consultar pontos da CNH
Categories:

Pontuação na CNH: como consultar os pontos com pelo site do DETRAN?

Sabia que consultar pontos da CNH, além de ser de extrema importância ao condutor, é uma ação que pode ser feita com praticidade e segurança. O “segredo” está em um grande aliado dos motoristas: o site do DETRAN.

Além de aprender a como fazer consulta pontos CNH, saiba o que é carteira de motorista suspensa e cassada, quais são os pontos máximos permitidos, dentre outras dicas.

– Os motoristas podem ter até 40 pontos na CNH, mas isso só é possível em alguns casos 

– O que significa uma CNH Suspensa? 

– CNH Cassada 

– Por que é importante consultar pontos na CNH? 

– Como realizar a consulta de pontos na CNH 

– Como os pontos são calculados 

– Como consultar multas pelo site do DETRAN? 

– Como consultar os pontos da CNH no site do DETRAN? 

– Como acessar os pontos da CNH pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito?

Dica da Zapay: fique por dentro sobre o que é PPD digital.

Os motoristas podem ter até 40 pontos na CNH, mas isso só é possível em alguns casos 

Com a Nova CNH, que vale desde 2022, o limite de pontos descontados na Carteira Nacional de Habilitação passou de 20 para 40. Porém, nem todos os motoristas podem utilizar tal vantagem – é necessário ter uma combinação de infrações para ter esse direito.

De modo geral, o condutor apenas terá a carteira de habilitação suspensa caso acumule, em um período de 12 meses, acumule 40 pontos. Contudo, caso o motorista cometa uma infração gravíssima, cujo desconto na CNH é de sete (7) pontos, o limite será reduzido para 30 pontos.

Se o condutor cometer duas ou mais infrações gravíssimas, no período de 12 meses, o limite disponível será de apenas 20 pontos. 

Diante deste contexto, a pontuação máxima a ser atingida para que a CNH seja suspensa dependerá se há a autuação com infração de natureza gravíssima. Há cuidados que são importantes no trânsito, bem como infrações que devem ser evitadas para que a suspensão não ocorra. São elas:

  • Infrações gravíssimas: transportar crianças pequenas sem a cadeirinha ou assento, avançar o sinal vermelho e trafegar na faixa exclusiva (que é destinada a ônibus e outros veículos de transporte público). 
  • Infrações graves: fazer conversões em locais pela sinalização, estacionar o carro ou a moto afastado mais de 50 centímetros do meio-fio e não fazer uso de cinco de segurança.
  • Infrações médias: conduzir o veículo usando fones de ouvido, exceder a velocidade em até 20% o limite da via pública e dirigir o carro ou a moto com lâmpadas queimadas.
  • Infrações leves: dirigir o veículo sem portar os documentos obrigatórios e fazer uso de luz alta em vias iluminadas. 

É importante que o condutor tenha em mente qual é o valor de cada infração e o desconto que cada infração pode trazer à CNH. Confira:

  • Infração gravíssima: valor R$293,47. Desconto na CNH: sete (7) pontos.
  • Infração grave: valor R$195,23. Desconto na CNH: cinco (5) pontos.
  • Infração médias: valor R$130,16. Desconto na CNH: quatro (4) pontos.
  • Infração leve: valor R$88,38. Desconto na CNH: três (3) pontos.  

Caso o amigo condutor exerça atividade remunerada com o veículo – ou seja, tenha a observação EAR na CNH -, a regra de 40 pontos na carteira de habilitação é fixa. Para este caso, não importa se o motorista tenha cometido qualquer infração gravíssima, essa pontuação máxima permanece.

Esta exceção é válida para taxistas, mototáxis, motoristas de ônibus e caminhões e motoristas de aplicativos.   

Mas o que acontece quando um motorista comum chega aos 40 pontos da CNH? Quando tal valor é atingido, dentro de um período de 12 meses, a carteira de habilitação do motorista em questão será suspensa. Tal punição pode durar entre seis meses e um ano, a princípio.

Se após voltar a ter o direito de conduzir, o motorista mais uma vez acumular o limite de pontos, em um período menor do que 12 meses, a carteira de habilitação será suspensa entre oito e dois anos. 

E não adianta dirigir o veículo com a CNH suspensa – este gesto, aliás, pode deixar a situação ainda pior. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, o motorista que for flagrado conduzindo veículo automotor, de qualquer categoria, com a carteira de habilitação suspensa poderá ter o documento cassado.

Neste caso, a punição será o motorista impedido de dirigir nas vias públicas por dois anos. Ou seja, é uma punição pesada. 

Ainda: quando terminar o prazo de suspensão, o condutor deve realizar um curso de reciclagem para voltar a dirigir. Já, no caso da cassação, o motorista deve recomeçar o processo para conquistar novamente a primeira habilitação. Para tal, ele deve frequentar aulas teóricas, práticas, além de realizar provas e exames psicológicos e médicos. 

Dica da Zapay: saiba como consultar CNH pelo CPF.

consulta pontos cnh

O que significa uma CNH Suspensa? 

Quando a Carteira Nacional de Habilitação está suspensa, ou seja, quando há a suspensão do direito de dirigir, o motorista deve seguir tal punição, segundo a previsão do artigo 256, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Afinal, esta penalidade pesada diz respeito ao não cumprimento das leis de trânsito, por parte do condutor.

Assim, o motorista penalizado perde o direito de dirigir veículos automotores por um período de até dois anos. Ainda: cabe a tal condutor o pagamento das despesas das infrações que foram por ele cometidas, bem como a realização do curso preventivo de reciclagem para que o documento suspenso possa ser recuperado. 

Vale a pena reforçar, amigo motorista, o que pode suspender a carteira de habilitação: soma de pontos na CNH e excesso de infrações gravíssimas.

É importante ter muita atenção à pontuação que a carteira de habilitação carrega após cada infração cometida. Lembre-se: o acúmulo máximo nas CNHs pode ser 20, 30 ou 40 pontos, dentro do período de 12 meses – estes limites dependem da existência ou não de infrações gravíssimas na relação de deslizes cometidos pelo condutor. Uma vez que o limite é ultrapassado, a carteira de motorista será suspensa.

Vale a pena reforçar mais uma vez os limites que cada condutor pode atingir na CNH:

  1. 20 pontos: limite estabelecido aos motoristas que cometeram duas ou mais infrações gravíssimas.
  2. 30 pontos: limite estabelecido aos condutores que cometeram uma infração gravíssima.
  3. 40 pontos: limite estabelecido aos motoristas que não cometeram nenhuma infração gravíssima.

Uma vez que a carteira de habilitação estiver suspensa, o motorista deve respeitar a punição. Caso ele seja flagrado dirigindo o veículo com o documento suspenso, a penalidade é ainda mais pesada: pagamento de multa, CNH cassada, além de ficar sujeito a ficar detido de seis meses a um ano.

Outro ponto que os motoristas devem se atentar são as infrações gravíssimas, já que, além do grau de periculosidade que tais atos imprudentes trazem às vias públicas, elas diminuem a pontuação máxima permitida na carteira de habilitação. 

Confira quais são as principais infrações de natureza gravíssima que ocorrem no dia a dia no trânsito brasileiro:

  1. Conduzir veículo alcoolizado.
  2. Dirigir em velocidade superior a 50% do permitido segundo a sinalização da via pública.
  3. Omitir socorro à vítima, caso haja acidente.
  4. Forçar ultrapassagem em sentidos opostos.
  5. Realizar manobra perigosa ou conduzir veículo de modo a colocar a vida dos pedestres em risco.
  6. Recusar a realização do teste do bafômetro ou qualquer outro exame clínico que possa comprovar se o condutor está sóbrio ou embriagado.
  7. Cruzar o bloqueio policial.
  8. Levar crianças menores de sete anos na moto.
  9. Dirigir moto sem capacete ou com os faróis apagados.

É importante destacar que cada infração gravíssima tem um determinado período de suspensão a ser cumprido pelo motorista que cometeu o erro de trânsito. A punição varia de 2 a 12 meses.

Dica da Zapay: conheça a multa por dirigir sem CNH e evite esta dor de cabeça. 

pontos da cnh

CNH Cassada 

Tanto a carteira de habilitação que está suspensa quando a que está cassada são situações ruins, porém derivam de punições previamente estabelecidas no Código de Trânsito Brasileiro. Porém, conforme você já pôde perceber ao longo deste artigo, são punições distintas. 

Afinal, a suspensão ocorre quando o condutor ultrapassa o limite de pontos na CNH (20, 30 ou 40), dentro de um período de 12 meses. Esta situação punitiva pode ainda acontecer se o motorista cometer uma infração autossuspensiva – que é um grupo de infrações bastante perigosas dentre as já consideradas gravíssimas.

Por sua vez, a cassação acontece na documentação do condutor que já está com a CNH suspensa. Ou seja, é a punição dada ao motorista que já está com a carteira de habilitação suspensa, ou que comete novamente a infração gravíssima dentro de um período de 12 meses ou ainda que é condenado judicialmente devido a algum crime de trânsito cometido.

Por que é importante consultar pontos na CNH? 

Ao longo de todo o contexto apresentado neste artigo, já deu para perceber que consultar a pontuação na CNH é um hábito essencial para todos os motoristas. Afinal, é a chance para ficar a par sobre as infrações cometidas acumuladas na carteira de habilitação.

Como já comentamos, as pontuações máximas em cada CNH podem ser de 20, 30 ou 40 pontos, a depender da existência de infrações gravíssimas e a quantidade deste tipo de erro. A medida que o motorista comete as infrações, ele perde determinada quantidade de pontos. Quando ele zera ou ultrapassa o limite estabelecido, a carteira de habilitação é suspensa.

Para cada categoria de infração (que depende da gravidade do erro cometido no trânsito), há uma quantidade específica de pontos a serem descontados na carteira de motorista. Segundo o CTB, a distribuição de pontuação, segundo categoria de infração, se dá da seguinte maneira:

  1. Infração leve: três (3) pontos.
  2. Infração média: quatro (4) pontos.
  3. Infração grave: cinco (5) pontos.
  4. Infração gravíssima: sete (7) pontos. 

 

A pontuação na carteira de motorista e os descontos, advindos da penalização em virtude de infrações, são fundamentais para que cada condutor lembre da importância de cumprir as leis de trânsito. Afinal, é um compromisso de todos garantir a segurança de todos que trafegam nas vias públicas, seja a pé, seja dentro de outros veículos. Desse modo, as penalizações são uma forma de educar o condutor e conscientizá-lo.

É preciso destacar que há determinadas infrações que, de tão graves, fazem o condutor perder a CNH automaticamente – são as chamadas infrações autossuspensivas. E esta penalidade não é por acaso, pois abrangem situações, tais como: participar de rachas, deixar de prestar informações sobre acidentes, não socorrer vítima de acidentes, dirigir embriagado, dentre outros erros.

Com as infrações autossuspensivas, o motorista pode ficar proibido de dirigir entre dois e oito meses, podendo chegar a 18 meses. 

Assim como todas as infrações de trânsito, quando o condutor for notificado da suspensão, ele poderá recorrer em até trinta (30) dias. Caso o recurso seja indeferido, o motorista pode ter uma segunda chance e provar sua inocência.

Como realizar a consulta de pontos na CNH 

Todo condutor pode realizar a consulta de pontos da carteira de habilitação ao acessar o site do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) de sua Unidade Federativa (UF). O endereço é https://www.detran.UF.gov.br/, sendo UF a sigla do respectivo estado. Por exemplo, para acessar o DETRAN de Santa Catarina, deve-se digitar: https://www.detran.sc.gov.br/ .

O motorista deve um cadastro no site do DETRAN com as informações pessoais, tais como CPF, RG, CNPJ (se tiver), número da CNH e um e-mail. A chave de acesso de cada cidadão é o CPF (ou CNPJ) e a senha por ele criada no cadastro.

Para ter acesso à situação da carteira de habilitação, na página do DETRAN, o condutor deve clicar no botão “CNH” e, em seguida, selecionar a opção “Consultar pontos da CNH”. E pronto.

Como os pontos são calculados 

Os pontos a serem descontados na CNH são calculados a partir da gravidade da infração de trânsito – dividida nas categorias leve (três pontos), média (quatro pontos), grave (cinco pontos) e gravíssima (sete pontos). Considera-se ainda a máxima de pontuação que cada condutor pode ter.

Caso o motorista não tenha infrações gravíssimas, o máximo de sua pontuação será 40. Se houver uma infração gravíssima, o limite será 30 pontos. Já, caso haja duas ou mais infrações gravíssimas, a pontuação máxima será 20.

Como consultar multas pelo site do DETRAN? 

Para consultar multas pelo site do DETRAN, o condutor deve clicar na aba “Infrações”, logo na página inicial. Na tela seguinte, além de poder consultar multas e débitos, o motorista pode conferir os dados completos de seu veículo, além de fazer indicação de condutor, acessar o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), solicitar defesa e recurso, dentre outros serviços. 

Como consultar os pontos da CNH no site do DETRAN? 

Assim como no tópico anterior, o motorista deve clicar na aba “Infrações”, logo na tela inicial do site do DETRAN. Ao selecionar a consulta de multas, é possível saber os pontos na CNH. Para tal, tenha em mãos o número do CPF ou CNPJ e a senha cadastrada.

Como acessar os pontos da CNH pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito?

Outra forma de tomar conhecimento sobre a pontuação na CNH é acessar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). A chave para tal é o CPF ou o CNPJ do condutor em questão, além da senha criada no site do DETRAN.

Vale destacar que o CDT é um app do Governo Federal Brasileiro, criado pelo Ministério da Infraestrutura, através da Secretaria Nacional de Trânsito (SENATRAN). Como se trata de uma iniciativa de esfera federal, esta facilidade visa atender a todos os estados.

Para baixar a habilitação, o DETRAN envia um código, de modo que se faz necessário consultar o departamento de trânsito da respectiva UF para ter a indicação correta sobre como o ter o mencionado código e o documento digital. O CDT está disponível tanto par iOS quanto par Android.

Logo na página inicial do app, o condutor já pode acessar suas multas, mais precisamente no botão “Infrações”.

O documento digital tem a mesma validade jurídica que o físico, porém para tal é necessário baixar o app CDT em seu smartphone, amigo condutor. Ou seja, de nada adianta tirar o print da tela, o motorista deve apresentar a tela do app quando fiscal de trânsito solicitar. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *