licenciamento 2023 DF
Categories:

Calendário de licenciamento 2023 DF: Veja as datas de pagamento

Conheça o caminho para fazer o licenciamento 2023 DF do seu veículo, amigo condutor. Confira as dicas que selecionamos para que você possa deixar o automóvel ou a motocicleta em dia com a documentação obrigatória.

Ainda: saiba qual é a distribuição no calendário (feita pelo número final das placas dos carros), como pagar a taxa do DETRAN DF licenciamento, qual o valor dessa taxa e a importância de pagar o licenciamento. Coloque seu cinto de segurança e embarque nessa com a Zapay!

– Calendário de licenciamento 2023 DF 

– Data e tabela de licenciamento 2023 DF para veículos (carros e motos), ônibus, reboque ou semirreboque 

– Tabela licenciamento 2023 DF: caminhões e tratores 

– Como pagar a taxa de licenciamento 2023 DF? 

– Por que devo pagar a taxa de licenciamento 2023? 

– Qual o valor da taxa de licenciamento 2023 DF? 

– Por que é importante pagar o licenciamento no Distrito Federal?

Dica da Zapay: fique por dentro do licenciamento 2023.

Calendário de licenciamento 2023 DF 

O pagamento da taxa de licenciamento veicular é uma obrigação que todo proprietário de automóvel deve arcar e o órgão responsável por essa captação é o Departamento Estadual de Trânsito do Distrito Federal (DETRAN DF). E é necessário se atentar às datas para a quitação desse tributo, para que o automóvel possa circular nas vais públicas em conformidade com a legislação brasileira de trânsito.

O DETRAN DF destaca que, segundo a instrução 626, de 11 de agosto de 2023, a exigência do Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos (CRLV) deve ocorrer a partir do 1º dia de cada mês, a começar de outubro, considerando o final da placa do veículo. No tópico, o motorista poderá conferir a data destinada para cada final de placa.

Por exemplo, o prazo para a renovação do licenciamento anual dos veículos com placas final 1 e 2 termina no dia 30 de setembro. Desse modo, a partir de 1° de outubro, para a circulação desses automóveis será necessário o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo em meio digital (CRLV-e) 2023.

Para obter esse documento obrigatório, o dono do automóvel ou da motocicleta deve pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), a taxa de Licenciamento e, se houver, as multas pendentes. Apenas depois da quitação dos débitos, o proprietário deve emitir o CRLV-e por meio do portal de serviços do DETRAN DF. Outro caminho é fazer a solicitação pelo aplicativo DETRAN Digital. 

O condutor pode optar ainda por obter o CRLV-e pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), do Governo Federal. Esse app está disponível tanto para os celulares com sistema Android quanto com sistema iOS.

Segundo o Governo Federal, a Carteira Digital de Trânsito é um aplicativo que guarda, no celular do condutor, a respectiva carteira de motorista e o documento do veículo que esteja no nome desse condutor. 

Trata-se de uma forma segura de ter os documentos sempre à mão, com a mesma validade dos documentos impressos. Mais uma vantagem é poder compartilhar o documento digital do veículo com as outras pessoas que também o utilizam – o que facilita muito a dinâmica de famílias que compartilham o mesmo carro, por exemplo. 

Um ponto de atenção: o motorista apenas pode ter a Carteira Digital de Trânsito se a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) possui um QR Code na parte de trás.

Dica da Zapay: mantenha em dia o licenciamento DF e o IPVA 2023 DF

detran DF licenciamento

Data e tabela de licenciamento 2023 DF para veículos (carros e motos), ônibus, reboque ou semirreboque 

A seguir, conheça quais são as datas para a renovação do licenciamento anual dos veículos no Distrito Federal:

  • Finais da placa 1 e 2 – prazo final para renovação até 30 de setembro. 

 

  • Finais da placa 3, 4 e 5 – prazo final para renovação até 31 de outubro. 

 

  • Finais da placa 6, 7 e 8 – prazo final para renovação até 30 de novembro. 

 

  • Finais da placa 9 e 0 – prazo final para renovação até 31 de dezembro.

 

Tabela licenciamento 2023 DF: caminhões e tratores 

O site do DETRAN DF não especifica um calendário para atender ao licenciamento de caminhões e tratores, de modo que é válido que o proprietário de tais veículos se oriente pelo cronograma indicado no tópico anterior, bem como entre em contato com o Departamento Estadual de Trânsito do Distrito Federal.

Como pagar a taxa de licenciamento 2023 DF? 

O motorista pode acessar o boleto para o pagamento da taxa de licenciamento pelo site do DETRAN DF, pelo aplicativo DETRAN Digital ou ainda pelo app Carteira Digital de Trânsito. 

O boleto pode ser pago em instituições bancárias credenciadas, tais como: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Bradesco. Para realizar o pagamento, tenha em mãos o número da placa do veículo, bem como o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM).

Por que devo pagar a taxa de licenciamento 2023? 

O pagamento da taxa de licenciamento do veículo é uma obrigação que todo condutor deve ter. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o transitar com o automóvel não licenciado configura uma infração gravíssima. A punição para essa negligência é o pagamento de multa no valor de R$ 293,47, desconto de sete (7) pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além de recolhimento do carro ou da moto.

Vale reforçar que, desde 2021, o CRLV é emitido somente no formato digital, chamado CRLV-e. Desse modo, o documento pode ser apresentado na versão digital, por intermédio dos aplicativos oficiais mencionados, ou ainda na versão impressa em papel A4 branco comum. 

Qual o valor da taxa de licenciamento 2023 DF? 

Para 2023, o valor da taxa de manutenção de cadastro e renovação do licenciamento anual de veículos automotores é de R$ 93. Já o valor do CRLV-e (Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo) – 2ª via A/4 é de R$ 42, segundo o site do DETRAN DF.

Por que é importante pagar o licenciamento no Distrito Federal?

A quitação do licenciamento é uma obrigação anual que todo proprietário de veículo automotor deve ter em mente, conforme você já aprendeu ao longo desse artigo. É válido reforçar que o licenciamento veicular diz respeito a um processo de regularização obrigatório, que é feito anualmente para seu carro (ou veículo de outra categoria automotiva). 

O procedimento é feito dessa forma, pois, o licenciamento funciona como um atestado de que o veículo em questão está em conformidade com as normas de segurança exigidas pela legislação brasileira de trânsito, de modo a permitir que o condutor possa circular com o respectivo automóvel, sem que haja problemas com a fiscalização.

É por isso que com o pagamento do licenciamento o condutor pode retirar o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo, que, não por acaso, trata-se de um documento de porte obrigatório ao motorista e que deve ser apresentado em uma fiscalização, como situação de blitz, por exemplo. 

Nesse cenário, em tese, o licenciamento veicular serve como um comprovante de que o automóvel ou a motocicleta está em condições seguras para circular nas vias públicas brasileiras (ruas, avenidas, estradas e rodovias). O documento serve ainda para assegurar que o veículo não tem problemas com clonagem, roubo ou furto, além de atender às exigências legais em relação a ruídos e à emissão de gases poluentes. 

Porém, em termos práticos, pode ser que nem sempre tais dados sejam verificados pelos órgãos responsáveis ao liberar a documentação. Para evitar qualquer tipo de dor de cabeça, a indicação é que sempre que o motorista cuide de seu veículo para que ele esteja em ordem tanto em sua mecânica quanto na documentação.

Não à toa, no CRLV-e devem constar todos os dados referentes ao veículo, tais como o número que o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN, atual Secretaria Nacional de Trânsito SENATRAN) atribuem ao automóvel, no chamado Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM). 

Além da obrigação com o licenciamento, o condutor deve se atentar anualmente a outros cuidados, como o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), e o seguro obrigatório, que é o DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre).

Vale a pena ficar ligado sobre quais são as situações que envolvem documentação que podem gerar multas de trânsito. Confira algumas delas:

– Caso haja atraso na quitação de impostos, na realização da vistoria ou na renovação do licenciamento de veículo e o motorista for pego em uma blitz, poderá haver multa e demais penalidade.

– Se o veículo for pego em uma fiscalização e estiver com todos os pagamentos em dia, mas o motorista simplesmente não portar os documentos, não poderá ser multado.

Pode parecer um pouco confuso, porém é o que explica a Lei nº 13.281, que entrou em vigor no fim de 2016 e, entre outras disposições, determina que o condutor não é mais obrigado a andar com o CRLV no carro.

Contudo, isso apenas é útil se o condutor estiver em um município em que o sistema utilizado pela autoridade de trânsito for automatizado e funcionar bem. Afinal, sem o documento em mãos, o agente de trânsito terá acesso aos dados sobre o veículo, de modo a permitir que ele possa conferir se está tudo regularizado e quitado em dia. Porém, o motorista deve ter sempre a CNH em mãos (ou disponível do CDT).

Mas, para evitar confusão em potenciais fiscalizações, é sempre indicado ter fácil acesso à documentação do veículo também – pois vai que o sistema não é automatizado…

Calendário de licenciamento 2023

Conheça os valores de algumas taxas do DETRAN DF relacionadas aos serviços de Habilitação:

  • Abertura de RENACH: R$ 127.
  • ACC ou CNH – Adição de categoria: R$ 127.
  • ACC ou CNH – Solicitação da CNH definitiva: R$ 127.
  • ACC, CNH ou PD – Alteração cadastral: R$ 127.
  • ACC, CNH ou PD – Emissão ou 2ª via do documento físico: R$ 127.
  • Autorização provisória para dirigir a partir da 3ª via: R$ 42.
  • Avaliação Psicológica – Por Junta Psicológica Especial: R$ 568.
  • Avaliação psicológica em grau de revisão: R$ 235.
  • Avaliação psicológica para fins pedagógicos em instrutor, examinador ou diretor de CFC: R$ 235.
  • Avaliação psicológica para obtenção de habilitação: R$ 235.
  • Avaliação psicológica para reabilitação (acidente ou cassação): R$ 235.
  • Avaliação psicológica praticada por clínica credenciada: R$ 235.
  • Cadastro de retorno de candidato para base local: R$ 270.
  • Cancelamento de serviço de habilitação: R$ 52.
  • CNH – Correção de dados: R$ 127.
  • CNH – Emissão de prontuário: R$ 22.
  • CNH – Mudança de categoria: R$ 127.
  • CNH – Obtenção para dirigir veículos automotores 1(uma) categoria: R$ 127.
  • CNH – Obtenção para dirigir veículos automotores 2(duas) categoria: R$ 127.
  • CNH – Para estrangeiro com acordo: R$ 127.
  • CNH – Para estrangeiro sem acordo: R$ 127.
  • CNH – Permissão para dirigir veículos automotores 1(uma) categoria: R$ 127.
  • CNH – Permissão para dirigir veículos automotores 2(duas) categoria: R$ 127.
  • CNH – Reabilitação para dirigir veículos automotores: R$ 127.
  • CNH – Reconstituição de processo de habilitação extraviado: R$ 79.
  • CNH – Reemissão por erro de dados na base: R$ 182.
  • CNH – Reinício de habilitação de categoria: R$ 127.
  • CNH – Solicitação de renovação da CNH: R$ 127.
  • Credencial de Estacionamento – Condutor com deficiência física com dificuldade de locomoção 2ª Via: isenta
  • Credencial de Estacionamento – Condutor Idoso 2ª Via: isenta
  • Credencial de Estacionamento – Passageiro autista 2ª Via: isenta
  • Credencial de Estacionamento – Passageiro com deficiência física com dificuldade de locomoção 2ª Via: isenta
  • Credencial de Estacionamento – Passageiro com deficiência visual 2ª Via: isenta
  • Credencial de Estacionamento – Passageiro Idoso 2ª Via: senta
  • Custo de impressão do documento (Físico) – ACC, CNH, PD ou PID: R$ 60.
  • Estrangeiro – Análise de solicitação de habilitação com acordo: R$ 68.
  • Exame Médico – Sanidade física e mental: R$ 155.
  • PID – Custo de processamento: R$ 127.
  • Exame Médico – Credencial de estacionamento para condutor com deficiência física com dificuldade de locomoção: R$ 94.
  • Exame Médico – Credencial de estacionamento para passageiro com deficiência física com dificuldade de locomoção: R$ 52.
  • Exame Médico – Credencial de estacionamento para passageiro com deficiência visual: R$ 52.
  • Estrangeiro – Análise de solicitação de habilitação sem acordo: R$ 68.
  • Exame Médico – Por Junta Médica Especial: R$ 310.
  • Exame Médico – Reavaliação por Junta Médica Especial: R$ 155.
  • Exame Prático – Transferência de candidato ou condutor: R$ 32.
  • Exame Prático – Transferência ou substituição de instrutor: R$ 32.
  • Exame Prático – Veículos das categorias (ACC ou A): R$ 79.
  • Exame Prático – Veículo das categorias (B, C, D ou E): R$ 100.
  • Exame Prático ou Teórico – Desmarcação do exame do candidato: R$ 74.
  • Exame Teórico – Prova escrita ou eletrônica: R$ 47.
  • Licença de aprendizagem de direção veicular (LADV): R$ 42.
  • Transferência de dados da base nacional (candidato e/ou condutor): R$ 28.
  • Serviços de Biometria – Captura Digital, Digitalização e de imagem: R$ 47.
Avatar image of Alessandra Comitre
Written by

Alessandra Comitre

Jornalista formada há mais de 15 anos, com 12 anos de experiência em produção e criação de conteúdo, edição de texto, e gestão de pessoas. Atualmente atuo como redatora e produtora de conteúdo SEO freelancer.