débitos veiculares
Categories:

Licenciamento 2022 MG: valor e tabela de vencimentos

Tem dúvidas sobre a taxa de licenciamento 2022 MG? Quer saber quais são as diferenças entre IPVA e licenciamento 2022 MG? Então, vem com a Zapay! Nós lhe contaremos tudo sobre o licenciamento 2022 MG – aquelas dicas para você ficar em dia com o DETRAN e deixar o seu carro pronto para rodar dentro da lei. Assim, ninguém fica com dúvidas sobre o que precisa ser feito. Leia e confira!

Como consultar o licenciamento 2022 em MG?

É muito simples consultar o licenciamento do seu veículo em Minas Geais. Além disso, é preciso que o motorista consulte junto do licenciamento se existem autuações, multas, impedimentos, restrições financeiras e o ano do último pagamento do seguro DPVAT (Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres), taxa de licenciamento e IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores).

O método para realizar a consulta é fácil: é só preencher com os dados pedidos o formulário eletrônico que irá aparecer no site do DETRAN MG (Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais) com a placa do veículo e o número do chassi, que constam no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) dos anos anteriores. Após digitar o código captcha, clique em “pesquisar”. 

Só um detalhe: em caso de multas já quitadas que foram aplicadas pelo DETRAN-MG, mas ainda aparecem constando como pendentes no sistema, solicite a baixa, após 48 horas do pagamento da multa, pelo Fale Conosco. Preencha formulário eletrônico informando o nº do Auto de Infração de Trânsito “AIT”, placa, chassi e Renavam.

Importância do licenciamento

Essencial, o licenciamento de um veículo, o processo de regularização de um carro. É ele que dá permissão para livre circulação sem restrições ou problemas com a fiscalização. Por meio desse licenciamento, o condutor consegue obter o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), um documento que é extremamente recomendável estar com o motorista sempre que estiver dirigindo, para diversas situações, como no caso de uma blitz policial.

Na teoria, o licenciamento funciona como um “laudo médico” do carro. A Zapay explica. Esse documento comprova que o carro está em condições seguras para andar nas ruas e rodovias, que não tem problemas relacionados à criminalidade, cada vez mais comum no país, como ser um veículo clonado, roubado ou furtado e, ainda, atende às expectativas legais em relação à sustentabilidade, emitindo o número de decibéis permitido pela lei tal como a emissão de gases poluentes até uma faixa aceitável. 

Esse processo é um dever, fazendo parte da série de obrigações que devem ser cumpridas todos os anos pelos donos de carros. Além dele, é preciso ficar atento a outros dois pagamentos: o do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT).

Importante lembrar que o licenciamento não é feito apenas uma vez, na compra do carro, por exemplo. Ele deve ser efetuado todos os anos, ou seja, é uma despesa que deve estar no seu planejamento de vida caso seja doto de um carro, para que o valor não lhe surpreenda e pese menos no seu bolso. Vale destacar que cada estado e município tem sua maneira e datas específicas para realizar esse procedimento. Portanto, esse artigo é focado no estado de Minas Gerais, então usaremos as informações referente a ele como fonte de informação para esse texto. 

Agora, se você quiser saber mais sobre o licenciamento e conferir a tabela em outro estado, pode dar uma olhada em nosso link sobre o Rio Grande do Sul clicando aqui

Diferença licenciamento e IPVA

No meio de tantos documentos que devem ser renovados ano após ano como IPVA, DPVAT e licenciamento, é comum que os donos de veículos tenham dúvidas sobre qual a diferença entre todos esses impostos e qual a função de cada um deles perante a lei e o dia a dia. No entanto, a dúvida que a gente mais escuta é saber qual a diferença entre IPVA e licenciamento. Vamos destrinchar tudo isso?

O DPVAT é um seguro obrigatório que cobre os custos médicos e indenização caso o proprietário se envolva em algum acidente de trânsito. Já o IPVA e licenciamento são tributos que dizem respeito à posse do bem e ao direito de transitar pelas ruas com o veículo.

Enquanto o IPVA é um imposto que incide sobre a posse do bem, o licenciamento é uma autorização para que você possa andar com seu veículo nas ruas e nas estradas sem problemas.

Mesmo sendo dois tributos distintos, o licenciamento depende do IPVA para ser renovado. Caso o proprietário não tenha pago o IPVA e nem o DPVAT, ou então tenha débitos referentes a autuações, não é possível fazer a renovação do licenciamento do veículo.

Enquanto isso, andar com o IPVA atrasado não pode ser considerado uma infração. A punição para essa perda de prazo vem de outra forma: juros e multas bem elevados, podem até mesmo duplicar o valor do IPVA se o proprietário for incluído na dívida ativa.

Existe outro ponto que vale destacar: a data da cobrança. Se o IPVA deve ser pago todos os anos entre janeiro e fevereiro, dependendo do último número da placa, o licenciamento varia entre abril e dezembro, também seguindo uma tabela que varia conforme o último número da placa do automóvel.

Quais são as condições para pagar o licenciamento MG 2022?

Como explicamos, pagar o licenciamento é fundamental para autorizar a circulação do veículo. O dia final para pagar o seu foi dia 31 de março de 2022, independentemente do final da sua placa. Em Minas Gerais, o licenciamento vence para todos os veículos no mesmo dia. Se você perdeu o prazo, fique tranquilo, a gente te explica como faz.

Vale lembrar que, para realizar o licenciamento, é necessário quitar todos os débitos pendentes do veículo, como IPVA e multas em aberto. 

A primeira coisa a se fazer é consultar quando seria o vencimento do licenciamento 2022 para o seu veículo. O calendário de pagamento varia de acordo com o mês e também o final da placa do carro.

Nesse artigo, você pode consultar a tabela do licenciamento de 2022 com o calendário oficial do Detran.

Não conhecer as datas de vencimento dos tributos do carro é o primeiro erro de todo motorista endividado, e esse acúmulo pode trazer muitos prejuízos ao serem somados aos gastos naturais de todo carro como manutenção e combustível. 

Depois disso, é preciso pagar o IPVA e outras multas pendentes para realizar o licenciamento de 2022. Como falado acima, qualquer débito pendente, por menor que seja, irá impedir que você licencie o seu veículo e, por consequência, tenha o documento atualizado como manda a lei.

Depois de quitar as multas e o IPVA, resta somente finalizar o processo, pagando, assim, o licenciamento 2022 MG.

Como pagar o licenciamento 2022 MG?

Quer um passo a passo resumido de como pagar o seu licenciamento 2022? Então, siga essas dicas que vai ser moleza para você não perder mais o prazo nas próximas vezes.

1) Acesse o portal do Detran-MG;

2) Na aba de Veículos, clique em “Taxa de Licenciamento Anual”;

3) Clique em “Guia de Arrecadação” ou acesse diretamente com este link;

4) Informe o RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores) e ano de exercício para emitir a Guia de Arrecadação;

4) Pague a Guia com os juros devido ao atraso

5) Pronto! Agora você já pode emitir o CRLV Digital 2022.

Para saber mais sobre o passo a passo geral válido em todos os estados brasileiros, confira aqui nosso artigo completo sobre o assunto.

O licenciamento pode ser parcelado? 

2022 foi o ano em que tudo subiu de preço, e com o licenciamento não foi diferente. A taxa subiu para R$ 144,86 para veículos novos e usados. Até 2021, os valores eram diferentes – R$ 131,80 (-9,9%) para modelos zero quilômetro, e R$ 98,91 (-46,45%) para os seminovos e usados. A taxa de licenciamento pode ser sim parcelada, porém existem diversas regras para ver se seu caso se enquadra nos passíveis de parcelamento.

Quando vence o licenciamento 2022? 

Como explicamos, já passou o prazo de vencimento do licenciamento MG 2022. Confira o calendário abaixo: 

Placas Período para o licenciamento anual

Final 1 Até 31/03

Final 2 Até 31/03

Final 3 Até 31/03

Final 4 Até 31/03

Final 5 Até 31/03

Final 6 Até 31/03

Final 7 Até 31/03

Final 8 Até 31/03

Final 9 Até 31/03

Final 0 Até 31/03

Apesar da repetição demos bastante destaque para ficar de fácil visualização que todas as placas em Minas Gerais precisam pagar o licenciamento até o último dia de março. Caso você tenha perdido o prazo, leia esse artigo inteiro e veja como proceder para não ficar em dívida com a justiça.

Se quiser saber prazos e outras informações sobre o licenciamento em Santa Catarina, é só acessar esse link

O que acontece se não pagar o licenciamento?

De acordo com o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), pilotar um veículo que sem registro atualizado e sem estar propriamente licenciado configura uma infração de trânsito.

Caso você seja flagrado dirigindo com licenciamento atrasado, seu carro será retido e levado ao pátio até que a documentação fique regularizada. A multa é salgada e o proprietário recebe sete (7) pontos na CNH.

Multa por não pagar o licenciamento 

Complementando a sessão anterior, quem não fizer o licenciamento comete infração gravíssima. Assim, se for pego pela fiscalização, o motorista recebe multa de R$ 293,47 e ganha sete (7) pontos no prontuário CNH.

Nós, da Zapay, somos grandes incentivadores dos motoristas que fazem do nosso trânsito um lugar mais seguro e com regras. Se você mantém seus próprios documentos pessoais como RG, título de eleitor e outros sempre bem cuidados, a atenção com seu carro não pode ser diferente. Por isso, caso você tenha sido pego em flagra cometendo esse ato, não negligencie o fato e faça o possível para resolver a situação. Mais do que pontos na carteira, ter a consciência tranquila no volante é essencial na hora de dirigir com segurança.

Licenciamento atrasado tem juros?

O licenciamento atrasado tem juros sobre o valor da taxa. Em Minas Gerais, o juro por licenciamento atrasado é de 0,33% por dia de atraso até alcançar o limite de 20%, o que ocorre em 60 dias. Depois disso, o débito é inscrito na dívida ativa.

Casos extremos: Caso o dono do veículo continue inadimplente, o débito vai para inscrição na Dívida Ativa. Desse jeito, o nome do proprietário é incluído no Cadin Estadual (Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais). Isso, portanto, impede de aproveitar eventual crédito que possua por solicitar a Nota Fiscal Paulista ou até mesmo outras punições mais graves, como não poder participar de concursos públicos e solicitar empréstimos.

Para regularizar a situação, uma opção viável é ir atrás de um despachante ou empresas credenciadas à Sefaz (Secretaria da Fazenda). Assim, poderá quitar a dívida com cartão de crédito. Entretanto, apenas as operadoras financeiras conveniadas podem definir o número de parcelas por meio de negociação.

Quando será exigido o CRLV 2022 em MG?

Proprietários de veículos registrados no estar de Minas Gerais devem estar ligados e em dia. Desde o início de junho, o CRLV 2021 é obrigatório em todo território. O documento pode ser apresentado no formato digital ou impresso em papel comum. Com essa exigência em vigor, durante fiscalização, os motoristas não precisam mais apresentar os comprovantes de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

O órgão ressalta que o CRLV só não precisa ser apresentado em papel caso o agente consiga consultar as informações sobre o veículo de forma on-line. Ainda de acordo com o DETRAN-MG, o prazo para a exigência do CRLV 2022 ainda não foi definido. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.