pessoa com cartão de crédito pagando
Categories:

Quanto custa manter um carro?

Nós já falamos aqui sobre o planejamento para a compra do primeiro carro e um dos pontos mais importantes nesse planejamento é de fato entender e calcular quanto do seu orçamento você vai comprometer com a compra de um veículo. 

Além dos custos com despesas mensais e anuais, algumas também podem ser imprevisíveis como, por exemplo, no caso de uma colisão. Mesmo que você pague um seguro, dependendo do seu pacote, você poderá ter que pagar a franquia do seguro, provavelmente ficará sem carro e possivelmente até ter gastos com outros transportes. Por isso é importante lembrar que mesmo com seu carro quitado você ainda precisa arcar com custos todos os meses.

Muitos dizem que em média você tem um custo mensal de 2% do valor do veículo. Ou seja se seu carro vale R$60.000 o custo de manutenção mensal fica em torno de R$1.200. Pra te ajudar a entender melhor quanto custa manter um carro, nós fizemos uma lista com os principais pontos que você deve levar em consideração pra se planejar financeiramente para os possíveis gastos que terá com seu veículo. Confira!

Gastos previstos

Desvalorização: Logo que sai da concessionária, o carro sofre, em média, 10% de desvalorização, e ao longo do tempo mesmo em um curto prazo essa desvalorização pode chegar a 20% ou mais. Claro que isso não é uma despesa mensal, mas vai pesar no bolso quando precisar vender o carro ou trocar, de certa forma é um “gasto”, pois você está perdendo dinheiro. 

Combustível, pedágio e estacionamento: esse é um gasto mensal que varia de acordo com a sua necessidade, mas se você usa o carro vai ter este gasto. Para tentar se planejar melhor com esse gasto você pode calcular o custo tanto com base no uso do carro no dia a dia como para um viagem de féria, por exemplo

IPVA e licenciamento: O IPVA e Licenciamento são obrigatórios e o não pagamento pode gerar multas e acúmulos de juros. O IPVA é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores e sem o pagamento dele você não consegue licenciar o seu carro. Essas taxas são pagas anualmente e o valor varia de acordo com o estado. Além disso há também o DPVAT (Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres) uma espécie de seguro que cobre danos ao passageiro, motorista e pedestre (não ao veículo). Desde 2020 o DPVAT não está sendo cobrado, mas a cobrança pode voltar nos próximos anos. Os valores variam para o tipo de veículo. O DPVAT deve ser pago junto com a parcela única ou primeira parcela do IPVA. Em 2018 o valor do DPVAT foi de: 

Automóveis e camionetas ​​particulares / oficial, missão diplomática, corpo consular e órgão internacional.R$ 45,72
Táxis, carros de aluguel e aprendizagem.R$ 45,72
Ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete (urbanos, interurbanos, rurais e interestaduais).R$ 164,82
Micro-ônibus com cobrança de frete mas com lotação não superior a 10 passageiros e ônibus, micro-ônibus e lotações sem cobrança de frete (urbanos, interurbanos, rurais e interestaduais).R$ 103,78
Ciclomotores.R$ 57,61
Motocicletas, motonetas e similares.R$ 185,50
Caminhões, caminhonetas tipo “pick-up” de até 1.500 Kg de carga, máquinas de terraplanagem e equipamentos móveis em geral (quando licenciados) e outros veículos.R$ 47,66

Seguro: você precisa ter um seguro para proteger seu bolso em caso de acidentes ou furto do veículo. O Seguro cobre os danos do seu carro e o de terceiros, caso você seja o responsável por uma colisão. Não ter seguro pode poupar seu dinheiro mensalmente, porém você pode ter um grande prejuízo no futuro. Além do custo do seguro, a maioria dos planos possuem uma franquia e se precisar utilizar o seguro será necessário pagar essa franquia que varia de acordo com o tipo de seguro e modelo do carro. 

Revisões e manutenção: para manter o bom funcionamento do carro e para que ele tenha uma vida útil mais longa é necessário realizar as revisões previstas pelo fabricante no manual do veículo. Inclusive se seu carro estiver na garantia e você deixar de fazer ou atrasar a revisão você possivelmente perderá a garantia. As revisões costumam acontecer de acordo com o tempo ou pela quilometragem rodada e são cruciais pra troca de óleo e verificação dos itens essenciais que garantem o bom funcionamento do carro. Siga as indicações do fabricante no manual. Mesmo se seu carro já não estiver mais na garantia é recomendado seguir com as revisões periódicas para manter o carro seguro. Além disso, de tempos em tempos é necessário a troca de itens do carro como, pneus e pastilha de freio. 

Gastos imprevistos

Multas: multa é sinônimo de desperdício de dinheiro, pois é um gasto que pode ser totalmente evitado, porém pode acontecer imprevistos, um descuido e além dos pontos na carteira você vai ter que arcar com o custo da multa. Lembrando que é necessário quitar débitos de multas para poder licenciar seu carro anualmente, pois o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97) exige, para o licenciamento, a quitação de tributos, encargos e multas de trânsito e ambientais vinculados ao veículo.

Acidentes: conforme descrevemos acima, mesmo que seu carro tenha seguro você precisa arcar com a franquia do seguro pra poder utilizá-lo. Além disso, se o seu carro for para o conserto você vai não só ter a dor de cabeça de ficar sem o veículo como também os custos com transporte público, táxi  ou até mesmo aluguel de carro para se locomover se for necessário. Verifique com seu seguro na contratação se eles oferecem aluguel de carro, caso você fique sem o carro. 

Reparações: imprevistos acontecem e o carro pode quebrar, precisar de reparos. Claro que se você faz a manutenção periodicamente as chances de precisar de reparos diminui, mas o carro é uma “máquina” e pode sofrer defeitos ao longo do tempo, então é importante você estar ciente que pode haver custos extras e nesses casos não costumam ser baratos. 

Agora que você já entende quanto custo manter um carro fica mais fácil se planejar financeiramente para não passar aperto e tomar a melhor decisão caso queira comprar um carro novo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *