.  

A seguir, confirma os tipos de película automotiva disponíveis no mercado brasileiro:

  • Insulfilm básico: é a opção mais comum no mercado. É bastante espesso e os níveis de transparência vão entre 5% e 35%. É também a opção mais econômica.
  • Insulfilm avançado: este tipo oferece o controle de temperatura na parte interna do automóvel, pois dispõe de tecnologia que auxilia na proteção da absorção elevada do calor na parte interna do carro.

Assim, com esta instalação, o veículo fica protegido da ação dos raios UVs, que, além de fazer mal à saúde humana, provocam desgastes nas partes internas do veículo. Os níveis de transparência deste insulfilm podem variar entre 5% e 50%.

  • Película de segurança: esta opção tem características bastante semelhantes às do insulfilm básico. A diferença está na espessura, pois a película de segurança é mais grossa que os do que os demais tipos. Esta particularidade faz com que seja mais difícil enxergar o que há dentro do carro, tanto pessoas quanto objetos. É ideal para manter a segurança dos ocupantes perante situações desagradáveis com assaltantes, por exemplo. 
  • Insulfilm de para-brisa: todo cuidado é importante nesta opção, que tem efeito direto na visibilidade do condutor, de modo que demanda um trabalho qualificado para a instalação. Devido à tecnologia empregada neste tipo de insulfilm, os raios ultravioletas não acessam o interior do carro, de modo que, além de proteger os ocupantes, garante uma temperatura agradável dentro do veículo.
  • Insulfilm película espelhada: já nesta opção, as películas refletem de modo semelhante a um espelho – desta forma, quem está no interior do automóvel consegue observar o lado de fora, porém, quem está fora do veículo não consegue ver quem está dentro dele.

Vale ressaltar que a película espelhada está proibida no Brasil, pois ela pode atrapalhar outros motoristas, uma vez que é reflexiva. 

  • Insulfilm película de alta performance: esta opção é bastante completa, devido ao intenso processo de fabricação na qual a película é submetida no momento a fabricação, de modo a ficar mais resistente. A consequência deste processo é uma proteção de 90% contra raios ultravioletas e 60% de impedimento da absorção de energia solar. 

Esta película oferece mais segurança contra crimes, impede que os vidros sejam quebrados, oferece mais privacidade aos ocupantes, tem mais apelo estético e auxilia na regulação da tempera.

  • Insulfilm película decorativa: pode ser aplicada tanto na parte de dentro quanto na de fora do carro. Seu principal objetivo é oferecer estilo (estética), com padrões e cores diversas para variadas partes do veículo. 

Esta opção de película ajuda na proteção da parte externa do carro, pois evita arranhões e desgastes de pintura, uma vez que seu material é durável e resistente a sal, água, gordura, dentre outros elementos. 

  • Insulfilm película jateada: trata-se de um material de alto padrão, cujo objetivo é gerar uma camada extra de proteção e beleza ao carro. É uma opção bastante comum em envelopamentos veiculares. Embora seja bastante semelhante às demais películas já citadas, se observada com atenção, o material da película jateada cobre perfeitamente todas as superfícies do veículo.

Mas quanto custa a aplicação destas várias opções de películas automotivas? É importante que o amigo motorista tenha em mente que o valor pode variar conforme a opção de película escolhida, o estabelecimento, o contexto socioeconômico (afinal, o preço destes produtos é dolarizado) e o modelo do carro a ser aplicado (quanto maior o carro, mais cara a aplicação).

Pode ser que o condutor encontre as aplicações mais básicas com preços a partir de R$200, em veículo populares pequenos, como o Renault Kwid e o Fiat Mobi. Já se o carro for grande, como a SUV Jeep Commander, o valor médio é mais salgado, chegando a R$3.500.

Dica da Zapay: confira como deixar o IPVA do seu veículo em dia. 

Confira as regras da nova lei do insulfilm em 2023 

Segundo a Resolução 989, de 2022, do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), desde janeiro de 2023 a transparência mínima exigida no vidro do para-brisas e nos vidros laterais dianteiros é de 70% – antes da atualização da lei era de 75%. Os outros vidros do carro, como o vigia e os laterais traseiros, não têm mais o limite mínimo de 28% 

A Resolução 989/2022, aliás, altera a Resolução CONTRAN nº 960, de 17 de maio de 2022, a qual dispõe sobre os requisitos de segurança de vidros, a visibilidade para fins de circulação, o uso de vidros em veículos blindados e a utilização de medidores de transmitância luminosa.
Caso o motorista esteja dirigindo um veículo fora dos padrões atualizados e determinados pelo CONTRAN, o agente de trânsito pode aplicar as diretrizes do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), mais precisamente do artigo 230, que afirma que o automóvel com vidros total ou parcialmente cobertos por películas refletivas ou não, painéis decorativos ou pinturas, estará cometendo um infração grave, cuja penalidade é o pagamento de multa R$195,23, desconto de cinco (5) pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além da retenção do veículo como medida administrativa – caso não seja possível retirar o insulfilm no local da autuação.

Dica da Zapay: saiba mais sobre serviços, como SEFAZ IPVA

colocando-insulfilm

O que diz a Resolução nº 254/2007, do CONTRAN?

Este trecho da nossa legislação é fundamental para o entendimento de películas automotivas, pois estabelece requisitos para os vidros de segurança e critérios para aplicação de inscrições, pictogramas e películas nas áreas envidraçadas dos veículos automotores, segundo o inciso III, do artigo 111 do CTB. 

Esta Resolução considera a necessidade de regulamentar o uso dos vidros de segurança, bem como definir parâmetros que possibilitem atribuir deveres e responsabilidades aos fabricantes e/ou a seus representantes. 

Este processo acontece por intermédio de fixação de requisitos mínimos de segurança na fabricação desses componentes de automóveis, para serem admitidos em circulação nas vias públicas brasileiras. O objetivo é aperfeiçoar e atualizar os requisitos de segurança para os veículos automotores nacionais e importados.

O texto destaca que os veículos automotores, os reboques e semi-reboques devem sair de fábrica com as suas partes envidraçadas equipadas com vidros de segurança, de modo a atenderem as diretrizes desta Resolução e aos requisitos estabelecidos na NBR 9491 e suas normas complementares.

Já para circulação nas vias públicas é obrigatório o uso de vidro de segurança laminado no para-brisa de todos os veículos a serem admitidos e de vidro de segurança temperado, uniformemente protendido, ou laminado, nas demais partes envidraçadas.

Vale reforçar que a transmissão luminosa não pode ser inferior a 75% para os vidros incolores dos para-brisas e 70% para os para-brisas coloridos e demais vidros indispensáveis à dirigibilidade do veículo. Fique sempre atento a estes números. 

Tonalidade, qualidade e espessura 

Há alguns fatores determinantes para se estabelecer um valor pelo serviço de aplicação de película automotiva. Um dos pontos que o condutor deve ter em mente é a tonalidade escolhida para aplicação – que são conhecidas como G5, G20, G35, G50 e G70 –, além dos tipos de película disponíveis, com variação de qualidade, marca e espessura. 

Afinal, quanto mais material impregnado e mais tecnologia agregada na película, mais cara ela é, pois haverá mais proteção e privacidade aos ocupantes do carro. 

Uma das opções mais caras são as películas de carbono e cerâmica, pois apresentam alta qualidade no produto, sem o uso de metal ou corante. Vale dizer que esta película não bloqueia sinais de celular, rádio, nem sistemas GPS.

Aplicação e custos 

Confira alguns exemplos de custo de aplicação de película, a seguir.

  1. Uma película básica, aplicada em um carro popular de quatro portas, oferece redução de até 39% do calor no interior do veículo e 99% de proteção contra raios UVs. O preço da aplicação é, em média, R$280.
  2. Se, neste mesmo carro, for aplicada a película de cerâmica (que oferece redução de calor de até 72%), o valor do serviço salta para R$420.
  3. Já os proprietários de veículos que optarem pelas películas de nanocerâmica (que reduzem até 89% do calor), o preço a ser pago é de cerca de R$690. A vantagem: a garantia é vitalícia e há mais conforto. Vale destacar que a aplicação no para-brisas é paga à parte e a posterior remoção pode custar R$100. 

O problema das bolhas no insulfilm

É essencial que os proprietários de veículo procurem por empresas credenciada, de qualidade, confiança e habilitadas para a instalação de películas automotivas. Lembre-se: todo profissional que executar o serviço tem responsabilidade perante o material a ser instalado. Por isso é essencial ter a chancela indelével na película, afinal ela compra os dados do instalador. 

Se algum estabelecimento oferecer uma opção mais em conta, na qual o profissional colará um adesivo no vidro e depois virá com a película por cima, só há uma coisa a fazer: correr.  Este ato configura pirataria, o que é irregular perante a legislação. Ao longo do tempo, a película pode se tornar um perigo, com danos, bolhas e desfoque, atrapalhando a passagem de transmitância luminosa. 

Confira algumas dicas para uma instalação de insulfilm em automóveis sem dores de cabeça:

  1. Os vidros do carro devem estar muito limpos – sua superfície deve estar lisa, sem resquício de gordura. Caso contrário a película não conseguirá aderir ao vidro automotivo. 
  2. A limpeza deve ser feita com água e sabão neutro. Depois basta enxaguar e secar bem. 
  3. Meça o tamanho exato do vidro do automóvel e corte a película conforme esta medição.
  4. Ao retirar a película da embalagem, aplique-a de cima para baixo, de modo a evitar que bolhas se formem – o que prejudicaria o resultado da instalação. 
  5. Quando terminar, passe um pano seco para retirar qualquer resíduo de água e sabão. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *