moto custom
Categories:

Veja quais são as 5 melhores motos custom

Confira os detalhes de uma moto custom e saiba os motivos desse veículo ser tão indicado para viagens longas. Conheça ainda alguns modelos de motos custom, os preços e dicas de pilotagem. Confira!

– Quais são as motos custom? 

– Quanto custa uma moto custom? 

– Quais são as motos custom no Brasil? 

– Quais são as principais características das motos custom? 

– Como saber se estou pilotando motos custom da maneira correta? 

– Dicas para pilotar com segurança e conforto

Dicas da Zapay: saiba o que é moto alienada.

Quais são as motos custom? 

As motos custom chamam muito a atenção dos amantes de veículos motorizados com duas rodas. Mas o que seriam essas motocicletas? São modelos modificados, personalizados e até mesmo criados do zero. 

Há ainda as motos do estilo clássica, que são aquelas de diferentes estilos. Tais veículos costumam apresentar os modelos vintage, com raízes históricas no mercado. E o que seriam, então, uma custom clássica? Seria o estilo das motos pioneiras, como as Harley-Davidson e as Indian das décadas de 1950 e 1960.

Ao longo das últimas décadas, não raro, esses veículos são associados aos modelos cruiser, que são as motos estradeiras (ideais para viagens longas), como a Harley Heitage Classic.

Ou seja, as motos custom são aquelas que se caracterizam por pontos, tais como estilo, design, ênfase no conforto e também na estética. A seguir, confira cada uma das características mais comuns nesse tipo de moto personalizada:

  • Design retrô: as motos custom frequentemente apresentam um design retrô ou clássico, com linhas suaves e curvas. Esses veículos, muitas vezes, têm um visual atemporal, que lembra as motos dos anos 1940 e 1950.

 

  • Assento baixo: os assentos das motos custom costumam ser baixos e largos, afinal, são projetados para oferecer conforto ao piloto e ao passageiro.

 

  • Guidões altos: há diversas motos custom que ostentam guidões altos, que permitem que o piloto mantenha uma postura relaxada e confortável durante a condução.

 

  • Motor V-Twin: muitas motos custom são equipadas com motores V-Twin, que produzem um som característico e oferecem bom torque em baixas rotações.

 

  • Pneus largos: as motos custom, frequentemente, têm pneus largos na parte traseira, o que contribui para a estabilidade e para o visual imponente.

 

  • Cromados e detalhes estilizados: tais motos costumam apresentar cromados e detalhes estilizados, como tanques de combustível personalizados, para dar um toque de sofisticação, além de muito estilo.

 

  • Personalização: uma característica fundamental das motos custom é a capacidade de personalização. Muitos proprietários dessas motocicletas gostam de modificar seus veículos para refletir o gosto pessoal e o estilo único.

 

  • Estilo bobber e chopper: além das motos custom tradicionais, há ainda subcategorias, como bobbers e choppers. As bobbers são conhecidas por terem aparência simplificada e removem muitos acessórios e detalhes para um visual minimalista. Já as choppers, por outro lado, são extremamente personalizadas, com a suspensão dianteira alongada e outros elementos exclusivos.

 

  • Foco no cruzeiro: as motos custom são, frequentemente, utilizadas para passeios relaxados e cruzeiros, em vez de corridas de alta velocidade. Afinal, elas são projetadas para oferecer conforto durante viagens longas.



Alguns das principais fabricantes de motos custom são Harley-Davidson, Indian Motorcycle, Honda Shadow, Yamaha Star Bolt, entre outros. Desse modo, as motos custom atraem um grupo de entusiastas dedicados, que apreciam o estilo, a personalização e a experiência de pilotagem única que esses veículos proporcionam.

Dicas da Zapay: conheça acessórios para moto e personalize seu veículo.

Quanto custa uma moto custom? 

Confira quanto custa alguns modelos de motocicletas custom disponíveis no mercado brasileiro:

1 – Dafra Horizon 150: R$ 8.590.

2 – Haojue Chopper 150: R$ 16.155.

3 – Kawasaki Vulcan S: R$ 50.530.

4 – Harley-Davidson Iron 883: R$ 53.300.

5 – Harley-Davidson Iron 1200: R$ 63.000.

6 – Harley-Davidson Fat Bob: R$ 56.400.

7 – Harley-Davidson Low Rider S: R$ 137.900.

Dicas da Zapay: confira quais são as melhores motos de trilha.

custom moto

Quais são as motos custom no Brasil? 

Segundo a FENABRAVE (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), essas foram as motos custom mais vendidas no Brasil em 2022:

1º Royal Enfield Meteor

4.677 unidades emplacadas, em 2022, sendo 310 unidades em dezembro.

2º Royal Enfield Interceptor

1.191 unidades emplacadas, em 2022, sendo, 77 unidades em dezembro.

3º Kawasaki Vulcan S

1.064 unidades emplacadas, em 2022, sendo 75 unidades em dezembro.

4º Royal Enfield Classic 350

988 unidades emplacadas, em 2022, sendo 232 unidades em dezembro.

5º Royal Enfield Continental GT

513 unidades emplacadas, em 2022, sendo 45 unidades em dezembro.

6º Harley-Davidson FL FBS

329 unidades emplacadas, em 2022, sendo 28 unidades em dezembro.

7º Harley-Davidson FX FBS

300 unidades emplacadas, em 2022, sendo 11 unidades em dezembro.

8º Harley-Davidson RA1250

183 unidades emplacadas, em 2022, sendo 15 unidades em dezembro.

9º BMW R18

157 unidades emplacadas, em 2022, sendo 89 unidades em dezembro.

10º Harley-Davidson FLHCS

151 unidades emplacadas, em 2022, sendo 6 unidades em dezembro.

Quais são as principais características das motos custom? 

Vale a pena reforçarmos quais são as principais características de uma motocicleta custom. Planeja realizar viagens em estradas e rodovias com conforto, amigo condutor? Então, os modelos custom podem ser uma ótima opção para você. Esses veículos apresentam pedaleiras avançadas, a ponto de os pés do motorista ficarem posicionados para frente.

Os bancos das motos custom são mais baixos, enquanto que a garupa é uma das melhores para percorrer longas distâncias. Lembre-se: são veículos inspirados em motocicletas antigas, sobretudo, as norte-americanas.

Um ponto importante: o condutor deve sempre se atentar à ergonomia na moto e manter a melhor posição possível para a coluna e o resto do corpo. Afinal, nos modelos custom, o motociclista viaja com os pés à frente, apoiados em plataformas que impõem uma inclinação fixa a eles, com todo o peso do corpo sobre os glúteos, sem a possibilidade de dividir a carga com as pernas. Além disso, há a força do vento contra o peito do piloto.

Alguns dos modelos mais populares de motocicletas custom são: Honda Shadow 750, Suzuki Boulevard 800, Harley-Davidson Sportster 883 e Yamaha Midnight Star 950.

motos custom

Como saber se estou pilotando motos custom da maneira correta? 

Há alguns pontos que todo condutor de motos custom deve se atentar para garantir uma viagem segura e confortável. Você já deve ter percebido que tais motos se impõem com facilidade no trânsito se comparada com modelos mais simples, não é mesmo? Afinal, há grande porte, peso, largura, comprimento entre eixos e guidões largos.

Desse modo, pensar no centro da gravidade é essencial – no caso das motos custom, ele se encontra mais baixo e a posição mais avançada dos pedais de freio traseiro e embreagem deixa o condutor com os pés em uma angulação bastante aberta. Isso ajuda a entender a indicação para viagens em estradas e o uso para lazer.

Manter-se confortável durante a viagem é um ponto crucial. Para tal, o motorista deve segurar o guidão, os braços precisam estar relaxados, com os cotovelos um pouco dobrados. E os membros inferiores? Os joelhos devem ser mantidos colados ao tanque – assim, evita-se que o vento desloque as coxas do condutor para o lado de fora. Por sua vez, os pés devem estar próximos aos pedais para dar segurança e garantir a aerodinâmica. 

No caso de motos custom de altas cilindradas, ou seja, que possuem mais do que 250 quilos (peso que é mais do que o dobro de uma moto utilizada por motoboys, por exemplo), há alguns cuidados a serem tomados, sobretudo, ao manobrar e ao parar o veículo.

Nessa situação, o condutor deve contar com os dois pés para manter a motocicleta equilibrada, de modo a evitar que o veículo caia por conta do peso elevado quando parado.

Há ainda alguns modelos de custom com plataformas sob os pedais, que servem para manter os pés livres da ação do vento em alta velocidade. Assim, o motociclista pode encontrar mais conforto, sem precisar lutar contra o forte vento durante a viagem, o que aumenta o controle sobre os pedais e evita distrações.

E como fazer as curvas com uma moto tão grande? Esse é mais um ponto que precisa de cuidado e atenção do motociclista. Vale destacar que quanto mais o proprietário viajar com a moto, mais prática ele terá com ela, pois se acostumará com as características e as particularidades do veículo. Ou seja, a condução tende a ser cada vez melhor.

Para curvas, o motociclista deve inclinar a moto para dentro da curva e o corpo para o lado de fora. É essencial manter o olhar na trajetória que o piloto pretende fazer, para evitar qualquer surpresa. Como se trata de uma moto com baixa altura, é importante o reforço de cuidado nas curvas. 

Observe ainda as pedaleiras, amigo motorista. Se elas rasparem no chão, saiba que isso indica que você estará no limite e não conseguirá fazer uma manobra corretiva, caso surja alguma emergência. Fique ligado!

Mais um movimento importante é o contra esterço – trata-se do ato de fazer uma curva direcionando o guidão para o lado oposto ao que a curva em questão possui. Para tal, é necessário utilizar ainda o peso do próprio corpo, pois assim é possível fazer a moto contorná-la de maneira mais suave.

Bem como as motociclistas das demais categorias, fazer uso do freio dianteiro é fundamental em uma situação de frenagem de emergência quando se está pilotando uma moto custom. Contudo, a utilização do freio traseiro apresenta uma dimensão diferente, devido ao grande tamanho do veículo. Ainda: desacelerar essa motocicleta é mais suave do que o ato de acionar os freios, que devem ainda ser usados para corrigir excessos.

Em dias de chuva, a atenção do condutor deve ser ainda maior. O ideal é diminuir a velocidade do veículo, aumentar o tempo de reação nas curvas e evitar passar com as rodas sobre as faixas que fazem a divisão entre as pistas (assim, o piloto evita um giro em falso da roda de tração).

Evite ainda passar por detritos, como óleos sobre a via, pois eles deixam o solo ainda mais escorregadio quando misturados com a água.

Dicas para pilotar com segurança e conforto

Pilotar uma motocicleta custom pode ser um sonho de muitos, porém é necessário ter em mente que a segurança vem em primeiro lugar, seguido do conforto. E para tal alguns detalhes específicos são muito importantes para a ergonomia nesses veículos. Confira algumas dicas:

  • Posição adequada do corpo: mantenha as costas retas e os ombros relaxados, os braços ligeiramente flexionados e os cotovelos apontados para baixo. Além disso, mantenha os pés nos pedais e os joelhos próximos ao tanque de combustível para um maior controle.
  • Visibilidade: faça uso de um capacete com uma viseira ou óculos de proteção adequados para evitar detritos e insetos que possam atrapalhar a visão. Verifique, frequentemente, os espelhos retrovisores para estar ciente do tráfego ao seu redor.
  • Freios e aceleração: aplique os freios com suavidade e progressão para evitar bloqueios das rodas. Lembre-se de que motos custom frequentemente possuem freios a tambor na traseira, o que pode requerer mais força no pedal. Ainda: acelere e desacelere, gradualmente, para evitar trancos no corpo e no guidão.
  • Curvas: incline a moto suavemente ao fazer curvas, de modo a evitar movimentos bruscos. Faça uso do contra esterço para inclinar a moto nas curvas, sobretudo em velocidades mais altas. Mantenha uma velocidade adequada para a curva e evite frear durante a inclinação.
  • Obstáculos na estrada: esteja atento a buracos, irregularidades na estrada e obstáculos. Levante-se levemente dos pedais ao passar por obstáculos maiores para absorver o impacto com as pernas.
  • Equipamento de proteção: não se esqueça de vestir as roupas de proteção, o que inclui jaqueta, luvas, calças e botas, para proteger o corpo em caso de queda. Use capacete com certificação de segurança para proteger a cabeça. Não vacile!
  • Manutenção regular: certifique-se de que a moto esteja sempre em boas condições de funcionamento, com pneus calibrados de forma correta e freios em ordem. Verifique os níveis de óleo, líquido de arrefecimento e outros fluidos regularmente.
  • Prática e treinamento: caso seja sua primeira vez com esse tipo de moto, considere fazer um curso de pilotagem específico para as custom, onde você pode aprender técnicas e habilidades específicas para esse veículo. Pratique em locais seguros e calmos antes de se aventurar em viagens mais longas.
  • Condições climáticas: esteja atento às condições climáticas, especialmente em piso molhado. A aderência pode ser afetada, e você deve reduzir a velocidade e aumentar a distância de frenagem.
Avatar image of Alessandra Comitre
Written by

Alessandra Comitre

Jornalista formada há mais de 15 anos, com 12 anos de experiência em produção e criação de conteúdo, edição de texto, e gestão de pessoas. Atualmente atuo como redatora e produtora de conteúdo SEO freelancer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *