multa 691-20
Categories:

Guia: O que é CRLV e para que serve?

Hey, amigo condutor! Você sabe o que é CRLV? Neste artigo, tire suas dúvidas sobre este documento essencial para seu veículo. A Zapay já adianta que o porte do CRLV é obrigatório – portanto, não dá para vacilar. 

Saiba como imprimir o CRLV, a diferença deste certificado para o CRV, informações sobre renovação, dentre outras dicas.

O que é o documento CRLV? 

O trânsito brasileiro tem uma série de siglas essenciais para seu funcionamento, seja uma sinalização na rua, seja um documento envolvendo a vida do condutor ou mesmo as burocracias do veículo. E o CRLV faz parte de um conjunto de documentos importantes. Mas o que seria ele? 

Trata-se do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo, um documento obrigatório e que garante que o veículo (de qualquer categoria automotiva) esteja em plenas condições para circular. 

Desde junho de 2020, o CRLV passou a ser digital e ele continua obrigatório a todos os veículos. Mas como funcionava antes? Vem que a Zapay lhe explica!

A versão impressa em papel moeda era de porte obrigatório de todo condutor no veículo em questão – ou seja, este documento, também conhecido como licenciamento, precisava sempre estar no veículo.

O CRLV é de extrema importância, pois ele fornece o número de registro do automóvel ou da motocicleta. Cada uma das Unidades Federativas do Brasil emite este certificado em um documento padrão válido em todo o território nacional. Ainda: é importante saber que o CRLV é gerenciado pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e pelo Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

Vale ainda dizer que o CRLV é obtido quando o dono do veículo realiza o licenciamento anual do automóvel ou da motocicleta – uma responsabilidade anual. Por isso que o porte do CRLV é uma obrigação de todo condutor.

Dicas da Zapay:

Dica 1: quer saber o que é o CRV? Então, confira este artigo!

Dica 2: fique por dentro sobre o que é DUT digital

O que é CRLV-e ou licenciamento digital?

Este documento on-line diz respeito à emissão anual do novo Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV-e), de porte obrigatório e que permite a circulação do veículo.

Desde maio de 2020, a emissão do CRLV-e é digital, de modo que, após o pagamento da taxa de licenciamento no sistema bancário, o documento fica disponível para download. 

A impressão do CRLV pode ser feita das seguintes maneiras:

  1. Diretamente no site do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) de sua localidade.
  2. No aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), do Governo Federal.
  3. No portal de serviços do SENATRAN – acesse no endereço https://portalservicos.senatran.serpro.gov.br/#/home.

Para conseguir a CNH-e é simples, basta quitar a taxa referida na rede bancária conveniada, verificar se o pagamento já foi registrado e fazer o download a impressão do documento, conforme mencionamos acima. 

Qual a diferença entre o CRV e o CRLV?

Segundo o Governo Federal, o CRV é a sigla para Certificado do Registro do Veículo, que antigamente era conhecido como DUT. Trata-se de um documento utilizado para a transferência de veículos de qualquer categoria automotiva.

No CRV, constam informações como: código do RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores), nome do proprietário do veículo, número da placa e do chassi do automóvel, marca, modelo e ano de fabricação do referido carro, caminhão ou motocicleta. 

Vale a pena reforçar: conforme você já aprendeu neste artigo, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) diz respeito ao documento expedido anualmente ao automóvel ou motocicleta licenciado. Este documento é vinculado ao Certificado de Registro, conforme modelo e especificações previamente estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

Assim, o CRLV é a indicação de que aquele veículo automotor está apto a circular pelas vias públicas brasileiras, por isso é tão importante que ele seja expedido anualmente. Já a emissão do CRV cabe garantir que o respectivo veículo está registrado junto aos órgãos de trânsito.

Outra diferença entre os dois mencionados certificados está relacionada às datas de vencimento. Como você já sabe, o CRLV tem vencimento anual, de modo que sua renovação deve ser feita respeitando o calendário divulgado pela Secretaria da Fazenda (SEFAZ) ou pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) do seu respectivo estado. Por sua vez, o CRV diz respeito a outros pontos acerca da renovação e, portanto, ele não tem prazo de validade.

Hoje, o CRLV apresenta-se na forma digital, com o nome de CRLV-e. E o mesmo pode acontecer com o CRV – que é o e-CRV. Fica a dica! Para tal acesso, é necessário ter um cadastro no gov.br.

CRLV Denatran

Como faço para emitir o CRLV? 

Para emitir o CRLV Digital (ou CRLV-e) usando o portal do DETRAN de sua localidade, o caminho é bastante simples. Não há necessidade de o proprietário do automóvel ou da motocicleta se dirigir até uma unidade física do Departamento Estadual de Trânsito, afinal, o processo é inteiramente on-line. 

Vale a pena destacar que o endereço para acessar o DETRAN de sua cidade é o https://www.detran.UF.gov.br/, de modo que UF significa unidade Federativa. Por exemplo, se você é um morador do estado do Rio Grande do Sul, o endereço do DETRAN RS é https://www.detran.rs.gov.br/. Já se você é um residente do estado de São Paulo, é necessário acessar https://www.detran.sp.gov.br/ e assim por diante.

Vamos ao passo a passo:

  1. Você deve acessar o portal do DETRAN de sua localidade ou baixar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), disponível para iOS e Android. Segundo o Governo Federal, o CDT é considerado a evolução da CNH Digital, pois além da carteira de motorista, com o app é possível também baixar a versão digital do CRV e do CRLV.
  2. Agora, você deve fazer o seu cadastro pessoal na plataforma gov.br, caso opte pelo uso do CDT. Já se a escolha for o site do DETRAN, é necessário acessar o perfil pessoal. Em ambas as opções, o cidadão deve inserir o CPF com a senha.
  3. O passo seguinte é clicar no botão “Veículos”, que consta no menu principal do CDT. Pelo portal do DETRAN, você deve acessar “Licenciamento Digital (CRLV-e)”.
  4. Tenha o número do RENAVAM e o código de segurança do CRV, pois é hora de informá-los no sistema. Para tal, é essencial ter acesso ao último licenciamento do veículo – que deve estar em dia. Em caso de licenciamento atrasado ou de pendências com débitos veiculares não será possível realizar o download do CRLV digital. Fique atento!

Ao inserir o número do RENAVAM e o código de segurança do CRV, o motorista deve cadastrar o CRLV Digital – pelo portal do DETRAN ou pelo CDT, conforme já mencionamos. O número do RENAVAM do veículo fica no CRLV. Por sua vez, o código de segurança consta no CRV do automóvel. 

Se o caminho escolhido for o portal do DETRAN, saiba que esta plataforma não solicitará o código de segurança CRV para a realização do download do documento digital do automóvel. Ou seja, é possível baixar e imprimir o CRLV apenas utilizando o número RENAVAM, placa do veículo, número do telefone e o código enviado ao proprietário via SMS.

  1. Finalmente, você poderá baixar e imprimir o CRLV Digital do seu carro ou da sua moto. Vale reforçar: inserindo o número RENAVAM e o código de segurança CRV, o CRLV Digital fica disponível para consulta e download no app CDT. Você só precisa acessar o app para visualizar o documento. Dica: o CRLV pelo app CDT pode ficar disponível também off-line. Um alívio para os dias em que a bateria do celular acaba.
Venha conhecer nosso aplicativo!

Com o app da Zapay você vai:

Consultar seu IPVA, licenciamento e Multas de trânsito;

Parcelar tudo em até 12x com as menores taxas do mercado;

Ser avisado quando precisar renovar seus documentos.

APP Zapay

Quando devo renovar o CRLV? 

É importante que o proprietário do veículo tenha em mente que o CRLV vence e por isso é necessário renová-lo anualmente. Sua validade é de um (1) ano e a renovação deve seguir o calendário de licenciamento divulgado pela SEFAZ e/ou DETRAN.

Lembre-se: quando o licenciamento do veículo vencer, o CRLV vencerá também.  

Quem emite o CRLV? 

Quando o proprietário do veículo deseja acessar o documento digital, ele deve já ter quitado o licenciamento do ano em curso, que é expedido pelo Departamento de Trânsito de Jurisdição do automóvel – ou seja, o DETRAN da localidade do carro ou da motocicleta.  

Como atualizar o CRLV digital? 

O primeiro passo para atualizar o CRLV Digital é quitar todos os débitos do veículo – com este passo executado, o documento é atualizado automaticamente, se o condutor possui o aplicativo CDT.

Segundo a Secretaria Nacional de Trânsito (SENATRAN), quando o dono do automóvel quita todos os débitos do veículo, tais como IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor), DPVAT (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres, ou por sua Carga, a Pessoas Transportadas ou Não), taxa de licenciamento e multas atrasadas, o DETRAN do respectivo estado de registro do veículo informa à base nacional RENAVAM.

É a partir deste caminho que é gerado o documento que pode ser recuperado no app Carteira Digital de Trânsito, assim como nos canais de atendimento dos DETRANs e o portal de serviços da SENATRAN.

Um ponto de atenção: o prazo para a atualização do CRLV pode variar a depender do DETRAN. Caso não haja a atualização automática, a recomendação da SENATRAN é excluir o documento que está no aplicativo CDT e solicitar para baixar, mais uma vez. Uma vez que o DETRAN tiver autorizado a nova emissão, o documento estará disponível no app. Em caso de não atualização, o CRLV antigo será exibido na tela.

Se mesmo assim o proprietário do veículo não conseguir a atualização, será necessário entrar em contato com o DETRAN da respectiva localidade que o veículo está registrado. No diálogo com o Departamento Estadual de Trânsito, o dono do carro ou da moto poderá verificar o motivo de não ocorrer a emissão do documento.

É necessário imprimir o CRLV digital?

Neste artigo, você já aprendeu que portar o CRLV no automóvel é uma obrigação, segundo determina o Código de Trânsito Brasileiro. Contudo, não é necessário o porte impresso se o condutor tiver acesso à versão on-line do documento, para que o agente de trânsito possa verificar se o licenciamento está em dia – isso durante uma ação de fiscalização.

Vale reforçar que o acesso ao licenciamento anual é digital, de modo que o condutor pode acessar o documento e realizar a impressão do mesmo. 

Após o pagamento da taxa de licenciamento no sistema bancário da rede credenciada de sua região, o CRLV estará disponível para download e impressão diretamente do portal do DETRAN de sua localidade, do app CDT ou ainda usando o portal de serviços SENATRAN.

Uma dica: em caso de veículos oficiais, com bloqueios administrativos ou ainda aqueles os quais os donos tenham já falecido, o licenciamento deve ser feito presencialmente. Nestes contextos, o licenciamento deve ser solicitado em uma unidade do DETRAN.

Caso o agente de trânsito realize a fiscalização do seu veículo para avaliar se as características do mesmo estão em ordem e o condutor não apresentar o CRLV impresso, serão aplicadas medidas administrativas, de acordo com a infração de trânsito que foi cometida. Ou seja, fique atento a estas situações. 

O site da Zapay é sempre uma mão na roda!

Conheça nossos serviços e aprenda como quitar os seus débitos veiculares.

Saiba como fazer consulta de IPVA e demais tributos e parcelar em até 12 vezes no cartão de crédito.

Vem que a Zapay lhe ajuda a deixar sua vida veicular em dia!

CRLV Digital

Conheça o artigo 270, do Código de Trânsito Brasileiro

O artigo 270, do CTB, explica situações as quais o veículo poderá ser retido, enquanto uma medida administrativa diante de infração de trânsito. Confira em quais contextos isso é possível:

  1. Vale dizer que, quando a irregularidade puder ser sanada no local da infração, o veículo será liberado tão logo seja regularizada a situação.
  2. Já, quando não for possível sanar a falha no local da infração, o automóvel, desde que ofereça condições de segurança para circulação, deverá ser liberado e entregue a condutor regularmente habilitado.

Esta ação acontece mediante recolhimento do Certificado de Licenciamento Anual, contra apresentação de recibo, assinalando-se ao condutor prazo razoável, não superior a trinta (30) dias, para regularizar a situação. 

  1. O Certificado de Licenciamento Anual será devolvido ao condutor no órgão ou na entidade aplicadores das medidas administrativas, assim que o veículo for apresentado à autoridade devidamente regularizado.
  2. Caso não se apresente condutor habilitado no local da infração, o veículo será removido a depósito, aplicando-se neste caso o disposto no art. 271 – o veículo será removido, nos casos previstos no CTB, para o depósito fixado pelo órgão ou pela entidade competente, com circunscrição sobre a via.
  3. Fica a critério do agente, não dar a retenção imediata, quando se tratar de veículo de transporte coletivo transportando passageiros ou veículo transportando produto perigoso ou perecível, desde que ofereça condições de segurança para circulação em via pública.
  4. Caso não seja efetuada a regularização no prazo a que se refere ao item b), será feito registro de restrição administrativa no RENAVAM por órgão ou entidade executivo de trânsito dos Estados e do Distrito Federal, que será retirada após comprovada a regularização. 
  5. Em caso de descumprimento das obrigações estabelecidas no item b), haverá recolhimento do veículo ao depósito, de modo a aplicar, nesse caso, já mencionado disposto no art. 271. 

Curtiu o conteúdo e quer ficar sempre atualizado? Acompanhe nosso blog e as redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *