Imagem de Belo Horizonte, ilustrando o conteúdo que ensina como fazer transferência de veículo MG
Categories:

Transferência de veículo MG: passo a passo completo

Acredite, fazer a transferência de veículos MG é não é um trem tão complicado, amigo condutor. 

Porém, para executar cada uma das etapas, é necessário ter organização e entender os trâmites exigidos pelo Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (DETRAN MG). Assim você evita dor de cabeça e perda de tempo.

Pensando em te ajudar, a Zapay preparou esse conteúdo com tudo o que você precisa saber: confira o passo a passo da transferência de veículo MG com todas as explicações, entenda quais taxas estão envolvidas e quanto custa, além de conferir dicas valiosas para evitar perrengues. Vamos nessa!

Quando é necessário realizar a transferência de veículo MG?

A transferência de veículos MG deve ser feita quando o automóvel ou a moto muda de dono (que é a transferência de propriedade) ou quando há mudança de cidade ou de estado (localidade).

O DETRAN MG considera três possíveis situações para transferência de veículos MG:

  1. Transferência de propriedade de veículo – quando muda o dono do carro.
  2. Transferência de veículo de outro estado.
  3. Transferência de veículo de outro município.

Consulte sua placa grátis

Como as dúvidas mais frequentes são sobre a transferência de propriedade do veículo, vamos explicar detalhadamente como isso funciona a partir daqui. Confira!

Como fazer transferência de veículo MG: confira passo a passo

Para fazer a transferência de veículo MG é necessário obedecer às seguintes etapas:

  • Preenchimento de formulário para gerar a ficha cadastral e o Documento de Arrecadação Estadual (DAE).
  • Efetuar pagamento do DAE.
  • Agendamento de vistoria.
  • Realização da vistoria do veículo.
  • Solicitação da emissão do novo documento do veículo.

Quando o motorista compra um carro usado ou uma moto usada, a transferência deve ser feita do proprietário anterior para o comprador.  A partir da data de venda do veículo, devidamente registrada no Certificado de Registro de Veículo (CRV), físico ou digital, o comprador tem até 30 dias corridos para efetuar a transferência.

E o que acontece se o comprador não respeitar esse prezo? Oras, ele estará sujeito a multa por transferência de veículos MG fora do prazo, segundo a legislação.

Saiba mais sobre casa uma das etapas nos tópicos a seguir.

1 – Realize o registro de intenção da venda

O registro de intenção de venda é a primeira etapa na transferência de veículo MG. É importante destacar que ela é exigida somente para veículos cujo CRV-e (digital) tenha sido emitido depois do dia 4 de janeiro de 2021.

Depois que o registro de intenção de venda é feito, o condutor deve fazer a emissão da Autorização para realizar a Transferência de Propriedade do Veículo em meio digital, a ATPV-e

Registre a intenção de venda de veículo e a emissão da ATPV-e pelo site da CET-MG. Saiba mais em: TRÂNSITO-MG | Registrar Intenção de Venda do Veículo

2 – Emita a ATPV (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo) 

A segunda etapa do processo de transferência de veículos MG é a emissão da ATPV, conforme demos o spoiler no tópico anterior. Caso o CRV-e do carro tenha sido emitido a partir de 4 de janeiro de 2021, o vendedor do automóvel deve providenciar a emissão da ATPV-e.

Para obter o documento, é preciso informar os dados corretos do comprador no formulário, de modo a formalizar-se, em seguida, a assinatura por meio eletrônico ou físico, além do reconhecimento de firma nos termos regulamentares para viabilizar a transferência de propriedade.

Saiba mais em: TRÂNSITO-MG | Emitir a Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo (ATPV-e) (transito.mg.gov.br)

3 – Reconheça a autenticidade das assinaturas 

Em seguida, tanto o vendedor quanto o comprador devem reconhecer a autenticidade das assinaturas, o tradicional reconhecimento de firma no cartório.

Também é possível assinar a ATPV-e pelo App CDT

O app CDT é um grande facilitador nos trâmites burocráticos da transferência de veículos MG, afinal, com ele é possível assinar o ATPV-e digitalmente, sem a necessidade de reconhecer firma em cartório depois. É a tecnologia sempre facilitando tudo!

Confira como assinar a ATPV-e pelo app CDT:

  • Cadastrar no site do Governo Federal. Para isso, você deve acessar o aplicativo CDT e fazer o cadastro/login com o gov.br.
  • Registrar a intenção de venda.
  • Assinar digitalmente a ATPV-e.
  • Confirmar a transação.
  • Concluir o processo.

4 – Agende a vistoria para transferência do veículo

Agora, você deve agendar e realizar a vistoria veicular para transferência. O procedimento é fundamental para a transferência de veículos no DETRAN-MG.

O agendamento da vistoria é realizado através deste link: https://transito.mg.gov.br/veiculos/vistorias/agendar-reagendar-vistoria-na-ecv 

Essa vistoria é um processo de avaliação para verificar o estado de conservação e a manutenção, garantindo que o veículo esteja apto para rodar nas vias públicas e de acordo com o que consta na documentação veicular. Essa etapa protege a todos de golpes, pois evita que veículos que não estejam de acordo com condições adequadas de uso sejam legalizados.

5 – Gere a ficha cadastral e o DAE (Documento de Arrecadação Estadual) 

Depois serão gerados a ficha cadastral e o DAE. Ambos os documentos devem ser impressos. Daí você precisa quitar o O DAE de transferência na rede bancária credenciada em MG: Banco do Brasil, Mais BB, Itaú, Bradesco, Caixa Econômica Federal, lotéricas, SICOOB e mais.

6 – Realize a vistoria para transferência do veículo

Você deve ir até a ECV designada após o preenchimento do formulário (na etapa 4). ECV’s são empresas credenciadas pela Coordenadoria Estadual de Gestão de Trânsito (CET MG) para realizar esse tipo de vistoria. A vistoria para transferência MG segue critérios padronizados em todo Brasil. 

7 – Após a vistoria, agende atendimento no UAI para receber o número do CRV-e 

Nesta etapa da transferência de veículos MG, o condutor deve solicitar a emissão do novo documento do automóvel – etapa que apenas é possível após aprovação na vistoria.

O condutor deve solicitar novo agendamento e comparecer no dia e na hora marcados na Unidade de Atendimento (UAI) mais próxima de sua casa. Não esqueça de levar a documentação necessária – que é a ficha de cadastro para todas as situações e os seguintes documentos:

Pessoa Física/proprietário do veículo:

  • Carteira de identidade (RG) atualizado com CPF (original e cópia).
  • Comprovante de pagamento do DAE.
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV).
  • Laudo de vistoria.

Caso o motorista seja representado por parentes (pai, mãe, filho, irmão, marido e esposa):

  • Carteira de identidade (RG), original e cópia.
  • Certidão de casamento, original ou cópia autenticada.

Pessoa Jurídica/proprietário do veículo:

  • Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) – cartão do CNPJ com menos de 90 dias.
  • Contrato Social (original ou cópia autenticada).
  • Ficha de cadastro.
  • Carteira de identidade (RG) atualizado com CPF.
  • Comprovante de pagamento do DAE.
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV).
  • Laudo de vistoria.

Procurador/despachante

Se o condutor for representado por procurador, ele deverá apresentar a procuração pública lavrada em cartório (original ou cópia autenticada) e a Carteira de identidade (RG).

O dono do carro receberá o CRV-e e, com ele, poderá emitir o novo CRLV-e no site da CET MG, no app CDT ou no portal da SENATRAN.

Dica da Zapay: saiba como imprimir o CRLV.

[VENDI] Por fim, emita a comunicação de venda do veículo

Finalmente, chegou a hora de emitir o comunicado de venda do carro, condutor. E celebre, pois você fechou o negócio e deu tudo certo! Este comunicado é fundamental para evitar dores de cabeça no processo de transferência de veículos MG.

Com ele, o vendedor se isenta de responsabilidades sobre o automóvel depois da venda, por isso é importante comunicar o negócio à CET MG.

A comunicação de venda deve ser feita com a cópia autenticada do CRV, que deve estar devidamente preenchido, assinado por ambas as partes e com firmas reconhecidas. 

Se a comunicação de venda não for feita em até 60 dias após a venda do carro, será necessário pagar uma taxa de R$ 15,84 para efetuar o serviço. Depois desse prazo, a comunicação de venda não poderá ser mais feita em cartório. 

[COMPREI] Por fim, realize a transferência de propriedade de veículo

Parabéns, condutor! Realizar o sonho de comprar um veículo é algo grande e que demanda muito esforço e organização. Para finalizar o processo e lhe colocar como dono, de fato, do carro, não esqueça de fazer a transferência de propriedade.

Assim, a transferência de veículo MG é o momento em que o carro deia de ser do dono anterior e passa a ser do comprador. Trata-se de um procedimento feito em automóveis e motos usados.

Atente-se, pois, após a venda do automóvel, registrada no CRV, físico ou digital, o novo dono terá 30 dias corridos para efetuar a transferência de propriedade. Se não obedecer a tal prazo, o comprador ficará sujeito à multa.

Quanto custa a transferência de veículo em Minas Gerais?

A transferência de veículos MG envolve o pagamento de algumas taxas durante as etapas do serviço, além do pagamento de possíveis débitos (IPVA, multas, licenciamento etc). Saiba mais a seguir!

A transferência de veículo MG exige o pagamento de débitos pendentes

Para realizar a transferência do veículo, não podem haver débitos em aberto: IPVA, licenciamento, multas, DPVAT etc.

A Zapay é sua aliada quando o assunto é o pagamento de débitos veiculares, conosco é possível pagar tudo isso de forma 100% online, prática e segura.

Nós somos credenciados à SENATRAN e aos 27 DETRANs. Aqui, você pode consultar os débitos em aberto. Basta inserir o número da placa e fazer a consulta. Ah, e dá até pra parcelar os débitos no cartão de crédito!

Consulte gratuitamente a placa em poucos segundos:

Consulte sua placa grátis

Taxas do processo de transferência de veículo em Minas

Confira os valores das taxas referentes à transferência de veículos MG:

  • ATPV-e: gratuito.
  • Registro de intenção de venda: gratuito.

Transferência de Propriedade de Veículo: 

  • Nos municípios que não possuem ECV: R$ 258,71.
  • Nos municípios que já possuem ECV: a solicitação do serviço é R$ 137,27 e a Vistoria ECV é R$ 121,43.

E quanto a transferência do local do veículo? 

Fique por dentro dos detalhes da transferência de veículos MG por conta da localidade nos tópicos a seguir.

Transferência de veículos de outro estado pra MG

Caso o motorista de Minas Gerais compre um automóvel registrado em outro estado, as etapas para transferência de veículo de outro estado para Minas Gerais são:

  • Preencher o formulário eletrônico.
  • Pagar o DAE.
  • Agendar a visória do carro.
  • Realizar a vistoria do automóvel.
  • Solicitar a emissão do documento do veículo.
  • Retornar à unidade de Atendimento e Emitir Certificado de Registro de Veículo Eletrônico (CRV-e).

Dica da Zapay: fique por dentro sobre como renovar CNH em MG.

Transferência de veículos de outro município dentro de MG

Já na situação em que um motorista de Ouro Preto se mudar para Belo Horizonte – ou seja, uma transferência de município -, é necessário seguir as etapas abaixo para esta transferência de veículos MG.

É válido destacar que se trata de um serviço para quem já tem o veículo, mas está atualizando os dados, já que se mudou de cidade. Tenha em mente, condutor: é um dever do dono do carro manter o endereço atualizado na CET MG.

  • Preencher o formulário e emitir a Ficha Cadastral. 
  • Efetuar o pagamento do DAE.
  • Realizar vistoria.
  • Retirar autorização para compra de novas placas.
  • Solicitar emissão do Certificado de Registro do Veículo (CRV) e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

É necessário um novo emplacamento ao transferir veículo em Minas?

Além do primeiro emplacamento (ou seja, quando você compra um carro zero quilômetro), as situações que demandam um novo emplacamento (placa Mercosul) são:

  • Mudança de categoria do veículo.
  • Troca de município e/ou estado (transferência de veículos MG).
  • Roubo, furto, extravio ou dano da placa.
  • Instalação de segunda placa traseira.

E aí, fragou tudo sobre Transferência de veículo em Minas, uai?

Você percebeu que fazer a transferência de veículos MG, seja ela de propriedade ou de localidade, é preciso estar atento ao passo a passo para cumprir corretamente todas as etapas, né?

Parece um trem bem complicado, mas depois que você entende o fio da meada, dá pra tirar de letra.

Esperamos que o conteúdo tenha sido útil e que tenha te ajudado a se nortear. Continue acompanhando o blog da Zapay para mais dicas e informações!

Avatar image of Zapay
Written by

Zapay

A Zapay nasceu em 2017 para facilitar a vida dos proprietários de veículos! Somos os únicos parceiros credenciados à SENATRAN e a todos os 27 DETRANs do Brasil. Trabalhamos duro para que você, motorista de carro, moto ou caminhão, tenha mais praticidade para realizar diversos pagamentos, processos burocráticos e consultas relacionadas ao seu veículo. Temos mais de 20 MILHÕES de clientes espalhados por todo o pais. Ah, fazemos questão de compartilhar todo o conhecimento e a experiência que a gente tem aqui em nosso blog. Amamos tudo sobre o universo automotivo. Dar dica boa, é com a gente mesmo!