como trocar pneu de carro
Categories:

Como trocar pneu de carro: Guia passo a passo

Você sabe como trocar pneu de carro, amigo condutor? Não?! Fique tranquilo, pois esse artigo está aqui para lhe ajuda nessa situação de emergência.

Saiba como trocar pneu de carro com segurança, quais as ferramentas necessárias e os cuidados necessários.

– Reúna as Ferramentas Necessárias 

– Posicione o Carro em Local Seguro 

– Afrouxe os Parafusos do Pneu antes de elevar o carro com o macaco. 

– Troque o Pneu Antigo pelo Sobressalente 

– Aprenda como substituir o pneu furado pelo pneu sobressalente passo a passo 

– Aperte os Parafusos e Verifique a Pressão

Dica da Zapay: saiba o que fazer com a baixa calibragem de pneu.

Reúna as Ferramentas Necessárias 

Antes de iniciar a troca do pneu do veículo, o condutor deve se atentar e reunir todas as ferramentas necessárias para que esse processo seja feito com segurança. São elas:

  • Macaco: usado para elevar o automóvel e permitir a remoção do pneu danificado.
  • Estepe: trata-se do pneu sobressalente, a ser utilizado no lugar do pneu furado.
  • Chave de roda: utilizada para afrouxar, bem como apertar as porcas do pneu.
  • Luvas de proteção: são essenciais para proteger as mãos adequadamente durante o manuseio das peças. 

Vale a pena destacar que, na maior parte dos carros, tais itens podem ser encontrados no porta-malas dos respectivos veículos, porém essa localização não é uma regra. 

Para evitar qualquer desencontro na hora do aperto (quando o pneu furar em uma via pública, por exemplo), é importante que o motorista consulte o manual do proprietário para saber onde encontrar as ferramentas, sem dores de cabeça.

O condutor deve atentar-se para manter as ferramentas necessários no automóvel, além de verificar periodicamente a pressão dos pneus (dos quatro em uso e também do estepe). Esses cuidados são aliados fundamentais para a segurança e a eficiência do carro.

Saiba mais sobre o funcionamento do macaco

É de suma importância que o motorista verifique o funcionamento do macaco antes de iniciar uma viagem, pois, essa ferramenta é tão pouco utilizada que pode ser que apresenta problemas quando for requerida. Vale também checar se o macaco está armazenado corretamente no porta-malas com a chave de roda.

Se o motorista precisar fazer uso do macaco, ele deve estacionar o automóvel em um local plano, para garantir estabilidade. Em seguida, deve providenciar a sinalização com o triângulo de emergência. 

Antes de levantar o carro com o macaco, o condutor deve acionar o freio de estacionamento e engatar uma marcha de força (1ª ou 2ª), caso o automóvel tenha câmbio manual ou “P”, no caso de câmbio automático. Assim, é possível se certificar de que o veículo permanecerá imóvel, mesmo quando estiver levantado.

Assim, o macaco precisa ser corretamente encaixado, na lateral do automóvel. As indicações constam no manual do proprietário ou ainda na parte inferior da carroceria, possivelmente, próximas das caixas de roda. Não levante o automóvel antes de afrouxar os parafusos ou porcas, mas com cuidado para não os tirar, para facilitar a substituição.

O motorista deve se atentar para que, ao levantar o automóvel, o estepe deve estar sob o veículo, próximo ao macaco, até o momento da troca efetiva. Mas por que isso? Oras, caso haja qualquer problema e o macaco escorregue, o veículo pode cair sobre a roda sobressalente, o que permite que o macaco seja mais uma vez encaixado. Se o carro estiver no chão, isso não será possível.

Depois que o pneu for trocado, é necessário encaixar os parafusos até que a roda esteja presa. O condutor deve abaixar o veículo e dar um aperto final quando ele já estiver no chão. As ferramentas mencionadas nesse artigo devem ser recolhidas e organizadas. Não se esqueça de procurar um borracheiro para reparar o pneu furado.

Dica da Zapay: fique por dentro do Guia Michelin, do pneu à gastronomia

trocar pneu de carro

Posicione o Carro em Local Seguro 

O motorista deve encontrar uma área plana para estacionar o veículo, de modo a garantir a estabilidade, conforme já destacamos. É importante que a área seja afastada do tráfego, de modo a garantir sua segurança durante a troca do pneu.

Em seguida, é necessário acionar o freio de estacionamento e colocar calços nas rodas opostas ao pneu que será substituído. 

Dica da Zapay: conheça as melhores marcas de pneu.

Afrouxe os Parafusos do Pneu antes de elevar o carro com o macaco

Antes de elevar o automóvel com o macaco, é necessário usar a chave de roda para afrouxar as porcas do pneu. Para tal, é necessário girar a chave no sentido anti-horário. 

Não se esqueça de soltar as porcas antes de elevar o carro com o macaco. 

Troque o Pneu Antigo pelo Sobressalente 

Quando o veículo estiver elevado, é necessário remover tanto as porcas quanto os parafusos de fixação com a chave de roda. Em seguida, deve-se retirar a roda com o pneu furado e posicioná-la embaixo do automóvel, para evitar qualquer tipo de acidente, caso o macaco se solte.

Antes que o estepe seja instalado, vale a pena se certificar de que não há nenhum elemento inadequada ou sujeira em excesso no cubo da roda. O ideal é limpar a superfície de montagem antes de instalar o novo pneu. Depois, basta encaixar o estepe no cubo e parafusar as porcas da roda até elas tocarem as bordas em torno do orifício de fixação.

Caso o encaixe do estepe no cubo estiver com alguma dificuldade, o motorista pode bater levemente na roda, pois, assim, o encaixe superior atingirá o prisioneiro superior do cubo. Depois desse passo, é necessário movimentar a roda para trás e para frente para que seja finalizado o posicionamento correto.

Vale dizer que nunca deve ser feito o aperto total das porcas com o automóvel suspenso, o que pode fazer o macaco ceder e provocar acidentes.

Aprenda como substituir o pneu furado pelo pneu sobressalente passo a passo 

O amigo condutor já sabe, mas vale a pena reforçar: substituir um pneu furado por um pneu sobressalente é uma habilidade importante para qualquer motorista. Afinal, esse tipo de situação pode acontecer com qualquer veículo automotor. 

E não é preciso se apavorar caso o pneu fure ou tenha outro tipo de dano. Basta seguir o passo a passo a seguir para que o processo possa ser feito com segurança. Confira:

  • O primeiro passo é ter em mãos ferramentas e materiais necessários para fazer a troca de pneu. São eles:
  1.  Pneu sobressalente (estepe).
  2.  Macaco hidráulico (ou macaco de parafuso, se aplicável).
  3. Chave de roda.
  4. Triângulo de segurança (para sinalizar seu automóvel).
  5. Colete refletivo (para sua própria segurança).
  6.  Luvas de trabalho (opcional, porém recomendável).
  • Encontre um local seguro: ao perceber que tem um pneu furado ou danificado, reduza a velocidade e procure um local plano e seguro para estacionar. Evite áreas inclinadas, tráfego intenso ou curvas perigosas.
  • Sinalize seu veículo: coloque o triângulo de segurança a uma distância segura atrás do seu carro para alertar outros motoristas.
  • Desligue o motor: certifique-se de que o automóvel esteja desligado para evitar acidentes.
  • Aplique o freio de estacionamento, para manter o veículo imóvel.
  • Localize o pneu furado e o estepe: Abra o porta-malas ou a área de armazenamento onde o pneu sobressalente está localizado. Pegue-o.
  • Use o macaco para levantar o veículo. Para tal:
  1. Consulte o manual do proprietário para localizar os pontos de levantamento corretos do veículo.
  2. Posicione o macaco sob o ponto de levantamento apropriado.
  3. Comece a levantar o veículo até que o pneu furado esteja completamente fora do chão, mas não o levante demais.
  • Remova a roda furada: faça uso de uma chave de roda para soltar as porcas da roda, mas não as remova completamente neste momento.
  • Substitua a roda: retire o pneu furado e coloque o pneu sobressalente no lugar. Aperte as porcas manualmente até que estejam firmes.
  • Abaixe o veículo: com muito cuidado, baixe o carro com o macaco até que o pneu sobressalente esteja apoiado no chão, mas ainda não completamente.
  • Aperte as porcas da roda: usando a chave de roda, aperte as porcas da roda em um padrão cruzado, de forma uniforme. Isso ajudará a garantir uma fixação adequada.
  • Use o macaco para abaixar completamente o automóvel ao chão.
  • Verifique, mais uma vez, todas as porcas da roda, para garantir que estejam bem apertadas.
  • Coloque o pneu furado no compartimento apropriado do veículo.
  • Verifique a pressão do pneu sobressalente: certifique-se de que o pneu sobressalente esteja adequadamente inflado, de acordo com as especificações do fabricante.
  • Recolha seus pertences: guarde todas as ferramentas e os materiais de segurança de volta no porta-malas.
  • Após substituir o pneu, dirija com cuidado e vá a uma oficina para consertar ou substituir o pneu furado, o mais rápido possível.

O ideal é sempre consultar o manual do proprietário do veículo, amigo condutor. Esse é um ponto sempre em destaque, pois alguns dados técnicos podem variar de um veículo para outro e neste manual constam todos os dados fornecidos pela empresa fabricante para o melhor funcionamento do seu carro.

 Além disso, se você não se sentir confortável fazendo isso sozinho, é recomendável chamar um serviço de assistência rodoviária ou um mecânico de confiança para fazer a substituição do pneu.

trocar pneu de carro

Aperte os Parafusos e Verifique a Pressão

Ao realizar o processo de troca de pneus, é importante apertar parafusos e porcas corretamente. Para tal, é necessário fazer uso da chave de roda. Esse processo deve ser feito de forma cruzada, de modo que se deve apertar a primeira porca e, depois, o oposto a ela, seguindo tal padrão até que todas as porcas e parafusos estejam bem apertados. 

Lembre-se: os pneus devem estar bem presos à estrutura para aguentar todas as viagens.

A calibragem do pneu é mais um cuidado que o amigo condutor não pode esquecer. Afinal, a pressão dos pneus é crucial para garantir a eficiência do veículo, bem como sua segurança.

Se o pneu novo estiver descalibrado, haverá um impacto negativo na direção, no consumo de combustível e na estabilidade do carro – ou seja, apenas prejuízos ao bolso do motorista e à segurança de todos no trânsito. Após a troca de pneus, o ideal é seguir até um posto e verificar a calibragem de todos os pneus do veículo.

 

 

BOX – Conheça mais informações sobre o uso do triângulo de sinalização.

Ao longo das orientações sobre a troca de pneu, você notou o destaque ao uso do triângulo de trânsito, para que os outros condutores possam ser comunicados de que acontece uma situação de emergência na via.

Não à toa, o triângulo é um item obrigatório em todos os veículos e que deve ser utilizado quando o carro estiver impossibilitado de andar. Uma vez que ele comunica aos demais membros do trânsito que há alguém parado na via, o risco de acidentes diminui.

Desse modo, o triângulo deve ser utilizado quando o pneu furar ou quando o carro sofrer um pequeno acidente – em ambas as situações, o condutor deve estacionar o acostamento. Dica: evite parar na pista, a não ser que seja uma situação de extrema necessidade. Se não houve acostamento, o motorista deve estacionar na faixa à direita.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), quando o pneu furar ou o carro danificar, é necessário estacioná-lo no acostamento, ligar o pisca-alerta e apenas depois colocar o triangulo, a, pelo menos, 30 metros de distância. Essa medida equivale a 30 passos largos a partir da traseira do automóvel.

Para ter ainda mais segurança, o motorista pode colocar o triângulo de sinalização a uma distância que corresponde à velocidade da via em que ele está. Por exemplo, se a velocidade for de 40km/h, o triângulo deve ser colocado a 40 metros do carro.

Caso haja alguma curva no meio da contagem de passos, o condutor deve caminhar até o final dela e reiniciar os passos. Se houver neblina, chuva ou ainda cerração, o ideal é dobrar a distância. Lembre-se: todos esses cuidados servem para prevenir acidentes.

E se o condutor trocar o pneu sem o uso do triângulo de sinalização? Se não houver esse item, o motorista pode usar galhos de árvore para fazer a comunicação na via, por exemplo. O não uso de uma sinalização é uma infração gravíssima, com multa de R$293,47, além sete (7) pontos descontados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *