Poupatempo
Categories:

Como fazer licenciamento através do Poupatempo?

Se você é morador do estado de São Paulo, certamente, em alguma ocasião que exigisse resolução de documentos burocráticos que envolvessem seu automóvel ou ainda seus documentos pessoais, como o RG (Registro Geral), CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e CPF (Cadastro de Pessoa Física), foi necessário utilizar os serviços do Poupatempo.

O Poupatempo é um projeto criado e implementado em 1997, durante a gestão Mário Covas, e administrado pela PRODESP (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo).

O cidadão encontra mais de 400 serviços disponíveis nas 100 unidades fixas de Poupatempo espalhadas por todo o estado de São Paulo – tanto nas cidades do interior quanto na região metropolitana. Você pode fazer licenciamento no Poupatempo, solicitar emissão de cédula de identidade, de atestado de antecedentes criminais, de carteira profissional, de carteira de habilitação, dentre outras possibilidades.

Se você quer fazer o licenciamento Poupatempo, mas não tem disponibilidade de ir a um posto fixo, saiba que o serviço é oferecido também na modalidade on-line, através do site e também do aplicativo (disponível para iOS e Android).

Neste artigo, a Zapay lhe explica todo o processo necessário para agendar licenciamento Poupatempo, como realizar o pagamento, como imprimir o documento, entre outras dicas. Vem com a gente e aprenda tudo sobre Poupatempo licenciamento. Confira!

Como fazer licenciamento através do Poupatempo?

Como faço para agendar licenciamento no Poupatempo?

Como fazer licenciamento através do Poupatempo?

Para fazer o licenciamento do seu veículo pelo Poupatempo, é válido saber que é possível realizar o processo tanto on-line, por intermédio do acesso pelo portal de Poupatempo – www.poupatempo.sp.gov.br – quanto no aplicativo Poupatempo Digital, disponível para usuários dos sistemas Android e iOS.

É importante relembrar que o vencimento do CRLV-e (Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo, na forma digital) varia de acordo com o final da placa de cada veículo. Portanto, fique atento para este detalhe.

Calendário do licenciamento 2022

Veículos automotores

Placas com finais 1 e 2: até 29 de julho.

Placas com finais 3 e 4: até 31 de agosto.

Placas com finais 5 e 6: até 30 de setembro.

Placas com finais 7 e 8: até 31 de outubro.

Placas com final 9: até 30 de novembro.

Placas com final 0: até 30 de dezembro.

Caminhões

Placas com finais 1, 2, 3 e 4: até 31 de outubro.

Placas com finais 5, 6 e 7: até 30 de novembro.

Placas com finais 8, 9 e 0: até 30 de dezembro.

 Vale ressaltar que o pagamento do licenciamento anual para os veículos registrados no estado de São Paulo já começou. Para 2022, a taxa cobrada pelo DETRAN SP (Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo) é de R$144,86 – valor destinado tanto para os veículos novos quanto para os usados.

Como faço para agendar licenciamento no Poupatempo?

Quer realizar o licenciamento de veículo no Poupatempo, mas está com receio do agendamento não bater com a sua rotina? Ora, não precisa se preocupar com isso. Serviços como licenciamento, renovação de CNH (Carteira Nacional de Habilitação), consulta de IPVA, Carteira de Trabalho, seguro-desemprego, Carteira de vacinação digital da Covid-19, entre outros, estão disponíveis nos canais digitais do Poupatempo. São mais de 150 serviços on-line que podem ser feitos com segurança, autonomia e comodidade, 24 horas por dia.

Agora, se você precisar de atendimento para algum serviço cujo atendimento presencial e gratuito (não existe modalidade paga para agendamento Poupatempo, vale dizer) é exigido, é necessário marcar data e horário em um dos canais oficiais do programa.

O Poupatempo ressalta que está atendendo de forma presencial apenas os serviços que não estão disponíveis nas plataformas digitais. O programa alerta, ainda, que os usuários devem acessar somente os canais oficiais do programa – o portal (www.poupatempo.sp.gov.br), totens de autoatendimento e o aplicativo Poupatempo Digital – para obter informações e agendar serviços nos postos. Fique atento para não cair em golpes ao utilizar canais não oficiais.

Pode pagar licenciamento no Poupatempo?

Para realizar o licenciamento, você deve estar com todos os débitos veiculares quitados e também é necessário realizar o pagamento de taxa na rede bancária conveniada. Para tal, você deve utilizar o número do RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores).

Em até três (3) dias úteis, após o pagamento, você pode visualizar seu documento no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). Caso você queira, é possível o documento também em papel sulfite A4.

Caso você seja um proprietário de veículo Pessoas Jurídica (PJ), atenção: é possível acessar e imprimir o documento do(s) seu(s) veículo(s) pelo Portal DetranSP.

Vale a pena também explicar ao proprietário do veículo o que é a taxa de licenciamento. Ela é cobrada com o objetivo de garantir as condições de segurança do automóvel e sua conformidade com as normas de emissão de poluentes e ruídos. Por isso que esta autorização é uma obrigatoriedade para autorizar a circulação de veículos automotores em todo o território brasileiro.

Assim, a taxa de licenciamento é utilizada para cobrir os custos de emissão da documentação do veículo. Vale dizer que não existe uma regra definida quanto ao valor que cada veículo deve pagar e, por essa razão, cada um dos estados brasileiros estipula um valor a ser pago pelos proprietários de veículos registrados em seus respectivos territórios.

Os valores arrecadados com o pagamento da taxa de licenciamento são também utilizados para custear as atividades de fiscalização feitas pelos órgãos estaduais responsáveis pelo trânsito de veículos, tanto nas atividades que dizem respeito ao controle de informações dos sistemas de dados, quanto nas blitz de conferência de regularidade da documentação, que, por sua vez, é exigida por lei. Tais passos são obrigatórios para a documentação física assim como para a documentação virtual.

Sabia que seu licenciamento pode ser parcelado, assim como outros débitos veiculares?

É isso mesmo!

Todo cidadão do estado de São Paulo, e também de outros estados brasileiros, que possua dívidas de qualquer natureza relativas a veículos automotores podem realizar a quitação dos débitos em até 12 vezes utilizando cartões de crédito.

Dica: é possível utilizar até três (3) cartões de crédito diferentes, independentemente de ser da titularidade da pessoa que está pagando os débitos, garantindo a integridade da operação mediante senha pessoal e intransferível do título do cartão.

Na lista de possibilidades, podem ser parcelados todos os débitos veiculares, como multas, IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) – inscrito ou não em dívida ativa –, Seguro DPVAT (Seguro por Danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre) e taxa de licenciamento. 

Você pode ainda utilizar a Zapay para realizar o pagamento dos seus débitos veiculares. Afinal, a Zapay é sempre uma mão na roda e oferece um serviço prático e rápido para que você possa circular com o seu veículo, de qualquer uma das categorias de CNH, tranquilo e dentro da legislação.

Em nossa página, além de parcelar em até 12 vezes no cartão de crédito, você pode ainda fazer um PIX ou pagar via boleto bancário, TicketLog ou ainda Voucher. É só selecionar a opção que melhor cabe no seu bolso – e no seu orçamento familiar. 

Como imprimir o licenciamento pelo Poupatempo?

Vale a pena destacar ao amigo motorista e proprietário de veículo que os documentos, hoje, são massivamente digitais. E isso também é verdade no que se refere ao licenciamento do seu automóvel.

Segundo alerta o próprio Poupatempo, o Licenciamento anual (CRLV) é digital. Desde 8 de maio de 2020, este documento não é mais impresso pelo Poupatempo. Mas o caminho para acessá-lo, então? A recomendação é que o usuário o utilize em seu celular.

Ainda: desde 4 de janeiro de 2021, o CRLV-e passou a valer também como Certificado de Registro de Veículo (CRV) e Certificado de Licenciamento Anual (CLA), segundo resolução nacional. Ou seja, mais um passo para a digitalização de toda a vida burocrática que envolve o seu veículo.   

Segundo a orientação do Poupatempo, em um banco conveniado ao DETRAN SP (Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo), caixa eletrônico ou internet banking, informe o número do RENAVAM do veículo para pagar a taxa do licenciamento e outros débitos, se houver.

Depois disso, em até três dias após o recebimento da taxa, o CRLV-e ficará disponível para download e impressão no item Licenciamento Digital nos portais do Poupatempo (www.poupatempo.sp.gov.br), DETRAN SP (www.detran.sp.gov.br) e Denatran (portalservicos.denatran.serpro.gov.br) – Departamento Nacional de Trânsito – , além dos aplicativos Poupatempo Digital, DETRAN SP e Carteira Digital de Trânsito (CDT). 

O documento poderá ser salvo no próprio celular e impresso, em papel sulfite comum. Só o aplicativo Poupatempo Digital contabiliza 1,7 milhão de acessos ao CRLV-e, segundo informa o Poupatempo. 

Mais uma opção para imprimir o seu licenciamento é acessar o portal de Serviços do SENATRAN (Secretaria Nacional de Trânsito). Para tal, você deve entrar na conta com cadastro gov.br – ou, ainda, com os dados do cadastro feito em bancos conveniados.

Ao acessar a página, clique na opção “Meus veículos”. Em seguida, clique em CRLV Digital. Dessa forma, acontecerá o download da versão PDF do licenciamento 2022, ficando possível que você, motorista e proprietário de veículo, imprima a documentação em sua residência.

O importante é que o proprietário do veículo e/ou motorista tenha fácil acesso aos documentos essenciais para que o automóvel possa circular em dias públicas. Se este acesso se dá pela tela do celular ou algum outro gadget que tenha o aplicativo ou mesmo o PDF com o licenciamento ou ainda pelo papel impresso, aí vai do estilo e da preferência de cada condutor.

Quais são os órgãos autuadores presentes no trânsito brasileiro?

Quais órgãos autuadores do trânsito brasileiro você conhece? Neste conteúdo, a Zapay lhe apresenta aqueles que controlam o trânsito, a partir de diferentes categorias de instituições governamentais. Vale frisar que os órgãos autuadores são aqueles órgãos legais que podem penalizar os proprietários de veículos automotores e motoristas. Eles podem ser municipais, estaduais ou ainda federais. Onde se implica cada atuação, quais são os limites de poder, quais órgãos devo recorrer para diferentes problemas – todas essas dúvidas são esclarecidas neste artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.