cnh b
Categories:

CNH D: Descubra quais veículos são permitidos, tempo e preço para tirar a habilitação

Há muitas formas de ser remunerado utilizando seu veículo. Uma delas é o transporte coletivo de passageiros, que aliás é uma atividade essencial para o funcionamento das cidades.

Seja van, ônibus ou micro-ônibus, fato é: você precisa conquistar a CNH D para estar apto a dirigir estes veículos. 

E uma boa notícia para quem já é condutor tipo B ou C: estas categorias de habilitação são requisitos essenciais para a obtenção da carteira de habilitação categoria D. 

Tire suas dúvidas sobre a CNH categoria D, dicas sobre o processo de formação teórico e prático, preço e quem pode tentar esta carteira de habilitação. Confira!

O que é categoria D na habilitação?

Quais veículos são permitidos com a CNH D?

Quem pode tirar a CNH D?

Qual é o preço da CNH D?

Quanto tempo demora para tirar habilitação tipo D?

O que é categoria D na habilitação?

A CNH D permite que motoristas estejam autorizados a conduzirem veículos motorizados e que são utilizados no transporte coletivo de passageiros. São veículos que transportam acima de 8 pessoas, como vans, ônibus e micro-ônibus.

Além disso, o condutor com habilitação D fica apto a dirigir os veículos designados para as CNHs dos tipos B e C também.

Conheça as diferentes categorias de carteira de habilitação e veja qual delas combina mais com você e seus sonhos:

  1. Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC): permite que os condutores dirijam veículos de duas rodas com até 50 cm³ de cilindrada. Estes veículos não podem ser capazes de ultrapassar 50 km/h.
  2. CNH A: esta carteira de motorista permite que o condutor dirija veículos de duas ou três rodas, com ou sem carro lateral, com mais de 50 cm³ de cilindrada. O condutor pode dirigir também ciclomotores da categoria ACC.
  3. CNH B: os motoristas ficam habilitados a dirigirem automóveis, quadriciclos e motorhomes. Ou seja, o conduto fica apto a dirigir veículos de quatro rodas com até 3,5 toneladas de peso bruto total e capacidade para até oito passageiros (nove, se contar com o motorista).
  4. CNH C: abrange todos os veículos da categoria B e permite que o motorista conduza caminhões, tratores, além de máquinas de movimentação de carga e agrícola. São veículos de carga, não articulados, e com mais de 3,5 toneladas de peso bruto total. 
  5. CNH D: além de permitir que o motorista dirija todos os veículos das categorias B e C, ele também fica apto a conduzir veículos que transportam mais do que oito passageiros. São os casos de ônibus, micro-ônibus e vans. Ideal para quem quer trabalhar com transporte escolar, por exemplo.
  6. CNH E: é a mais completa e complexa categoria, pois permite que o motorista conduza os veículos dos tipos B, C e D, além de carretas e caminhões com reboque e semirreboque articulados. Estes são os veículos com unidade acoplada e que excedem 6 toneladas em seu peso bruto total. 

São muitas opções e cada uma das delas demanda muita responsabilidade na vida coletiva que é o trânsito. Por isso que o processo de formação do condutor é imprescindível. 

Quais veículos são permitidos com a CNH D?

Uma vez habilitado, o motorista CNH categoria D pode dirigir ônibus, micro-ônibus e vans. 

Além disso, ele também fica autorizado para conduzir os veículos que abrangem as carteiras de habilitação tipos B e C. Estas categorias de CNH, aliás, são fundamentais para que você pode iniciar o processo para a obtenção de sua CNH D. 

Quem pode tirar a CNH D?

Para iniciar o processo para conseguir a CNH categoria D, é preciso se encaixar no seguinte perfil:

– Ter 21 anos, no mínimo.

– Possuir experiência mínima de dois anos na CNH B ou de um ano na CNH C.

– Não ter cometido infração grave ou gravíssima, nem ser reincidente em multa por infração média nos últimos 12 meses. 

Segundo a Lei federal 13.103/2005, a também famosa Lei do Caminhoneiro ou Lei do Motorista, a partir da categoria C, todos os aspirantes e os já motoristas devem fazer exames toxicológicos. Ou seja, este exame é uma obrigatoriedade tanto na sua formação para ser um condutor tipo D, quanto nas renovações de sua CNH.

Esta lei é também fundamental para que o motorista saiba mais sobre sua jornada de trabalho e seus direitos profissionais.

Requisitos necessários

Para trabalhar com veículos escolares ou outros automóveis que transportem passageiros, são necessários alguns requisitos para tirar CNH D. Vale sempre frisar quanto à CNH D que: além do manejo com o sistema de funcionamento do próprio carro no trânsito, há ainda responsabilidade acerca da vida dos passageiros. Fique atento.

Desse modo, é necessário ter experiência no trânsito para dirigir veículos da categoria D. Ou seja, o condutor deve estar habilitado na categoria B há, no mínimo dois anos, e/ou precisa ter a carteira de habilitação tipo C há, ao menos, um ano.

Ainda: o aspirante a condutor de microônibus, ônibus e vans deve ter, no mínimo, 21 anos. Se você é um jovem de 18 anos recém-completados e tem como objetivo ser motorista de algum dos veículos citados, organiza-se para as etapas anteriores (ou seja, as CNH tipos B ou C) e aguarde até completar 21 anos.

É necessário também que o candidato realize e seja aprovado no exame médico para distúrbios do sono e teste toxicológico. É importante reforçar que o exame toxicológico é exigido para a obtenção das carteiras relacionadas às categorias C, D e E, bem como a renovação para estes três tipos de CNH.

Novamente: tudo isso porque o condutor com habilitação tipo D ficará apto a conduzir veículos com mais de cinco passageiros. A prova teórica, no caso, é feita com um micro-ônibus, com capacidade para até 20 pessoas e a aprovação neste exame é um requisito fundamental para a obtenção da CNH D.

CNH D: Trabalhar com ônibus, micro-ônibus ou vans

Se você tem como objetivo desenvolver atividades remunerada com sua CNH D é necessário fazer o Curso de Transporte Coletivo de Passageiros, segundo a resolução 168/2004, do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito). Trata-se de curso de 50 horas, com o objetivo de preparar o motorista para conduzir veículos de passageiros com segurança.

Qual é o preço da CNH D?

Você já se decidiu e conquistar a Carteira Nacional de Habilitação tipo D é seu objetivo – afinal, ela pode lhe trazer muitas possibilidades de trabalho, por exemplo.

Como todo processo e obtenção de documento, há um preço a ser pago para conseguir a CNH D – tanto no que diz respeito à dedicação nos estudos teóricos e práticos, quanto ao próprio bolso do aspirante a condutor.

Para conseguir a CNH categoria D, é necessário ser aprovado nas seguintes etapas: exame médico, exame psicotécnico, exame toxicológico, aulas teóricas e práticas, taxa do DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) para a prova prática e emissão da CNH.

Entre exames médicos de aptidão física e mental, exame toxicológico, autoescola (onde você terá, ao menos, 20 horas de aulas práticas, além da prova também prática) e custos com taxas do DETRAN e com a emissão da CNH, o valor médio para obter a carteira de habilitação tipo D gira entre R$2.000 e 2.500, a depender de seu estado e de sua cidade.

Uma dica: quanto mais aulas você precisar, em qualquer uma das etapas, mais você terá que pagar. Por isso é importante seriedade e paciência nos momentos de formação e avaliação, para que não seja necessário mexer no planejamento financeiro além do imaginado.  

O ideal é que o aspirante a condutor pesquisa valores em diferentes Centros de Formação de Condutores (CFC) e verifique a legitimidade do centro que fará sua formação – você pode averiguar isso junto ao DETRAN. 

Quanto tempo demora para tirar habilitação tipo D?

Realizar todas as etapas para que você possa tirar a sua CNH D, demanda tempo. Afinal, é necessário cumprir todos os requisitos necessários para a formação de um condutor de passageiros completo e é importante que todo candidato esteja ciente disso.

Todo candidato à categoria D tem até um ano para conseguir este tipo de carteira de habilitação. Após este prazo máximo, o candidato deve iniciar o processo novamente. Em média, CNHs, no geral, saem com cerca de 90 dias – no caso, a permissão para conduzir é emitida.

Importante sempre lembrar que: cada um dos passos necessários na formação do condutor deve sempre ser feito junto à autoescola de sua confiança e ao DETRAN de sua cidade. Fica a dica!

Para saber ainda mais sobre os prazos e o tempo que demora para a emissão da carteira de motorista, a Zapay preparou mais este conteúdo para você: Quanto tempo demora para tirar CNH? Saiba aqui! – Blog Zapay. Tudo para facilitar seus procedimentos e para que você possa ter logo a sua CNH D – ou a carteira de motorista da categoria que desejar. 

Escolher uma autoescola de confiança

O local onde você realizará a sua formação como condutor é de extrema relevância. Você já sabe: em todo processo que envolve documentação e burocracias, as atenções devem estar redobradas. E o mesmo vale para a sua carteira de habilitação. Por isso, é importante que você escolha com atenção a autoescola que conduzirá sua aprendizagem e seu processo para a conquista da carteira de motorista tipo D – e de também as CNHs de outras categorias.

Cabe a você, motorista ou aspirante a condutor, atentar-se para saber se a autoescola escolhida é credenciada junto ao DETRAN. Você pode perguntar pelo Credenciamento no DETRAN, antes de se matricular no CFC (Centro de Formação de Condutores). 

Outro passo que evita dores de cabeça é checar no site do DETRAN do seu estado se consta listada a autoescola que você deseja. Dica: cuidado com valores apresentados muito abaixo da média das demais autoescolas, pois isso pode ser um indicativo de golpe, que pode lhe trazer muitos prejuízos. Portanto, analise se a autoescola está cobrando um valor justo ou alinhado à média do mercado até mesmo para proteger seu bolso e seu tempo.

Ainda no site do DETRAN, você pode conhecer os níveis de aprovação da autoescola desejada. Veja a taxa de aprovação dos últimos 12 meses para ter um parâmetro sobre as aprovações. Há três tipos de exames disponíveis para verificação de aprovação – exame teórico (Técnico de Legislação de Trânsito), exame prático de direção veicular (categoria A – moto) e exame prático de direção veicular (categoria B – carro).

Outra dica válida é conhecer os instrutores antes de escolher a autoescola para primeira habilitação. É muito importante sentir que aquela pessoa que vai lhe ensinar teoria e prática realmente entende do assunto, está atualizada e pode lhe passar segurança na aprendizagem. Verificar os veículos disponibilizados pela autoescola para as aulas práticas também é importante – afinal, ninguém quer aprender em uma moto ou carro sem a devida manutenção, não é mesmo? Segurança sempre em primeiro lugar.

É válido também perguntar pelo tempo que o CFC leva para marcar os exames dos alunos. Respeitar a periodicidade correta e ter em mente que os candidatos têm ansiedades é fundamental para que o trabalho junto com a autoescola escolhida funcione. Exija sempre um contrato junto à autoescola de sua confiança.

Algumas dúvidas podem surgir: como renovar a CNH? Como saber se a CNH foi emitida? Embora esses exemplos sejam passos além da primeira habilitação, é sempre bom saber como lidar com as situações mencionadas.

Você pode renovar sua CNH tanto online quanto presencialmente no DETRAN de sua cidade. Para saber sobre a emissão de CNH, é possível também consultar o site do DETRAN. Atenção paulistas: desde 15 de janeiro de 2021, a entrega da CNH é feita exclusivamente pelos Correios no endereço cadastrado no Detran de São Paulo.

Caso você enfrente problemas com a CNH bloqueada, a dica é acessar este conteúdo especial da Zapay para resolver o problema: CNH Bloqueada: Entenda o que é e como resolver – Blog Zapay.

Fazer os exames médicos e psicotécnicos

Os exames médicos e psicotécnicos são a primeira etapa para tirar a CNH, portanto, são obrigatórios. Eles duram, em média, uma hora e são bastante simples. O objetivo é que tanto o médico quanto o psicólogo possam avaliar suas condições físicas e mentais para dirigir o veículo pretendido.

Para obter a CNH D é obrigatório exame toxicológico. Você pode saber mais sobre este procedimento neste conteúdo: Exame toxicológico CNH: Saiba o que é e como funciona. O exame toxicológico tem validade de dois anos.

Fazer o curso teórico do CFC

O curso teórico do CFC é de extrema importância ao condutor e ao respeito no trânsito. Afinal, é nele que o aspirante a motorista aprenderá acerca da legislação vigente sobre o trânsito brasileiro, além de dicas para uma direção segura.

Segundo o Contran, o curso tem 45 horas/aula, divididas em: Legislação de Trânsito, direção defensiva, primeiros socorros, meio ambiente e cidadania e noções de mecânica básica.

Realizar a prova teórica

A prova teórica é mais um passo importante rumo à sua CNH. É possível fazer o agendamento do exame teórico de forma on-line, no site do DETRAN. Tanto o DETRAN quanto a autoescola escolhida podem lhe auxiliar neste procedimento. 

Fazer as aulas práticas 

As aulas práticas são obrigatórias e essenciais para sua formação. Elas devem ser feitas em, no mínimo, 20horas para que você aprenda, na prática, a condução segura de ônibus, microônibus e vans.

A prova prática é o momento onde você será avaliado diante de todo o aprendizado obtido no processo da CNH. Ela é marcada pela autoescola e o candidato deve estar no dia e hora destinados a ele. O exame é feito no veículo da autoescola que você treinou durante as aulas práticas.

O candidato é reprovado se cometer uma falta eliminatória ou acumular três pontos em faltas. As pontuações são feitas da seguinte forma: 

– Cometer falta eliminatória – reprovação.

– Cometer falta grave – 3 pontos.

– Cometer falta média – 2 pontos.

– Cometer falta leve – 1 ponto. 

One thought on “CNH D: Descubra quais veículos são permitidos, tempo e preço para tirar a habilitação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.